A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
chutnify
©Francisco SantosCarril de borrego do Chutnify

Como comer picante como um indiano

A malagueta dá boa energia e aumenta o metabolismo, fruto da substância capsicina. Mas é preciso praticar.

Sebastião Almeida
Escrito por
Sebastião Almeida
Escrito por
Ricardo Dias Felner
Publicidade

Ricardo Dias Felner, jornalista gastronómico e antigo director da Time Out, é um ávido conhecedor e consumidor de picantes e malaguetas. O autor de O Homem Que Comia Tudo, uma colectânea de textos em jeito de aventuras gastronómicas pelo mundo, editada pela Quetzal em 2020, e que mantém um site com o mesmo nome, já organizou mesmo alguns cursos dedicados ao vasto mundo das malaguetas. Quando olha para o panorama nacional, sente que a tradição portuguesa com picante é, de certa forma, “básica”. “Usamos um tipo de malagueta [piripíri] que tem uma potência razoável, mas há todo um outro mundo que não conhecemos em Portugal.” Nas várias edições do Super Club Malagueta, o jornalista tentou precisamente mostrar o leque de possibilidades de utilização de malaguetas, além de outras especiarias e molhos picantes, recorrendo à culinária de países como a China ou a Índia. Ainda que reconheça o grande potencial culinário das malaguetas e dos molhos, defende que um molho picante deve picar. Afinal, é para isso mesmo que serve. Mas há que ir aos treinos.

É ele quem deixa estas dicas preciosas, qual livro de instruções para todos aqueles que não se importam (e até têm um certo prazer) com as gotículas de suor na testa quando comem pratos picantes que testam os seus níveis de resistência.

Recomendado: O maravilhoso mundo dos picantes artesanais

Como comer picante como um indiano

1. Coma um prato picante, mesmo que suave, todas as semanas

Está provado cientificamente que se comeu algo com picante nos últimos sete dias, o organismo torna-se mais resistente a nova toma.

2. Vá doseando

Comece por acrescentar sempre uma pequena quantidade de malagueta nos refogados.

Publicidade

3. Compre achar

Compre um frasco de molho indiano achar e use-o proficuamente como acompanhamento de assados ou grelhados. 

4. Tenha malaguetas frescas à mão

Tenha sempre uma reserva de malaguetas frescas e inteiras no congelador.  

Publicidade

5. Aposte no D.I.Y.

Faça o seu próprio molho picante, começando por usar chilis mais suaves, como os tailandeses. Não acrescente whiskey, nem azeite. Desfaça-os e condimente com sal e um óleo neutro, como o de girassol. 

6. Bebidas e arroz para aliviar

Se precisar de baixar a temperatura da boca, use tudo o que possa distrair as papilas, como bebidas com gás ou de sabor intenso. O arroz branco também funciona bem.

Quente, quente

  • Restaurantes

Seja para apimentar um prato ou para oferecer ao amigo foodie que gosta de estar a par de todas as novidades gastronómicas, um bom picante pode sempre fazer a diferença (e um brilharete). Há um mundo de picantes artesanais por descobrir e que vale a pena conhecer.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade