A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Zazah
DR

Zazah tem novo chef e nova carta, mas o melhor ainda está para vir

Nesta carta de inverno, o foco é na comida de conforto, mas o chef adianta que haverá novidades frescas para a Primavera.

Escrito por
Teresa David
Publicidade

O jeito continua a ser carioca, a comida continua a ter diferentes geografias, mas de há uns meses para cá que o Zazah tem um novo chef e também uma nova carta. Christian D’Aurian sucede a Moisés Franco (agora na mercearia STŌ) na cozinha do restaurante do Príncipe Real, onde prepara pratos para serem partilhados, que fundem várias cozinhas do mundo. “Este menu é inspirado nos lugares por onde eu já passei”, explica. Por isso é possível identificar elementos da cozinha francesa, italiana, brasileira, japonesa, portuguesa, entre outras. 

Christian D’Aurian
DR

Antes de estar no Zazah, o chef brasileiro passou pelos restaurantes SUD e VDB, e pela cozinha do Lawrence's Hotel, em Sintra. Também já trabalhou com o chef Vítor Adão (Plano) e com o chef Lucas Azevedo (Praia no Parque). Mas a aventura começou muito antes, no Brasil. “Eu trabalho na cozinha desde os 16 anos, mais por necessidade. Eu trabalhava numa loja de surf, no Rio de Janeiro, e via os meus amigos saírem para jantar, mas eu não tinha dinheiro e então comecei a ver na internet como é que se fazia japonês e fiz em casa, correu bem”, conta Christian. 

Zazah
DR

O convite para integrar o Zazah foi feito pelo próprio Moisés, mas antes de entrar, Christian fez uma proposta aos donos. “Consegui reestruturar toda a equipa, frigoríficos, fornos, fogões, loiças…”, revela. Com os aspectos logísticos concluídos, foi a vez de se mudar o cardápio. “Esta carta tem 3/4 meses, mas não vou apresentá-la como uma das melhores cartas. Estou a guardar para o próximo menu. Primeiro quero perceber qual é o meu público, então vamos começar com pratos com muito sabor, mas também simples”, admite o chef. Na Primavera esperam-se “coisas mais frescas”, assentes na sazonalidade, fermentação, maturação do peixe e da carne e nos produtores locais, mas agora é a vez da comida de conforto. 

Zazah
DR

Este menu de Inverno começa com um couvert (3,5€) que inclui pão da Marquise, um parceiro, e manteiga de alho assada feita na casa com pó de cebola (quase tudo se aproveita na cozinha de Christian). Entre as entradas, experimente o croquete de alheira com alioli (5€); o “bolovo” (7€), que é um pastel de bacalhau com ovo; o tartar de carne de novilho (8€); ou a couve-flor tebasaki, asinhas de couve-flor picante ao estilo da gastronomia chuka (9€). Como prato principal, vale acompanhar o puré trufado (8€) com o peixe branco do dia (20€), o gnocchi de banana (14€) ou o arroz de costela (16€).

Zazah
DR

Uma das opções para encerrar a refeição, é um crumble agridoce, mascarpone temperado com fava tonka, e laranja com piri-piri coreano (6€). Aproveite para acompanhar estes pratos com um dos cocktails de autor, como o pink sister (9€), com gin, limão, morango, gengibre e hortelã; o oasis (9€), com rum, abacaxi, manjericão, pimenta rosa, limão e aquafaba; ou o snow white (9€), com vodka, maçã, pepino, canela, limão e aquafaba.

R. de São Marçal 111 (Príncipe Real). Seg-Sáb 19.00–00.00. 

+ Há petiscos, refrescos e muito Beca Beca no novo quiosque do Parque Eduardo VII

+ Mercearia da Prata, um canto à antiga na Marvila moderna

Últimas notícias

    Publicidade