A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Plantae
Gabriell Vieira

Plantae: o reino das plantas chegou a Campo de Ourique e tem uma maternidade verde

A Plantae terá em breve um site que servirá de loja online, e onde lançará também um clube de sócios.

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

“É um animal de estimação vegetal”: é assim que Bernardo Costa, um dos sócios da Plantae, define a ligação emocional de alguém em relação às plantas – e agora são cada vez mais as pessoas a abraçar o conceito de selva urbana nas suas casas. O espaço abriu no bairro de Campo de Ourique e, mais do que uma loja, quer ser um ateliê botânico, que vende e ensina os clientes, que dá assistência às plantas e ainda faz nascer novos rebentos na maternidade. 

Bernardo não é o único nesta aventura: a ele juntaram-se a mulher Rita Rodrigues, Gonçalo Fernandes e Lisa Santos, todos arquitectos paisagistas que precisavam de um espaço para ter mais contacto com os clientes. Foi numa antiga mercearia que encontraram uma casa para as verduras, onde mantiveram a traça do espaço com os tradicionais móveis de exposição, agora brancos, e os ganchos de onde antes pendiam presuntos e agora há plantas. 

Plantae
Gabriell Vieira

“Talvez tenhamos aberto na pior época de negócios de sempre, mas faltava-nos dar o salto. Queríamos um espaço para vender, dar dicas, ajudar os clientes. Sentíamos muito essa necessidade de aconselhamento por parte de pessoas próximas, por isso acreditamos que muito mais gente o sinta, sobretudo numa altura em que parece que todos passámos a ter plantas em casa”, explica Bernardo. 

A Plantae tem umas boas dezenas de metros quadrados, que se dividem em três zonas distintas. A mais ampla, logo à entrada, tem muita luz e é onde está a maior parte das plantas e vasos em exposição. Logo depois de duas arcadas vislumbram-se charriots com plantas penduradas e outras tantas empilhadas numa segunda sala que tem também aquilo a que a grupeta gosta de chamar de maternidade, uma oficina criativa para as plantas que está à disposição dos clientes. 

Plantae
Gabriell Vieira

“Começámos a vender sacalhões de terra aos clientes, mas chegámos à conclusão que os levam para casa e morrem por lá, porque o volume de plantas em casa não é assim tanto, por isso havia desperdício”, conta Bernardo. “Além disso, nós quando tratamos das plantas da loja acabamos também por retirar folhas ou raízes que podem ser replantadas, e percebemos que era um desperdício de recursos”. 

Decidiram assim juntar o útil ao agradável e oferecer aquele espaço aos clientes que queiram, por exemplo, replantar uma planta. “Aqui nós temos os materiais todos, o vaso, as tesouras, a terra, e até as plantas se for o caso, porque até de casa os clientes as podem trazer”, acrescenta Rita. “É uma vantagem para ambos os lados, mas sobretudo para os clientes que aprendem determinados processos com o nosso acompanhamento e não têm de bagunçar a casa toda também”. 

A terceira zona da loja, mais ao fundo, vai acolher uma biblioteca botânica com livros e revistas técnicas e há uma mesa com bancos para os clientes poderem passar algum tempo a contemplar e a aprender. É neste cantinho que os sócios querem também fazer ateliês, em jeito de tertúlias com parte prática na oficina. 

A loja terá também mais vasos de cerâmica de artesãos portugueses, além dos tradicionais de barro – os ideais para as plantas –, e complementam a oferta com os regadores da marca britânica centenária Haws, com vários bicos de rega. 

“As plantas não são bibelots, há que lhes dedicar um bocadinho de tempo”, explica Rita. “Cada casa é uma casa, e se há plantas que se adaptam em minha casa, na do cliente pode não adaptar. O que nós tentamos perceber é ‘como é que é a sua casa? Onde há mais humidade? Onde tem mais luz?’”, acrescenta para justificar a postura de proximidade ao cliente que praticam na Plantae. 

Nas primeiras semanas de Novembro nascerá a loja online, com plantas e material à venda, tal como no espaço físico, e onde será possível fazer encomendas para todo o país ou então para levantar na loja – opção recomendada por Bernardo para que “sejam dadas todas as indicações acerca da planta ao cliente”. 

Plantae
Gabriell Vieira

A par com o lançamento do site, nasce também o Clube Plantae, onde não vai ser preciso pagar quotas para fazer parte. Este clube surge da necessidade de oferecer aos clientes habituais um serviço exclusivo e um tratamento ainda mais personalizado – aos clientes que atingirem um determinado plafond de compras é-lhes dado um número de Whatsapp para onde podem enviar fotos com dúvidas sobre as plantas que têm em casa. Além disso, estes clientes, que têm de ser regulares na loja, vão também ter descontos a cada compra. 

No site estará ainda discriminado o tipo de serviços que este quarteto presta fora das quatro paredes da Plantae. Além das vendas, fazem ainda projectos de arquitectura paisagista, consultorias e manutenção de plantas em interiores ou de jardins e espaços verdes, sejam em casas ou empresas. São pau para toda a obra – e toda a planta.

Rua Correia Teles, 63 (Campo de Ourique). Ter-Sáb 10.00-19.00.

Os melhores sítios para comprar plantas em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade