A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
temps d'images
Luís Marrafa

Temps d’Images regressa a Lisboa, ao vivo e em dois momentos

O festival está de volta à cidade entre 12 de Maio e 6 de Junho, para espectáculos ao vivo de teatro, dança e performance.

Por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

A programação do Temps d'Images irá decorrer, à semelhança do ano passado, em dois momentos, com a apresentação de 14 obras, entre estreias absolutas e primeiras apresentações em Lisboa, que abrangem o teatro, a dança, a instalação e a performance. O primeiro momento arranca a 12 de Maio e prolonga-se até 6 de Junho, com espectáculos no Centro Cultural de Belém, no Appleton, nas Carpintarias de São Lázaro, no CAL/Primeiros Sintomas e no Jardim do Príncipe Real.

“Apresentamos agora sete peças, estreias absolutas ou na cidade, e em Outubro e Novembro voltamos para outras tantas. Pudemos, podemos participar e viabilizar este encontro nos domínios do teatro, dança, performance e instalação”, avança a directora artística Mariana Brandão.

Entre as várias propostas, destaca-se, por exemplo, Ghost, de Luís Marrafa, uma estreia absoluta nos dias 12 e 13 de Maio, no Pequeno Auditório do CCB, sobre um indivíduo assolado com o facto de estar vivo com a exacta idade que o seu pai tinha quando morreu. Marcada por uma deliberada estranheza cénica e coreográfica, a peça acompanha o desfiar de um pensamento metafísico onde afluem várias questões sobre a existência, o absurdo da vida e a presença da morte.

A agenda do Momento I inclui ainda Mappa Mundi, de Joana de Verona e Eduardo Breda, nos dias 20 e 21 de Maio, na Galeria Appleton; Andrómeda, de Luciana Fina, de 12 de Maio a 1 de Agosto, nas Carpintarias de São Lázaro; Perfect Match, pela companhia de teatro Hotel Europa, a 29 e 31 de Maio, no Centro de Artes de Lisboa/Primeiros Sintomas, que também receberá YOLO, de Sara Inês Gigante, de 3 a 5 de Junho. As obras Kit de Sobrevivência em Território Masculino, de Marion Thomas, e Sprites of Meadowlands, de Mateja Rot, vão ser apresentadas no Jardim do Príncipe Real, ambas a 6 de Junho.

Para saber mais sobre os espectáculos e performances, poderá consultar o programa completo aqui. O Momento II desta edição acontecerá entre 22 de Outubro e 7 de Novembro, com mais sete apresentações, a anunciar oportunamente.

Desde a sua criação, em 2003, e ao longo de 18 edições, passaram pelo Temps d’Images mais de 350 peças de autores nacionais e internacionais, de diversos formatos e géneros, incluindo performance, teatro, instalação, cinema, dança, fotografia e música.

+ Salas do Circuito Lisboa vão receber 120 concertos entre Maio e Junho

+ Leia já, grátis, a edição digital da revista Time Out Lisboa desta semana

Últimas notícias

    Publicidade