A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
paredão intercontinental
Fotografia: Manuel Manso

Paredão de Cascais com acesso interdito depois de um sábado atribulado

A medida vai vigorar até as autoridades decidirem o contrário. Presidente da Câmara de Cascais está solidário com a decisão.

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

As autoridades querem que as pessoas fiquem em casa, mas muitas continuam a sair. Depois de um sábado atribulado e de muitos passeios, as forças de segurança, numa acção coordenada com a Câmara Municipal de Cascais, decidiram interditar o acesso ao Paredão de Cascais. 

Apesar das excepções apresentadas pelo Governo, e de o passeio higiénico ou dos animais de estimação constarem na lista, a afluência ao local foi elevada. Houve uma grande concentração de pessoas ao longo do dia, não respeitando assim o dever geral de recolhimento domiciliário.

A interdição aconteceu ainda no sábado à noite, numa acção da Capitania do Porto de Cascais, da Divisão de Cascais da Polícia de Segurança Pública e da autarquia que fecharam assim o acesso ao Paredão.

“A medida é uma resposta das forças de segurança à anormal afluência nesse local verificada durante o primeiro sábado de confinamento geral”, de acordo com a Câmara Municipal de Cascais. E vigorará “até as autoridades considerarem necessário”, segundo uma fonte do município, citada pela agência Lusa. 

“A decisão foi das forças de segurança que é quem tem competência legal para o efeito, no caso a PSP e a Polícia Marítima, mas estou completamente solidário com a decisão, razão pela qual a Polícia Municipal foi chamada a colaborar”, escreve Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, no Facebook. Caso haja desobediência por parte dos cidadãos, continua, as medidas passarão “a ser penalizadoras, concretamente com a passagem de multas”.

Apesar de estar interdita a passagem para fins de passeio, é possível aceder aos restaurantes que se encontram no Paredão para levantamento de refeições em regime take-away. 

+ Estado de Emergência. Quais são as novas regras?

Últimas notícias

    Publicidade