A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
XUTOS & PONTAPÉS - FOTOGRAFIAS PROMOCIONAIS 2018
©Rita Carmo

Xutos, Peste e Sida, Capicua e Dino D'Santiago vão dar música à Festa do Avante!

A Quinta da Atalaia, que vai receber o maior evento ao ar livre deste Verão, vai ser palco de um cartaz recheado de músicos portugueses e de origem lusófona.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

A realização da Festa do Avante!, que todos os anos leva dezenas de milhares de pessoas até ao Seixal, é motivo de discussão há meses devido à pandemia. Mas o PCP, que organiza este grande evento político-cultural, garante que cumprirá todas as medidas de segurança sanitária e, esta quarta-feira, anunciou mesmo o cartaz para o fim-de-semana de 4 a 6 de Setembro. A programação contempla apenas nomes portugueses e lusófonos.

Xutos e Pontapés, Mão Morta, Capicua, Lena d'Água, Camané, Mário Laginha, Blasted, Stereossauro, Peste e Sida, Dino D'Santiago, Aldina Duarte, Ana Laíns, a cabo-verdiana Maria Alice, o moçambicano Costa Neto ou o angolano Gerson Marta são alguns dos artistas que se preparam para passar pela Quinta da Atalaia, no Seixal.

“Sim, é possível continuar a viver (e lutar) e salvaguardar a saúde pública. Isso mesmo demonstrará a edição deste ano de 2020, com mais área e esplanadas mais amplas, espectáculos respeitando normas de segurança e serviços adaptados às circunstâncias”, lê-se na edição da semana passada do Avante!, jornal oficial do PCP.

O espaço para a festa terá uma área útil de mais de dez mil metros quadrados, para fazer cumprir as regras de distanciamento. No total, são cerca de 30 hectares para todos os eventos e actividades ao ar livre, salvo as exposições, que terão acesso controlado.

As medidas sanitárias e de segurança, já divulgadas no site do evento, incluem três entradas monitorizadas, três palcos ao ar livre e um auditório descoberto, lugares dos espectadores marcados no chão para garantir distância e com fiscalização por parte de assistentes de plateia, corredores e circuitos assinalados para evitar cruzamentos, casas de banho com desinfecção a horas marcadas e equipas de limpeza permanentes, esplanadas com distanciamento de mesas e cadeiras, abertura de portas antecipada e pontos de desinfecção das mãos.

+ Concertos em Lisboa em Julho

Últimas notícias

    Publicidade