A Time Out na sua caixa de entrada

RHI
DR

RHI regressa a Lisboa para ajudar a repensar as artes através de negócios

Iniciativa organizada pelo Arte Institute é uma espécie de Web Summit da Cultura e quer promover novos modelos de negócios para as artes e para a cultura.

Por Sebastião Almeida
Publicidade

A RHI – Revolution, Hope, Imagination, iniciativa organizada pelo Arte Institute de Nova Iorque, entidade que promove a cultura contemporânea portuguesa na cidade norte-americana, está de regresso a Portugal entre 18 e 25 de Setembro, para a sua segunda edição. O evento passará por 11 cidades (Braga, Porto, Lisboa, Torres Vedras, Óbidos, Caldas da Rainha, Leiria, Alcobaça, Évora, Vidigueira, Loulé, Funchal, Faro) e servirá para discutir soluções na área das artes e da cultura, “que sofreu um elevado impacto devido à pandemia”, refere um comunicado do evento.

Na presente edição, “pretende-se promover um maior conhecimento dos artistas nacionais por todo o território, intercâmbio de projetos artísticos entre cidades e construção de uma nova metodologia de trabalho entre agentes da cultura, empresas locais e turismo”, explica Ana Ventura Miranda, directora e fundadora do Arte Institute.

Palestras, workshops e espectáculos: será assim a programação. Os workshops irão focar-se em duas áreas distintas – o marketing digital e a dança. O realizador André Tentugal será o interveniente na masterclass de marketing e de vídeo de orçamento reduzido (18 e 19 Set, Loulé e Évora). Por sua vez, na dança, será a bailarina Virginia Lensi (19 Set, Braga), do American Ballet Theater a falar sobre a área.

Em Lisboa, a 23 de Setembro, às 15.30, a Culturgest será palco de uma sessão sobre projectos criados durante a pandemia para que artistas continuassem a exercer as suas actividades. No mesmo dia e no mesmo local haverá também uma apresentação sobre como proteger os direitos dos artistas. 

Pedro Laranjeira, do departamento de marketing da Caixa Geral de Depósitos, conduzirá um workshop (Culturgest, 23 Set, 10.00) sobre como criar projectos relevantes para empresas, procurando desenvolver novos métodos de ligação entre profissionais das artes e das culturas e empresas. Mais tarde (14.00), realiza-se uma formação sobre fundos europeus para a internacionalização das culturas criativas.

Noutra abordagem, representantes de empresas darão exemplos concretos sobre como construir projectos que sejam relevantes para as empresas, com o intuito de desenvolver novas metodologias de trabalho entre profissionais das artes e cultura e empresas. Por último, a Europa Creativa e a AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal) juntam-se para dar uma formação sobre fundos de ajuda europeus e fundos de indústrias criativas.

A sala lisboeta recebe ainda o showcase de Men on the Couch (18.30). Os restantes showcases, noutras salas do país, serão transmitidos em directo nas redes sociais do evento e na Antena 3.

Todos os eventos são de entrada gratuita, no entanto, é obrigatória a inscrição devido às lotações das salas. Os programas completos para cada cidade podem ser consultados aqui. Deverá completar as inscrições para os eventos de Lisboa e do Porto nas páginas criadas para o efeito. Para as restantes cidades, deverá usar o e-mail info@arteinstitute.org. Para Évora as inscrições já estão esgotadas. O programa completo do evento pode ser consultado aqui.

+ Leia grátis a Time Out Portugal desta semana

+ As melhores exposições para ver na cidade

Últimas notícias

    Publicidade