Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os romanos vão sair à rua em Lisboa com actividades grátis
Notícias / Vida urbana

Os romanos vão sair à rua em Lisboa com actividades grátis

fachada museu do teatro romano
Fotografia: Arlindo Camacho

Verão é quase sempre sinónimo de eventos ao ar livre e de viver a vida a céu aberto. Durante três dias, o Museu de Lisboa – Teatro Romano sai à rua e convida todas as famílias a conhecerem melhor os seus antepassados olisiponenses através de várias actividades grátis no sítio arqueológico, no museu e nas ruas envolventes.

O Festival “Estes romanos estão loucos” arranca a 13 de Setembro, prolongando-se até dia 15. Ao todo são três dias recheados de actividades de entrada livre, no Museu de Lisboa – Teatro Romano, no sítio arqueológico e nas ruas envolventes, para descobrir uma nova perspectiva sobre a história da cidade e o seu legado latino. O programa contempla oficinas, espectáculos, degustações e até observação astronómica.

Para começar, terá a oportunidade de experimentar fazer graffiti com o artista urbano Gonçalo Mar, no dia 13, entre as 16.00 e as 18.00, ao lado do n.º 24 da Rua da Saudade. Afinal de contas, na época romana existiam muitos graffitters. “As paredes das casas de Pompeia estão cheias deles”, garante o Museu de Lisboa – Teatro Romano em comunicado.

No mesmo dia, a partir das 18.00, haverá um concerto dos Kiloko, que animará o museu ao final da tarde, apesar das sonoridades pouco latinas. Mais tarde, já depois de jantar, poderá recuar no tempo e recordar a história do Rei Édipo. Entre as 21.00 e as 22.00, a Companhia Teatro Livre apresentará o mito criado pelo poeta Sófocles no longínquo século V a.C., seguindo-se um cortejo em honra dos deuses e uma degustação de vinho de Apício ao final da noite, das 22.15 às 23.00.

No dia seguinte, 14 de Setembro, vale a pena acordar cedo os miúdos para uma série de “Oficinas para quem quer fazer coisas diferentes e inúteis”, como aprender a fazer jóias e coroas romanas, espadas e adagas ou a escavar como os arqueólogos, entre as 11.00 e as 13.00. Depois de almoço, entre as 15.00 e as 17.00, há mais oficinas, mas desta vez focadas na cosmética, nos penteados e no vestuário romano.

À tarde, a partir das 17.00, há uma palestra sobre “O que o mar nos dá – a riqueza da Tróia romana e o paladar dos romanos”, seguindo-se uma degustação de comidas romanas e de garum, uma pasta feita à base de peixes pequenos e moluscos, deixados em salmoura e secos ao sol, que era condimento indispensável na Antiga Roma e temperava a comida diária dos romanos.

Para terminar o dia, assista ao espectáculo Deusas e bacantes, a partir das 21.00, e desfrute da vista nocturna sobre o céu a sul, a partir do terraço do Teatro Romano, onde poderá ver ao telescópio planetas que até hoje trazem o nome de deuses romanos: Júpiter e as suas maiores luas, e Saturno, o senhor dos anéis.

O Festival “Estes romanos estão loucos” termina a 15 de Setembro, com um espectáculo do Chapitô às 19.00. Mas antes poderá ainda contar com a oficina “Como escavam os arqueólogos”, das 11.00 às 12.00; um “Circo Matemático”, a partir das 12.00; um cortejo militar, com a participação da Associação “Historicalia” e dos TocáRufar – Projecto de Percussão; e uma reconstituição histórica inspirada na mitologia romana.

A entrada é livre, mas existem actividades para as quais será necessário fazer reserva ou levantamento de bilhete. Para mais informações sobre o festival, basta consultar o programa no site do Museu de Lisboa – Teatro Romano.

+ Amor no Vale (do Silêncio) ao som da Orquestra Gulbenkian

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments