A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
TWD temporada 11
©Josh Stringer/AMCThe Walking Dead

‘The Walking Dead’, um fim do mundo que é só o início

A 11.ª e última temporada de ‘The Walking Dead’ está a passar às segundas-feiras na FOX. Contamos-lhe como irá sobreviver, depois do final anunciado, o mundo criado por Robert Kirkman.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

A Outubro de 2010, Rick Grimes (Andrew Lincoln) acordava num hospital vazio, sem saber o que raio se tinha passado para estar ligado às máquinas sem supervisão. A circunstância deste ajudante de xerife de King County, na Georgia, foi o ponto de partida da adaptação televisiva de The Walking Dead, a BD assinada por Robert Kirkman e terminada apenas em 2019. Ao longo dos anos (e de uma dezena de temporadas), a série manteve grande parte do fio condutor original, mas ganhou vida própria e acabou por crescer, tanto em personagens como em spin-offs que expandiram este mundo pós-apocalíptico. Uma história que não é bem só sobre zombies (palavra que nunca é utilizada no argumento), mas que é essencialmente um drama sobre a natureza humana quando confrontada com situações limite. Com muitos bons momentos de acção, sangue e miolos pelo meio.

A showrunner da série, Angela Kang, prometeu para a última temporada mais mortos-vivos, toneladas de acção, locais nunca vistos e vários grupos de sobreviventes aliando forças para reerguer o que os Sussurradores (os vilões da temporada passada, se bem se lembram) destruíram. Tudo numa mega 11.ª temporada, composta por 24 episódios e uma longa recta final que se prolongará até ao final de 2022. A primeira leva de oito episódios, que se estreou a 23 de Agosto na FOX, termina a 11 de Outubro (em Portugal, porque nos EUA é sempre exibida no dia anterior). Nesse mesmo mês estreiam-se novas temporadas de dois spin-offs: a segunda de Walking Dead: World Beyond (AMC, 3 de Outubro) e a sétima de Fear The Walking Dead (AMC, 17 de Outubro).

O universo da série tem-se alargado, e este Verão, entre 15 de Julho e 5 de Agosto, os assinantes do AMC+ puderam ver uma espécie de extensão da 10.ª temporada: quatro episódios de The Walking Dead: Origins, focados em alguns personagens e no seu papel em eventos relevantes da história, apresentados e narrados pelo próprio elenco. O que não significa que estes cheguem intactos ao fim da série. Em The Walking Dead qualquer personagem corre o risco de não sobreviver – e muitos desgostos já viveram os fãs. Ainda assim, há sempre novas entradas a cada temporada. Desta vez, os noviços são Pamela Milton (Laila Robins) e Lance Hornsby (Josh Hamilton), respectivamente governadora e vice-governador da Commonwealth, uma grande comunidade composta por dezenas de milhares de pessoas e por um exército liderado pelo general Mercer (Michael James Shaw).

Josh Hamilton
©2021 AMC Film Holdings LLCJosh Hamilton em The Walking Dead

E depois do adeus

As audiências têm estado longe do sucesso alcançado no início, mas os fãs que ainda restam (e não serão assim tão poucos) vão poder continuar a acompanhar esta saga pós-apocalíptica, que reanimou o tema mortos-vivos na ficção em movimento e não termina com o fim da série primogénita.

Além de todos os títulos já existentes, está planeada, para 2023, a estreia do spin-off Daryl & Carol, que irá acompanhar os dois populares personagens da série-mãe, uma dupla de peso (protagonizada por Norman Reedus e Melissa McBride) que sobreviveu desde a primeira temporada. E está também a ser preparada uma nova série chamada Tales of the Walking Dead, uma antologia com episódios separados ou conjuntos de episódios com novas e velhas personagens, ainda sem data marcada. “Temos muitas histórias emocionantes para contar em The Walking Dead e este final será o começo de mais The Walking Dead, com novas histórias e personagens, rostos e lugares familiares, novas vozes e novas mitologias. Este será um grande final que levará a novas estreias”, anunciou o argumentista principal, Scott M. Gimple.

Outra fase da expansão passará por uma trilogia de filmes que terá como protagonista Rick Grimes, cujo paradeiro é actualmente desconhecido na história principal. O anúncio desta trilogia já foi feito há cerca de dois anos, a produção estava prevista arrancar em 2019, mas tudo atrasou e o argumento ainda está a ser aperfeiçoado, revelou o produtor Greg Nicotero.

Se perdeu o fio à meada, as dez primeiras temporadas de The Walking Dead estão disponíveis na Netflix; na Amazon Prime, encontra as primeiras cinco de Fear The Walking Dead, assim como a primeira de Walking Dead: World Beyond.

FOX. Seg 22.15

+ MOTELX: entre o terror da Guerra Colonial e das mulheres assassinas

+ Leia já, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade