A moda das sopas em quatro novos livros

Janeiro é mês de poupanças e de planos detox e agora, também, de comer muitas e boas sopas. O souping está na moda e as editoras perceberam isso. Fique em forma com estas páginas
sopas e desca sl
©Pär Bengtsson/Sopas e Descanso
Por Mariana Morais Pinheiro e Mariana Correia de Barros |
Publicidade

Já ouviu falar do souping? Não? A moda começou há coisa de um ano do outro lado do oceano, mas está a chegar em força a estas bandas e não há melhor altura do que agora, pós-festividades, rabanadas e fatias generosas de bolo-rei. O souping consiste, em suma, em comer sopa a todas as horas do dia. É um plano detox, mas em vez de beber sumos verdes, come sopas. E quais são os benefícios? Muitos, ao que parece. A sopa ajuda a hidratar e a desintoxicar o organismo, reduz as inflamações e aumenta a circulação sanguínea. Só coisas boas, portanto toca a comer sopa. Já não há desculpas. 

Recomendado: As melhores sopas de Lisboa

A moda das sopas em quatro novos livros

Souping Alison Velázquez / Arte Plural

Souping

Comecemos por explicar o fenómeno. Souping é o acto de incorporar na alimentação diária sopas feitas com ingredientes frescos com o objectivo de nutrir e hidratar o organismo. A autora, que quer deixá-lo saciado com receitas de sopas baixas em açúcar, organiza o livro por estações. Em cada uma delas sugere planos, com sopas quentes ou frias, que, garante, lhe vão trazer benefícios físicos e mentais. Por exemplo, na Primavera sugere um plano de depuração energizante de três dias. Mas para isso vai ter de comer uma sopa antioxidante de morango e goji logo pela manhã. A meio da manha sugere-lhe um caldo de limão e tamari, um molho de soja, e ao almoço uma sopa de cenoura com cebolinho. A sopa de maçã, aipo e rábano é para o lanche e a de espinafres e feijão branco é para comer ao jantar. Mas os planos vão variando e no Verão, por exemplo, a finalidade é perder peso. O Outono é tempo de embelezar e o Inverno é para desintoxicar e estimular o sistema imunitário. MMP

Alison Velázquez | Arte Plural | 15,93€ 

 

A Time Out diz
livro sopa sim da bizancio

Sopas, sim!

É difícil ser-se brilhante quando: 1) existem livros com dietas milagrosas aos pontapés; 2) parece ser moda todas as nutricionistas editarem livros; 3) o livro começa com um prefácio fraquinho. As primeiras 50 páginas, lençóis de texto sobre doenças resultantes da obesidade, eram dispensáveis e apenas as propriedades benéficas de alguns ingredientes, como é o caso da curcuma, do gengibre, da hortelã ou da segurelha, parecem salvar o livro de um aborrecimento mortal. A partir daí, tudo muda e Maria Inês mostra o que sabe. São 60 sopas, divididas pelas estações do ano, com indicações calóricas, dicas e boas fotografias. No Inverno imperam sopas ricas de javali, na Primavera, cremes de espargos brancos com framboesas, no Verão, sopas frias, e no Outono outras mais robustas. Foi por um triz que esta sopa não azedou, é certo, mas as nabiças carcomidas na página 174 eram dispensáveis. MMP

Maria Inês Antunes | Bizâncio |17,50€

 

A Time Out diz
Publicidade
Sopas e Descanso - Elina Fuhrman
©DR

Sopas & Descanso

Em 2009, Elina Fuhrman recebeu um diagnóstico de cancro na mama. Em vez de tratamentos, embrenhou-se no estudo da alimentação, bebeu sabedorias da medicina ayurveda e chinesa, tornou-se vegetariana e, de maneira a ter algum conforto, focou-se nas sopas. E é por isso que mais do que um livro de receitas, o Sopas & Descanso é uma lição de saúde e bem-estar. Elas também estão lá, claro, em cremes, caldos, com pedaços ou cruas, todas com uma introdução útil e bem fotografadas. Mas antes de chegar às receitas, a jornalista de formação achou que era necessário explicar ao leitor o porquê das escolhas. Tem também planos detox de 24 horas, três e cinco dias, semelhantes aos que vende na sua empresa Soupelina, na Califórnia. MCB 

Elina Fuhrman | Lua de Papel | 19,80€ 

A Time Out diz
Sopas Detox Fern Green / jacarandá

Sopas Detox - A Bíblia

A ideia da colecção “A Bíblia” começou lindamente, com uma série de livros bem pensados e bem estruturados sobre as propriedades dos superalimentos, e sobre refeições sem adição de açúcar, ambos escritos por Sue Quinn. Depois fez uma incursão pelas Saladas em Frasco da Anna Helm Baxter e, ultimamente, arriscou (um pouco perigosamente) com os smoothies verdes de Fern Green, e com este, sobre sopas detox, também do mesmo autor. O conceito mantém-se, tal como em todos os outros livros. Na página da esquerda estão os alimentos e na da direita o resultado final, neste caso, uma garrafa de vidro preenchida digitalmente com sopa e uma etiqueta que falhou claramente o objectivo de parecer escrita à mão. Ao fim de 150 páginas, a garrafa torna-se muito, mas muito, monótona. Salva-se, contudo, pelas receitas de fácil execução e pelas dicas de alimentos que fazem bem à pele, à digestão ou à obstipação, e ajudam na purificação do sangue ou a recuperar energia. MMP

Fern Green | Jacarandá | 11,90€

A Time Out diz
Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com