A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Talk To Me: um café de bairro com vista para o Príncipe Real

Por
Claudia Lima Carvalho
Publicidade

Da rua quase passa despercebido, mas uma vez que o vemos não é possível desviar o olhar de tão bonito e arrumadinho que está. Macramés numa parede, cartazes de exposições antigas na Fundação Calouste Gulbenkian noutra. O Talk To Me é o mais recente café do Príncipe Real. Abriu há duas semanas, tem vista para o jardim e quer ser um café para os vizinhos.

O espaço é pequeno, tem apenas seis mesas e dois balcões, com três lugares cada. Daí o nome: “Como os lugares são próximos uns dos outros, queremos que as pessoas se sintam à vontade para falar, para estar”. “No fundo, queremos que o Talk To Me seja um café de bairro”, diz-nos Hanna, sentada ao lado do marido, Misha. Os dois já tinham o Heim Café, ali na fronteira de Santos com a Madragoa, e agora aventuram-se no Príncipe Real, depois de terem sido desafiados por um casal amigo que encontrou este espaço fechado há meses – era uma antiga loja e galeria.

Manuel Manso

Mas assim que falamos do Heim Café, o casal ucraniano avisa: “Não há qualquer ligação entre os dois espaços. Aqui o conceito é diferente. No Heim temos pequeno-almoço e brunch o dia todo, mas aqui a ideia é que se beba um café ou um copo de vinho enquanto se está no computador a trabalhar ou a falar com amigos”.

A principal diferença está por isso no menu. “Pensámos em abrir uma coisa como o Heim mas o problema é que não temos uma cozinha grande e por isso seria complicado ter pratos quentes”, explica Hanna.

Tosta de espargos e gorgonzola
Manuel Manso

No Talk To Me a aposta vai então para as tostas. Da simples com doce e manteiga (1,5€), à de abacate (6€), espargos e gorgonzola (6,5€), salmão fumado (7€) ou presunto (7€). Há ainda iogurte com granola e mirtilos (5€) e uns croissants franceses, sempre estaladiços e gulosos, na sua versão simples (com manteiga e doce, 2€) ou com queijo ou presunto (4,6€).

Iogurte com granola e mirtilos
Manuel Manso

“Ainda só abrimos há duas semanas, estamos a testar. Queremos perceber o que funciona, o que é que as pessoas querem. É provável que alguma coisa venha a mudar. Por exemplo, no futuro queremos ter saladas”, diz Hanna, acrescentando que se agora o café fecha aos domingos e segundas, talvez mais à frente fique aberto todos os dias.

Praça do Príncipe Real, 6C. Ter-Sáb 09.00-18.00

Os 40 melhores cafés em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade