A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Selina Navis Cowork
© João SaramagoSelina Navis Cowork

Selina Navis Cowork: abriu no Porto um bonito sítio para trabalhar

Nómadas digitais e trabalhadores remotos que nos lêem, temos boas notícias: desde finais de Agosto há um novo espaço de cowork na cidade. E este até vai ter uma discoteca

Escrito por
Patrícia Santos
Publicidade

Trabalhar em casa pode tornar-se aborrecido, já se sabe. Contudo, na cidade há cada vez mais espaços de cowork que lhe permitem desenvolver os seus projectos no meio de gente criativa, com um conforto semelhante ao que tem em casa, mas sem perder a seriedade de um escritório profissional.

Um dos mais recentes é o Selina Navis Cowork, que abriu portas no emblemático edifício "árabe" no final de Agosto. Uma sala versátil, apta a receber diversos eventos, de congressos a workshops e exposições; um open space, com capacidade para 90 pessoas; e cinco escritórios privados ajudam a compor o espaço que, em breve, vai também contar com uma discoteca. Contamos-lhe tudo na lista que se segue.

Recomendado: Saia de casa: 11 espaços de coworking no Porto

Conheça o novo cowork da cidade

A ideia
© João Saramago

A ideia

Em 2018, a cadeia de alojamento Selina chegou ao Porto, onde abriu o seu primeiro hotel em solo europeu. Um ano depois, a Invicta assistiu a uma outra estreia do grupo, que escolheu o emblemático edifício “árabe”, na Rua José Falcão, para acolher o seu primeiro projecto inteiramente dedicado ao cowork, segundo Manuel Carneiro, director do Selina Porto. O espaço, recentemente inaugurado, vai buscar inspiração aos Descobrimentos e nasce com objectivos bem definidos: “Queremos um ambiente no qual se formem sinergias, dinâmicas e parcerias, e que a partir daí surja algo”, explica.

O espaço
© João Saramago

O espaço

No rés-do-chão do edifício, que sofreu obras mas conservou a traça original, há uma sala polivalente, apta a receber diversos eventos, desde congressos, workshops e exposições, segundo Hugo Neves, o Operations Manager deste cowork. Uma área reservada para bar (a abertura está prevista ainda este mês), que perto do final do ano se irá transformar numa discoteca, fica mesmo em frente. Já no primeiro andar, um espaço amplo com cabines telefónicas, encontra impressoras, hot desks – uma zona com sofás e mesas altas na qual o coworker não tem um lugar fixo – e dedicated desks, com secretárias, candeeiros individuais e gavetas para arrumação. No último piso há cinco escritórios privados (a capacidade vai dos 4 aos 28 trabalhadores). Independentemente do sítio que o coworker ocupar, tem sempre direito, gratuitamente, à entrada nos eventos aqui organizados, a impressões até formato A3, a café e água, além de acesso à cozinha partilhada.

Publicidade
Os preços
© João Saramago

Os preços

Com o pack hot desk, os preços variam entre os 15€/dia, os 70€/ semana e os 180€/mês. E com o dedicated desk começam nos 20€/dia e vão até aos 200€/mês. Se. Se optar por um dos planos de fidelidade - Basic Nomad (um mês), True Nomad (três meses) ou Country Nomad (seis meses) -, que lhe dão ainda direito a uma série de descontos em alojamentos do grupo e outros serviços, o custo pode ir dos 180€ aos 220€/mês. Bom trabalho.

Mais para conhecer no Porto

  • Coisas para fazer

Está a precisar de sair de casa durante umas horas e espairecer? Então preste atenção a esta lista, com as melhores coisas para fazer no Porto esta semana. Quer seja antes ou depois do trabalho, durante a semana ou nos dias de descanso, há concertos, exposições e performances em vários locais da cidade. Escolha a programação ao seu gosto e não se esqueça da máscara. Para aproveitar bem o dia, experimente um destes sítios para comer cozido à portuguesa no Porto. Ou, se a cozinha tradicional portuguesa não for a sua praia, aposte num dos melhores restaurantes do mundo da cidade.

Recomendado: As melhores coisas para fazer no Porto este mês

  • Coisas para fazer

Somos contra os domingos desperdiçados em frente à televisão. Se é como nós, mas nunca sabe o que fazer neste dia, não há motivo para alarme, já que lhe preparámos esta lista com dez (e mais algumas) sugestões de coisas para fazer ao domingo no Porto, que não pode deixar de aproveitar. E não se preocupe, pois há opções para todos os gostos, que vão de uma ida a um bom restaurante a um roteiro de arte urbana, de uma sessão relaxante num spa, a uma tarde de copos com os amigos. Divirta-se, é para isso que aqui estamos.

Recomendado: As melhores coisas para fazer no Porto este mês

Publicidade
  • Coisas para fazer

A vida está cara, bem sabemos, mas com um pouco de astúcia e curiosidade é fácil contornar os obstáculos monetários e descobrir coisas baratas para fazer no Porto. Aqui tem uma lista com coisas para fazer no Porto até 5€. Algumas nem custam tanto e outras até são de graça. E temos de tudo um pouco, desde sugestões de passeios, museus, sítios para comer, mercados e livrarias. A felicidade não tem preço, como se costuma dizer, mas neste caso é uma pechincha.  

Recomendado: Coisas grátis para fazer no Porto

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade