A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Gala Drop
© Sara GraçaGala Drop

OUT.FEST regressa em Junho

O Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro este ano divide-se por dois momentos. O primeiro decorre entre 3 e 5 de Junho e o segundo deve ser em Outubro.

Escrito por
Luís Filipe Rodrigues
Publicidade

Depois de um ano de hiato forçado, o OUT.FEST – Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro vai voltar a dar-nos música. E voltará mais cedo do que o costume, logo entre os dias 3 e 5 de Junho, no primeiro dos dois momentos em que se desdobrará esta 17.ª edição.

Sobre o segundo momento, marcado para o habitual mês de Outubro, ainda não se sabe grande coisa. Mas os concertos de Junho vão realizar-se no Auditório ao Ar Livre do Parque Paz e Amizade, a partir das 18.00, e no Auditório Municipal Augusto Cabrita, no contíguo Parque da Cidade, depois das 20.45, respeitando sempre as indicações da Direcção-Geral de Saúde.

O quinteto Impermanence, liderado por Susana Santos Silva, será o primeiro a subir ao palco do Anfiteatro Paz & Amizade, pelas 18.00 de quinta-feira, 3 de Junho. Depois do jantar, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, será possível ouvir o Barreiro Ensemble de Iancu Dumitrescu, notável compositor romeno, a operar nas margens da música contemporânea europeia desde o final dos anos 60.

Na sexta, 4, o formato é o mesmo. Primeiro, no Anfiteatro Paz & Amizade, toca um grupo português que não tem nada a provar: os Gala Drop, agora constituídos por Afonso Simões nas percussões, Nélson Gomes nos sintetizadores e Rui Dâmaso no baixo. Depois, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, a artista sérvia Svetlana Maras apresenta o seu Radio Concert No. 2, em estreia mundial. O português Pedro Carneiro completa o cartaz.

O programa de sábado, 5, começa mais cedo, às 15.30, com uma palestra de Bálint Szabó, vulgo Gosheven, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro. O objectivo é dar a conhecer o processo criativo por detrás de Antipodal Polyphony, álbum e peça inspirada na música do povo 'Are'are das Ilhas Salomão, que vai estrear ao vivo umas horas mais tarde no Auditório Municipal Augusto Cabrita.

Há dois outros concertos no último dia do festival, respectivamente no Parque Paz e Amizade e no Auditório Municipal. À tarde, actua Tristany, rapper e artista da Linha de Sintra que surpreendeu muita gente no ano passado com o álbum Meia Riba Kalxa. Depois de cair a noite, Odete, figura cada vez mais destacada da produção electrónica portuguesa, encontra-se em palco com Herlander.

Os passes para os três dias do festival já estão disponíveis online e em alguns pontos de venda, por 25€. A partir de 28 de Maio serão disponibilizados uns quantos bilhetes diários, que darão acesso aos concertos no anfiteatro e no auditório, por 10€.

+ Leia a edição desta semana da Time Out Portugal: Circuito aberto

+ Salas do Circuito Lisboa recebem 120 concertos entre Maio e Junho

Últimas notícias

    Publicidade