A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Sirva-se você mesmo de 48 vinhos a copo no renovado Faz Figura

Por Catarina Moura
Publicidade

O nome afinou-se ligeiramente para uma vocação internacional que agora parece ser quase natural no bairro de Alfama. Este ano, o Faz Figura passou a chamar-se oficialmente Portugal Food&Wine by Faz Figura depois de obras de menos de dois meses, reabriu com uma varanda coberta, dezenas de vinhos a copo para poder brincar às provas de vinhos, e uma carta cheia de pequenos produtores nacionais.

A sala de entrada deixou de ter mesas para se encher de garrafas. A sala de refeições está agora na varanda que foi fechada e continua portanto com vista panorâmica sobre Santa Apolónia, o rio e os cruzeiros; num dos extremos desta sala montou-se um bar onde se bebem licores e gins portugueses e olhando para o tecto ainda se vê um pedaço da cúpula do Panteão.

faz figura, santa apolónia
No bar do Faz Figura bebem-se apenas gins e licores portugueses
DR

Na sala de provas em que se transformou a assoalhada da entrada há uma mesa corrida e uns quantos bancos para ir provando e comentando uns copos de vinhos. Na parede em frente à janela rasgada, dispensadores para 48 garrafas portuguesas que funcionam num esquema de self-service: introduz-se numa das máquinas um cartão que se carregou com dinheiro, pega-se numa das prateleiras, e selecciona-se o vinho e a quantidade que se quer, entre 125 ml, 70 ml ou 20 ml (esta última é a quantidade para prova gratuita). Pedro Dias, um dos donos e o cérebro por trás do conceito, da arquitectura, da carta (com a ajuda do cozinheiro John Leon) e da selecção de vinhos, provavelmente andará por ali a dar uma ou duas dicas e a sugerir experiências desafiantes, como provar um Alvarinho da região dos Vinhos Verdes e logo a seguir outro do Alentejo.

Os restantes vinhos da carta – que não estão nos dispensadores e serão à volta de 20 referências – também se vendem a copo através do sistema Coravin, que retira vinho de uma garrafa sem a abrir, através de uma agulha fina. O objectivo, para além de incentivar os copos de vinho à tarde – agora o Faz Figura está aberto entre o almoço e o jantar –, é que a conjugação dos vinhos com os pratos funcione sempre, já que isto facilita o pedido de mais do que um vinho na mesma refeição.

faz figura, santa apolónia
Na sala mais próxima da entrada, duas maquinas com dispensadores de vinho funcionam em regime de self-service
DR

Durante os quase dois meses em que teve o restaurante parado e em obras, Pedro Dias andou num périplo pelo país a conhecer pequenos produtores e produtos que vão entrando na carta quando estão disponíveis – em breve vai poder comer-se papada de porco do Feito no Zambujal, por exemplo, e de vez em quando há uma barriga de atum vinda dos Açores e servida com xerém.

faz figura, santa apolónia
A bacalhauzada traz um sonho de bacalhau, salada de grão e pimento recheado com mousse deste peixe
DR

Fixas na carta aparecem agora mais entradas que podem bem pedir-se a meio da tarde para ficar a olhar para o rio. Os secretos de porco não são servidos grelhados mas num estufado de vinho tinto (8,75€), a bacalhauzada (9€) é um sortido de bacalhau em várias formas – num sonho, numa mousse deste peixe dentro de um pimento doce e numa salada de grão –, e a perdiz de escabeche feita com ginjola alentejana, um licor de ginja feito em Cuba, vem servida com uma tomatada de ovos (9€). E se algum dos ingredientes lhe agradou particularmente, pode ser que tenha sorte e o apanhe à venda no balcão-loja de produtos portugueses que o restaurante abriu na varanda.

Rua do Paraíso, 15b (Santa Apolónia). 21 886 8981. Seg 19.30-23.30, Ter-Dom 12.00-23.30.

+ Os melhores restaurantes em Alfama

+ Nos restaurantes com vista em Lisboa não olhe só para o prato

Últimas notícias

    Publicidade