A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Victoria Cycling Club: este café é ponto de encontro para ciclistas mas não só

Por
Ines Garcia
Publicidade

O novo café de Campo de Ourique esteve para ser uma loja só com bicicletas e acessórios para ciclistas. O Victoria abriu há uma semana e afinal é um clube para todos com comida saudável.

É preciso pedalada para andar pelas colinas de Lisboa de bicicleta mas a realidade é que há cada vez mais pessoas a escolher este meio de transporte nos vaivéns do dia-a-dia que se juntaram ao clube dos ciclistas profissionais. André Bernardino é um desses ciclistas que sempre que pode não larga a bicicleta. Quando se mudou de Londres para Lisboa com a mulher, Núria, e perceberam estas novas movimentações da cidade, quiseram fomentá-las. Depois de muitas ideias, abriram o Victoria Cycling Club, um café, loja, oficina e ponto de encontro, em Campo de Ourique.

O espaço é muito luminoso e, como não poderia deixar de ser, tem bicicletas penduradas aqui e ali. “Em Lisboa já chegou a haver um cycling café [o Velocité Café, em São Sebastião, que entretanto fechou], mas agora não encontrámos nada do género”, explica André.

Sumo verde com aipo, limão, espinafres, maçã verde e gengibre

A parte do café já está em pleno funcionamento (a oficina e aluguer de bicicletas ficam a 100% nas próximas semanas) e querem que seja muito simples, mas seguindo uma linha muito saudável, como a alimentação dos desportistas também deve ser. Como não têm extracção de fumos, preferiram fazer um menu reduzido mas directo ao assunto. Foi pensado com a ajuda da nutricionista Mafalda Almeida e tem sumos prensados a frio (3,50€), smoothies funcionais (a partir de 2,50€), tacinhas de húmus para picar acompanhado de palitos de vegetais (3,50€), panquecas fit, feitas com farinha de aveia integral, claras de ovo, bagas de goji e leite vegetal (7€) ou doces de colher, da bowl de papaia com granola (5€) às fatias de bolo (3,50€) ou pudim de chia (4€).

Há ainda torradas feitas com o pão da Gleba, de fermentação natural, com abacate e rodelas de beterraba e maçã (4,50€), ou azeite extra virgem, tomate, alho e óregãos (3€), outras tostas servidas com salada ou pratos de ovos, dos feitos no forno com uma  base de espinafres e pão a acompanhar (5,50€) aos mexidos, aqui com claras e cogumelos, acompanhados por salada de tomate (5,50€). Em cada secção da lista estão assinalados todos os nutrientes, proteínas ou açúcares.

Panquecas com banana, puré de maçã e manteiga de amendoim crocante

Têm café de especialidade e cerveja artesanal, até porque este projecto também abarca uma série de coincidências interessantes: o café que utilizam é o da Fábrica Coffee Roasters e a máquina é a Faema, uma marca que tem uma ligação ao ciclismo há muitos anos. A cerveja é a da cervejeira Dois Corvos, cujo dono também é ciclista.

“O Victoria é o nosso estilo de vida”, reforça Núria, que é também arquitecta e desenhou todo o espaço, onde também vendem meias para ciclistas, com um design próprio. Uma vez por semana tanto Núria como André, desportistas, precisam de alongar e fazem yoga – motivo para nos planos estar, precisamente, uma aula de yoga uma vez por semana Victoria. É estar atento às redes sociais, onde anunciam também percursos de bicicleta para quem tiver pedalada para os acompanhar.

Rua Tomás da Anunciação, 22 (Campo de Ourique). Ter-Sex 08.00-19.00, Sáb-Dom 08.00-16.00.


+ As melhores ciclovias em Lisboa

+ Os melhores cafés em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade