Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Underdogs: artistas portugueses juntam-se ao molho e com fé na arte
Notícias / Arte

Underdogs: artistas portugueses juntam-se ao molho e com fé na arte

Underdogs: from lisbon to the world
Bruno Lopes

De Lisboa para o mundo, a nova exposição da Galeria Underdogs inaugura esta sexta, 29, e junta uma equipa jeitosa de artistas portugueses que têm exposto na galeria a título individual, desde que abriu em 2013. 

±MaisMenos±, Add Fuel, Akacorleone, André da Loba, Estúdio da Loba, Estúdio Pedrita, Mário Belém, Teresa Esgaio e Wasted Rita juntam-se em “From Lisboa to the World” para trazer à galeria obras únicas e criadas especificamente para este contexto. 

A exposição funciona como um complemento, agora nacional, à exposição colectiva “From the World, Made in Lisboa” apresentada em Abril, cujo foco recaiu sobre os artistas internacionais que fizeram parte do programa expositivo da galeria.

Todos eles têm uma visão autoral que parte de Lisboa para agora se mostrar ao mundo. São apresentadas peças em diferentes formatos e suportes, sempre com uma mensagem adjacente. “O trabalho destes artistas portugueses expressa interesses, preocupações e objetivos diferentes, o conjunto de linguagens aqui apresentado não deixa de conter elementos transversais que as aproximam”, lê-se em comunicado.

Os Pedrita e Add Fuel, por exemplo, apesar das diferenças óbvias a nível formal e técnico, partilham abordagens no que toca à cultura visual – sim, a azulejaria é o ponto de encontro de ambos.  

Mário Belém acaba também por partilhar com eles os elementos tradicionais do património português, com o que diz respeito aos provérbios e dizeres tradicionais, reflectindo uma preocupação óbvia pelo paradoxo das falhas de comunicação – muita informação, pouca interação humana. AkaCorleone faz o mesmo, mas de uma maneira mais catártica, ainda que ambos os artistas se aproximem pelo universo gráfico da comunicação visual. 

 

Wasted Rita

 

Wasted Rita tem vindo a habituar-nos ao diálogo directo com quem vê, a mensagens fortes e críticas a “esta coisinha adorável a que chamamos sociedade”, como a própria artista descreve. E apesar das diferenças técnicas, também Miguel Januário, conhecido como ±MaisMenos±, partilha uma abordagem crítica do mundo, ainda que com uma faceta activista mais marcante – não há modelo de organização política, social e económica que escape.

E se a obra de André da Loba assenta numa fértil imaginação poética, com elementos ilustrativos que dão a quem observa carta branca de interpretação, também Teresa Esgaio, apesar do realismo dos seus desenhos, faz saltar à vista com jogos de luz e sombra elementos pictóricos da imaginação. A exposição fica por lá até 21 de Dezembro. 

Underdogs. Rua Fernando Palha, Armazém 56. Ter-Sáb 12.00-19.00.

+ Exposições para ver este fim-de-semana em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Latest news