Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As melhores casas de fado em Lisboa

As melhores casas de fado em Lisboa

Nas melhores casas de fado em Lisboa, só deve abrir a boca para a encher de comida. Silêncio, que se vai cantar o fado

Mesa de frades
Fotografia: Ana Luzia
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Há muito que o fado saiu para fora das casas de fado. Ouvimo-lo nas pequenas e grandes salas de concertos em Lisboa, um pouco por todo o país e até no estrangeiro. Mas há quem diga que não há nada como ouvi-lo numa boa casa de fado. Os preços não são baratos, mas para muita gente compensa. E, claro, os turistas adoram sempre sítios destes. Estas são as melhores casas de fado em Lisboa, onde ainda se podem encontrar fadistas como Aldina Duarte, Cuca Roseta, Marco Rodrigues ou Pedro Moutinho mais uma data de nomes que vão dar que falar.

Recomendado: Um roteiro do fado em Lisboa

As melhores casas de fado em Lisboa

guitarra, João Alberto, guitarra Carlos Gonçalves (tocou com Amália), Maurício do Vale, Relação Públicas do SCP, Júlio Garcia, viola e no baixo o César
©Adega Machado
Restaurantes

Adega Machado

icon-location-pin Bairro Alto

É na Adega Machado que se pode cruzar com as vozes de Pedro Moutinho ou Marco Rodrigues. A casa remonta a 1937 e em 2012 beneficiou de uma reinvenção. O belo trabalho da fachada, da autoria de Thomaz de Mello, merece ser apreciado antes de entrar no mundo da fadistagem.

Café Luso
©DR
Restaurantes

Café Luso

icon-location-pin Bairro Alto

Mais uma casa de fado no Bairro Alto, nem por acaso dos mesmos donos da Adega Machado. Aberta em 1927, nas antigas adegas e cavalariças do Palácio Brito Freire, serve comida portuguesa e também serve de pousio a fadistas como Elsa Laboreiro, Yola Dinis, Catarina Rosa, Filipe Acácio e Cristiano de Sousa no elenco.

Publicidade
Clube de Fado
© Lydia Evans / Time Out
Restaurantes

Clube de Fado

icon-location-pin Santa Maria Maior

Quase que beija a Sé de Lisboa, este Clube de Fado (que em tempos foi estábulo e armazém de azeite) onde uma ementa de pratos recheada de bacalhau, bifes, polvo à lagareiro e outras iguarias portuguesas divide atenções com o cardápio de artistas. Em Alfama, Cuca Roseta, Rodrigo Costa Félix ou Maria Ana Bobone são apenas três dos nomes a conferir, noite após noite.

Mesa de Frades
©Ana Luzia
Restaurantes

Mesa de Frades

icon-location-pin São Vicente 

É impossível não visitar a famosa capelinha do fado de Alfama e os seus belíssimos azulejos. A Mesa de Frades é habitual cenário de actuação de Rodrigo Rebelo de Andrade, Ana Sofia Varela, José Manuel Barreto, Rão Kyao ou João Braga. Sempre bem acompanhados pela gastronomia nacional.

Publicidade
O Faia
©DR
Restaurantes

O Faia

icon-location-pin Bairro Alto

Fundado em 1947 pela fadista Lucília do Carmo (a mãe de Carlos do Carmo), O Faia é uma casa de fado histórica do Bairro Alto, por onde passaram grandes nomes da canção de Lisboa, de Alfredo Marceneiro a Camané. Hoje, Ricardo Ribeiro e Lenita Gentil são as estrelas de um plantel onde alinham também António Rocha, Anita Guerreiro, Fernando Silva (guitarra portuguesa) e Paulo Ramos (viola).

Parreirinha de Alfama
©DR
Restaurantes

Parreirinha de Alfama

icon-location-pin Alfama

É a casa de Argentina Santos, uma veterana do fado castiço, que por lá está desde a década de 50 e onde chegou a ser cozinheira. Na carta encontra-se, como não podia deixar de ser, comida portuguesa – bifes, algum marisco, pratos de bacalhau, etc. – e nas cantorias destacam-se Maria Amélia Proença e Maria de Fátima.

Publicidade
Senhor Vinho
©DR
Restaurantes

Senhor Vinho

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Projecto de Maria da Fé, de portas abertas desde 1975, é pretexto para uma visita à Lapa. Sabe quando procura um serviço de cozinha aberto até à meia noite e meia e tem dificuldades em encontrá-lo? No Senhor Vinho, não é um problema. Há boa comida portuguesa para comer e um elenco de luxo que inclui Aldina Duarte, Francisco Salvação Barreto, Vanessa Alves ou Joana Baeta.

Casas da música

Free concerts
© DR
Música

As dez melhores salas de concertos de Lisboa

Rock, jazz, metal, hip-hop, música indie, electrónica... Há muita música para ver e ouvir na capital e muitos sítios e salas onde o fazer. Mas nem todas são iguais, nem todas valem a pena. Estas são as dez melhores salas de concertos em Lisboa. Desde pequenos bares com concertos gratuitos mas escolhidos a dedo, como o Lounge ou as Damas, a grandes palcos como o Coliseu dos Recreios ou a Altice Arena, passando por salas sem as quais a cidade seria diferente, como a Zé dos Bois ou o MusicBox. É só escolher.

Hot Club Portugal - Banda
©DR
Bares

Os oito melhores sítios para ouvir jazz em Lisboa

Encaremos isto como uma espécie de jukebox, mas em vez de chegarmos a um bar e metermos uma moeda no disco que queremos, pomos antes uma moeda no bar que queremos, pedimos uma bebida e esperamos que a nossa aposta corra bem ao nível da escolha musical. Os bares de jazz ocupam esse lugar, querer Chet Baker e levar com Miles Davis, querer Duke Ellington e levar com Coltrane. Nada mau. Assim se espera nestes que são os melhores sítios para ouvir jazz em Lisboa.

Publicidade
A Carpintaria
Manuel Manso
Restaurantes

Cinco restaurantes com música ao vivo em Lisboa

Encher a barriga num bom restaurante ou apostar num concerto ao fim do dia? Ou, porque não, os dois? Espalhados por Lisboa, há vários restaurantes em que pode comer com música ao vivo – seja ao som de ritmos cabo-verdianos, embalados por uma bossa nova ou nostálgicos com as melodias dos anos 80 e 90. Para os melómanos que nem comer conseguem sem música ou para todos aqueles que gostam de colar memórias a uma banda sonora, a Time Out escolheu cinco sítios em que pode comer e, ao mesmo tempo, assistir a um concerto em Lisboa.

Publicidade