Coisas para fazer em Peniche

O evento de surf mais importante do país (e uma das etapas mais importantes do campeonato mundial) acontece em Supertubos. Mas Peniche não é só ondas. Descubra outras coisas para fazer.

Fotografia: Arlindo Camacho

A capital da onda tornou-se o sítio com mais surfcamps por metro quadrado do país e até o presidente da Câmara foi eleito "o mais cool" pelos surfistas do campeonato do mundo, que desde 2009 ali tem uma etapa em Supertubos. Aproveite as pausas na competição para descobrir as melhores coisas para fazer em Peniche. 

Coisas para fazer em Peniche

Apanhe ondas em terra no novo Bukubaki

Apanhe ondas em terra no novo Bukubaki

O novo eco surf resort de Peniche, um projecto de glamping pensado por italianos, abriu perto da Praia da Almagreira em Junho e tem várias atracções: casas na árvore, tendas de luxo (os canadian rooms, onde cabem até 4 pessoas), uma piscina no meio das árvores e outra piscina sem água para
os surfistas do asfalto. É esta última a mais popular entre os skaters ali hospedados. As estadias podem incluir pacotes com aulas
de yoga, aulas de skate ou de surf. Os preços começam nos 83€/noite mas convém marcar com antecedência. Já se sabe que tudo o
que meta eco ou glamping no nome está na moda e esgota depressa.

Rua do Juncal, Casais Mestre Mendo. Preços a partir de 83€/noite. 26 224 9830.

Siga o antigo presidente da câmara no Instagram

Siga o antigo presidente da câmara no Instagram

António José Correia (Tó Zé para os amigos – os tais “amigos de Peniche”) foi eleito o “coolest mayor on tour” pelos surfistas que desde 2009 chegam a Peniche para uma etapa cheia de tubos do campeonato mundial de surf. Apesar de se ter despedido recentemente destas funções, mantém a fé na manutenção da etapa no Oeste e certamente não deixará de ser fã da modalidade. No seu Instagram (@toze.correia) costuma ir partilhando selfies com surfistas conhecidos e fotos suas a praticar, por exemplo, paddle surf.

Publicidade
Não perca as festas do Surfer's Lodge

Não perca as festas do Surfer's Lodge

É um dos hotéis mais populares entre os surfistas da zona e não precisa de estar hospedado para frequentar as festas no terraço, com um bar, uma piscina e um jacuzzi. As mais populares são as sunset sessions gratuitas aos sábados (das 18.00 às 22.00) com DJs internacionais. Às quartas há jam sessions à mesma hora com bandas diferentes todas as semanas e às segundas (das 19.00 às 22.00) barbecues com música ao vivo (25€/pessoa com comida à descrição).

Surfer’s Lodge, Avenida do Mar, Casais do Baleal, Peniche. 262 700 030.

Aqueça-se com o forno a lenha da Tasca do Joel

Aqueça-se com o forno a lenha da Tasca do Joel

A Tasca do Joel, o restaurante mais popular da zona, de tasca só tem o nome. Abriu em 82 para servir pão e vinho aos pescadores que chegavam da faina e na altura tinha um forno onde os pescadores assavam o próprio peixe que traziam. Hoje, numas instalações renovadas, também tem um forno a lenha onde se fazem petiscos como os buziozinhos da tasca (8€) ou as lapas gratinadas no forno (12€). O bacalhau é um dos pratos mais afamados da casa.

Tasca do Joel, Rua do Lapadusso, 73, Peniche. 262 782 945. Ter-Sáb 12.00-15.00/19.00- 22.00, Dom-Seg 12.00-15.00.

Publicidade
Pedale na ciclovia

Pedale na ciclovia

São três quilómetros planos entre Peniche e o Baleal para percorrer de bicicleta. Há quem tente equilibrar a prancha também e vá à procura de uma praia com menos surfistas, tarefa difícil por estes dias.

Passeie a prancha até ao Bar do Bruno

Passeie a prancha até ao Bar do Bruno

Surfistas de banheira do mundo inteiro, uni-vos no Bar do Bruno. No Baleal, é este o bar de praia ideal para vir passear a prancha, fazer amigos, ver o mar ou comer um hambúrguer (a lista é extensa, mas o mais popular é o Brunos, a 9€) ou um burtoque, um hambúrguer de 250 g servido no prato com ovo de codorniz, como se fosse um bitoque (9,5€).

Bar do Bruno, Praia do Baleal. 
26 218 4212. Seg-Dom 08.00-23.00.

Publicidade
Salive pela renda doce de Peniche

Salive pela renda doce de Peniche

Se o pastel de feijão de Torres Vedras é o centro das atenções do Oeste, em Julho deste ano
foi apresentado um concorrente de peso. A renda doce de Bilros, inspirada na tradicional renda de Bilros, é um projecto do Instituto Politécnico de Leiria e da Câmara Municipal de Peniche que deverá chegar às pastelarias da zona nos próximos meses. É uma espécie de biscoito com vários sabores (caramelo com flor de sal, gengibre com flor de sal ou lima) e é feito também com macroalgas marinhas.

O melhor do Oeste

O melhor da Nazaré

Garret McNamara ganhou na Nazaré quase tanta popularidade como a Nossa Senhora. As peregrinações ao local onde o havaiano surfou o canhão da Nazaré, onda com mais de 30 metros, rivalizam com as visitas ao Santuário. A praia continua a ser uma das estâncias balneares mais populares e até aqui já chegaram os tuk-tuks.  

Ler mais
Por Clara Silva

Santa Cruz: festival da Sapateira e muito mais para fazer

É aqui que fica a famosa Praia Formosa (na imagem), com banquinhos com vista para o mar e toldos vermelhos e brancos, mesmo a fazer jus ao nome. Se a praia não lhe disser nada, talvez o conquistemos pelo estômago, graças a um festival com sapateira à discrição.

Ler mais
Por Clara Silva
Publicidade

Comentários

0 comments