A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Um fim-de-semana de copo na mão: mais de 200 vinhos para provar no Pátio da Galé

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

Lisboa foi eleita um dos melhores destinos vínicos de 2019 no último número da Wine Enthusiast, revista de referência internacional no sector vitivinícola. Se não sabe porquê, basta ir provar as mais de duas centenas de vinhos de Lisboa e da Península de Setúbal no primeiro grande evento vínico do ano, no Pátio da Galé.

Vinhos no Pátio a partir de sexta-feira, presságio de um fim-de-semana de copo na mão. Para além das provas livres, o programa inclui uma série de masterclasses e workshops com sommeliers, onde poderá aprender mais sobre os vinhos de Lisboa ou os brancos de Palmela e Setúbal, mas também como descobrir qual o seu vinho preferido.

O evento começa na sexta-feira, 8 de Fevereiro, a partir das 18.00, com a primeira masterclass marcada para às 19.00 (três horas antes do fecho, às 22.00). Com Alexandre Lalas, crítico e colaborador da Revista de Vinhos, poderá ficar a saber mais sobre os vinhos clássicos e modernos da Região Vitivinícola de Lisboa, que inclui as denominações de origem controlada de Alenquer, Arruda, Bucelas, Carcavelos, Colares, Encostas d’Aire (Alcobaça e Medieval de Ourém), Lourinhã, Óbidos e Torres Vedras, além da indicação geográfica homónima.

Se prefere moscatel, está programada uma outra masterclass para sexta-feira, a partir das 20.30. Também com Alexandre Lalas, é dedicada a “duas jóias da Península”, o Moscatel de Setúbal e o Moscatel Roxo de Setúbal. Como acontece com todas as masterclasses e workshops, a inscrição é gratuita, limitada à lotação disponível, e deve ser efectuada 30 minutos antes de cada actividade.

No dia seguinte, 9 de Fevereiro, o evento começa mais cedo, às 15.00. Estão programadas duas masterclasses e dois workshops, com o sommelier João Chambel. Às 16.30, a primeira masterclass do dia é dedicada à essência do tradicional Castelão de Palmela, casta de uva tinta portuguesa, conhecida na região de Setúbal por Periquita, que dá origem a vinhos encorpados, de cor intensa e aroma cheio, com toques de frutos secos e especiarias. A segunda masterclass, marcada para às 19.00, homenageia “a frescura atlântica e a diversidade continental” dos vinhos de Lisboa. Mas, se o que lhe interessa é aprender como escolher o melhor vinho à mesa, há um workshop especial às 17.30. E, por volta das 20.30, outro para aprender a descrever o seu vinho favorito.

No último dia, 10 de Fevereiro, as provas – na companhia do sommelier Manuel Moreira – começam (ainda) mais cedo, por volta das 14.00, mas também terminam (muito) mais cedo, às 19.00. Há duas masterclasses – uma sobre “Os vinhos leves e frescos de Lisboa” (às 15.00) e outra sobre os “Brancos de Setúbal e Palmela: o equilíbrio perfeito entre a tradição e o contemporâneo” (às 17.30) – e um workshop, sobre tudo o que precisa de saber sobre a sua garrafeira, às 16.30.

A entrada custa 4€, com direito a um copo de provas. Também poderá desfrutar de especialidades regionais, para forrar o estômago antes de resistir ao prazer da bebida. Se preferir, pode olhar antes para a ementa do restaurante Can the Can, que também estará presente com opções como chamuças de atum com coulis de manga e mostarda à antiga (5€), queijo de Azeitão, compota de abóbora e tostas (5€) ou tiborna de bacalhau (5€).

+ Mil e um vinhos no novo wine bar da cidade

Últimas notícias

    Publicidade