• Notícias
  • Vida urbana

"Vasco é Saudade" vence Grande Marcha de Lisboa

"Vasco é Saudade" vence Grande Marcha de Lisboa

O tema a concurso foi lançado no arranque deste ano e hoje foi divulgada a música vencedora: "Vasco é Saudade" é o novo hino que será interpretado por todos os participantes das próximas Marchas de Lisboa.

"Vasco é Saudade" foi o tema escolhido para ser imortalizado na história das Marchas de Lisboa. A letra da composição vencedora do Concurso da Grande Marcha de Lisboa 2018 é da autoria de Dina Barco, professora de línguas natural de Setúbal, e a melodia foi criada pelo compositor e professor de música José Condinho, de Palmela. Uma composição que sucede a "Lisboa, Mar de Encontros", a vencedora da edição 2017, com letra de Flávio Gilberto, actor de teatro de revista, habituado a subir aos palcos no Parque Mayer, e música de Carlos Dionísio, professor ligado ao teatro musical, infantil e de revista.

Ao todo, foram 28 as candidaturas que seguiram o tema proposto pela EGEAC, "Canção de Lisboa – Homenagem a Vasco Santana", e que passaram pelo crivo do júri deste ano composto pelo Maestro Carlos Alberto Moniz, em representação da Sociedade Portuguesa de Autores (apreciação na generalidade), pela fadista Aldina Duarte (apreciação da letra) e pelo Maestro Cesário Costa (apreciação da música).

A melodia será brevemente revelada, mas já pode ir decorando a letra:

"Vasco é Saudade"

Velha Lisboa
Canção da vida inteira
Cidade ilustre
Tão culta e altaneira

Atrai estudantes
Boémios e artistas
Com versos e paixões
Faz promessas imprevistas

Lembra o Vasquinho
Folia e pecado
Num copo a mais
Criando um novo fado

Trocando os livros
P’lo trinar duma guitarra
Faz como ele
Deixa estudo, vai p’rá farra

Refrão
Em Lisboa
Ninguém te leva a mal
Amar é natural
Quando amas de verdade

Em Lisboa
Há sonhos de conquista

Da marcha mais bairrista
E o Vasco na saudade

Em Lisboa
Alice, a costureira
Desfila aventureira
Com o arquinho na mão

Foi comprar um manjerico
P’ra mostrar no bailarico
Um gaiato em forma de balão
Vai levando o namorado
Por ali dependurado
Canta a marcha, dá-lhe uma lição

Foi no passado
Que o filme se fez história
Hoje é lembrado
Na marcha em sua glória

Nossa Lisboa
Não esquece a emoção
Rolando pela tela
Deu seu nome a uma canção

Lembra o Vasquinho
Fadista e doutor
E os seus trejeitos
Armado em sedutor

Noites em claro
Lá estudou muito aprendeu

E no exame
Até falou do mastoideu

Refrão (2X)

+ Os melhores restaurantes na Avenida da Liberdade

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments