Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Restaurantes obrigatórios na Graça

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

maria limão
Fotografia: Francisco Santos

Restaurantes obrigatórios na Graça

Do pequeno-almoço ao jantar, novidades ou clássicos, são estes os restaurantes obrigatórios na Graça

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Lá em cima, há muita coisa nova a dar nas vistas. No bairro que está cheio de graça, sobra sempre espaço para um novo restaurante, mais um cantinho com um petisco ou até um docinho dos bons, dos crepes recheados aos famosos pastéis de nata. Seja para quem vai dar um saltinho à Feira da Ladra e quer almoçar naquela zona, para quem quer instagramar o miradouro e lanchar a seguir, ou até mesmo quem vai àquele concerto de sábado à noite nas Damas. Eis 22 restaurantes e pastelarias obrigatórios na Graça.

Recomendado: As melhores coisas para conhecer no bairro da Graça

Restaurantes obrigatórios na Graça

açores na feira
açores na feira
Fotografia: Francisco Santos

1. Açores na Feira

Restaurantes Português São Vicente 

Depois de passar pelo Exército, pelas novelas e de ser empregado de mesa, Bruno trouxe os pais da ilha Terceira para Lisboa e com eles a comida tradicional. Abriu o restaurante Açores na Feira. Falando da ilha Terceira, inevitável passar pelas alcatras de peixe (para duas pessoas) ou de carne regional (para duas pessoas), que fica pelo menos quatro horas no forno com tempero de cebolada e vinho de cheiro. Os torresmos de cabinho chegam à mesa numa espécie de telha, acompanhados de carne e arroz e deitam um cheiro a canela.

Estaminé - Art Food Drink
Estaminé - Art Food Drink
Fotografia: Ana Luzia

2. Estaminé - Art and Food Drink

Restaurantes São Vicente 

“Art, food and drink.” É este 
o lema da pequena casa onde cabem pouco mais de oito pessoas e onde se pode aproveitar tudo isso. As peças (cerâmica, fotos 
e postais) estão à vista de toda a gente. A cozinha também e são
 os proprietários, Luís e Joice, que vão preparando os pratos com calma, como se estivéssemos em sua casa. Os mojitos (5€) também são bastante elogiados. Por 20€ faz a festa para duas pessoas.

Publicidade
Pastelaria Saga - Montra
Pastelaria Saga - Montra
Fotografia: Arlindo Camacho

3. Pastelaria Saga

Restaurantes São Vicente 

“Desde 2016.” A data é exibida orgulhosamente na parede da Saga, mas a julgar pelo movimento da pastelaria, parece que existe ali desde sempre e que a Graça tinha menos graça sem ela. Luís Dias, o proprietário, de 46 anos, herdou a antiga loja de roupa do pai e, depois de obras de remodelação, quis transformá-la numa pastelaria de bairro. Dantes, para comprarmos bolos, por exemplo uma bavaroise para levar para casa de alguém, tínhamos de ir fora”, conta. Agora, há aqui de tudo. Com um ano de vida, a casa já é um dos melhores sítios para comer pastéis de nata em Lisboa, a 95 cêntimos cada.

Restaurante A Li
Restaurante A Li
©Manuel Manso

4. A Li

Restaurantes São Vicente 

O restaurante de Liliana Escalhão, no piso térreo 
do centro de investigação artística Hangar, serve pequenos-almoços, almoços e, de vez em quando, jantares. A comida é saudável, feita com ingredientes locais e sazonais. Há várias opções vegetarianas por onde escolher.

Publicidade
Altar
Altar
©Duarte Drago

5. Altar

Restaurantes Italiano Castelo de São Jorge

As pizzas são objecto de culto neste Altar, inaugurado no início do ano, na morada onde terá nascido São João de Brito. Aqui, a massa é maturada, durante 24 ou 36 horas, e ainda é possível optar por uma massa preta, com carvão vegetal. Além das pizzas, há pastas frescas, carpaccios, saladas, burratas, focaccias e bruschettas.

Café Aberto
Café Aberto
©Inês Felix

6. Café Aberto

Restaurantes São Vicente 

A funcionar desde o ano passado, no espaço do antigo Café do Monte, o Café Aberto é um espaço luminoso
e com bom aspecto, que serve pequenos-almoços, brunches e almoços de terça-feira a domingo. Na carta encontram-se comidas leves, como ovos, saladas e sandes, além das sopas e pratos do dia. Há opções veganas.

Publicidade
Cardoso da Estrela - Bitoque
Cardoso da Estrela - Bitoque
©Arlindo Camacho

7. O Cardoso da Estrela

Restaurantes São Vicente 

É uma instituição da Graça. Uma pequena – mesmo pequena – tasca, onde não é fácil arranjar mesa, mas vale sempre a pena esperar para comer. Os rissóis e os croquetes, de entrada, são uma maravilha, tal como os caracóis e basicamente tudo o que eles servem. Aposte nos pratos do dia ou no bitoque com ovo, sempre à maneira.

Cozinha Urbana - Hamburguer
Cozinha Urbana - Hamburguer
Fotografia: Arlindo Camacho

8. Cozinha Urbana

Restaurantes São Vicente 

Chama-se Cozinha Urbana mas, a julgar pela carta, podia chamar-se Cozinha Asiática. Há amendoins torrados com wasabi, gyosas, sopa tailandesa
e pad thai, minchi e pastéis macaenses. Até os hambúrgueres, com ingredientes como wasabi, soja, flocos de atum ou miso, reflectem a influência daquele continente.

Publicidade
Curva
Curva
©Duarte Drago

9. Curva

Restaurantes São Vicente 

As tostas abertas são a especialidade desta Curva, quase a chegar ao Intendente. Um espaço com decoração minimalista, onde tanto se está bem ao pequeno-almoço, a comer uma tosta de abacate, como ao fim do dia, a beber um copo de vinho. Também tem um espaço dedicado à venda de produtos nacionais.

10. DaVito

Restaurantes Italiano São Vicente 

As pizzas em forno a lenha e massas frescas são o melhor que este restaurante do Mercado de Sapadores tem para nos oferecer. Comida honesta, com preços honestos. Também têm um serviço de entregas ao domicílio, mas a área coberta é limitada.

Publicidade
Frango com Graça
Frango com Graça
©Manuel Manso

11. Frango com Graça

Restaurantes São Vicente 

É a mais recente churrasqueira do bairro. Os frangos assados, aqui, são servidos com molho de limão, piripíri ou um molho thai feito com leite de coco, manga, coentros e malagueta. Também têm outras carnes grelhadas. Mas atenção que o espaço para comer é pouco ou nenhum, porque a ideia é mesmo pegar no pitéu e levar para casa.

graça 77
graça 77
Fotografia: Arlindo Camacho

12. Graça 77

Restaurantes São Vicente 

A comida vegetariana é a especialidade do restaurante de António Borges. Os peixinhos da horta não costumam desiludir e os hambúrgueres vegetarianos também não. Além de almoços e jantares, servem pequenos-almoços todos os dias e brunches ao domingo.

Publicidade
Hamburgueria do Talho
Hamburgueria do Talho
Fotografia: Arlindo Camacho

13. Hamburgueria no Talho

Restaurantes Hambúrgueres São Vicente 

No espaço da antiga Tasca do Sol, abriu em 2015 esta hamburgueria. Os hambúrgueres têm nomes que remetem para o bairro – há um Miradouro da Graça, um Vila Berta, um Tuk Tuk, etc. – e até há uma espécie de hambúrguer arraçado de francesinha, com o molho da dita, além de queijo, enchidos e ovo estrelado. Os croquetes de carne também não são maus.

14. Haweli Tandoori

Restaurantes Indiano São Vicente 

Este restaurante indiano é um verdadeiro tesouro do bairro. De ambiente e serviço descontraídos e honestos, tem boas chamuças, caris no ponto, mas sem serem demasiado picantes, excelentes pratos de biryani e grelhados bem temperados. No fim, coma uma bebinca.

Publicidade
Janela da Voz
Janela da Voz
Fotografia: Manuel Manso

15. A Janela da Voz do Operário

Restaurantes São Vicente 

A cafetaria, perdão, A Janela da Voz do Operário, tem um objectivo louvável: “democratizar a chamada cozinha modernista”. Ou seja, trazer processos e técnicas de alta cozinha para as refeições do dia-a-dia, e com preços mais em conta. E isto num espaço altamente instagramável e luminoso, onde não falta sequer um mural de Mariana, a Miserável.

Le Bar à Crêpes
Le Bar à Crêpes
©DR

16. Le Bar à Crêpes

Restaurantes Creperias São Vicente 

Aqui há crepes para todos os gostos. Doces, salgados, simples ou com combinações de ingredientes mais arrojadas e nomes de monumentos, personalidades ou personagens da cultura francesa. Para quem não gosta de crepes, há meia dúzia de saladas na ementa.

Publicidade
Maria Limão
Maria Limão
Fotografia: Manuel Manso

17. Maria Limão

Restaurantes Cafeteria São Vicente 

No princípio, era só uma carrinha de street food. Mas há coisa de dois anos que o Maria Limão ganhou morada fixa na Rua da Verónica, perto do Largo da Graça. Na ementa, além das limonadas e outros sumos, encontram-se tostas, panquecas, crepes e ovos mexidos. Também servem brunch.

O Pitéu - Doce de Côco
O Pitéu - Doce de Côco
Fotografia: Arlindo Camacho

18. Pitéu da Graça

Restaurantes Português São Vicente 

É um dos restaurantes clássicos da Graça.
 A comida é portuguesa, tradicional, bem confeccionada e em doses generosas. Destacam-se o bacalhau à Pitéu (um parente próximo do gadídeo à minhota), os carapauzinhos fritos com arroz de legumes e, ao nível das carnes, a mão
 de vaca ou o cozido à portuguesa.

Publicidade
Santa Clara dos Cogumelos
Santa Clara dos Cogumelos
Joana Freitas

19. Santa Clara dos Cogumelos

Restaurantes Português São Vicente 

Quem não gosta de cogumelos não precisa de ler as linhas que se seguem: todos os pratos deste restaurante têm um ou outro fungo na lista
dos ingredientes, isto quando não são mesmo
os protagonistas. Entre outras iguarias, há cogumelos de escabeche, shitake à Bulhão Pato, bochechas de porco estufadas (com cogumelos marron salteados) ou gelado de boletus edulis
– escusa de ir ao Google, é mesmo um tipo de cogumelo.

20. Satélite

Restaurantes Cervejarias São Vicente 

Nesta cervejaria da Graça come-se bem
e (relativamente) barato. Comece com os croquetes, rissóis e chamuças que chegam à mesa mal se senta, e continue ementa abaixo. As plumas de porco preto grelhadas nunca falham, e o bitoque também está aprovado.

Publicidade
A Taberna do Mar
A Taberna do Mar
©Manuel Manso

21. A Taberna do Mar

Restaurantes Português São Vicente 

O chef Filipe Rodrigues trabalhou no Sea Me
e no Rabo d’Pêxe antes de abrir esta pequena taberna na Graça, onde os pratos de peixe voltam a estar em maioria. Não pode deixar de provar o niguiri de sardinha assada e, como prato principal, o xerém de choco, berbigão e cebolo.

Via Graça
Via Graça
©Facebook/Via Graça

22. Via Graça

Restaurantes São Vicente 

E deixámos o mais caro para o fim. Inaugurado em 1988, mas remodelado em 2011, o Via Graça tem uma vista sobre a cidade melhor do que muitos miradouros, uma ementa requintada e criativa, mas inspirada na cozinha portuguesa,
e uma vasta carta de vinhos.

Comer bem, bairro a bairro

Bastardo - Tio Patinhas
Fotografia: Arlindo Camacho

Os melhores restaurantes na Baixa

Restaurantes

Bairro mal-amado pelos lisboetas, idolatrado pelos turistas, a Baixa continua a ter vários restaurantes que merecem a sua atenção. Quer ande à procura de boa comida portuguesa, de um japonês diferente dos congéneres da cidade ou de alguns clássicos que se mantêm com muita qualidade há vários anos. Estas são as nossas escolhas dos melhores restaurantes na Baixa.  

boubou's, principe real
©Manuel Manso

Onde comer bem no Príncipe Real

Restaurantes

A nova dinastia da restauração lisboeta instalou-se aqui e as novidades sucedem-se – grande parte delas com grandes janelas e balcões virados para a rua para que possa aproveitar o melhor da zona. O Príncipe Real é o bairro com as lojas mais alternativas, as noites mais coloridas e os restaurantes do momento. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade