A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Seiva
©Mariana Valle LimaCreme de alho assado com tomate seco, sementes de mostarda e salsa frita sobre uma fatia de regueifa

Os melhores restaurantes em Leça da Palmeira

Não falta variedade para estes lados. Das pizzas crocantes às criações vegetarianas, das carnes mais tenras aos peixes mais frescos, reserve mesa num dos melhores restaurantes em Leça da Palmeira.

Escrito por
Mariana Morais Pinheiro
Publicidade

Leça da Palmeira é forte numa culinária ecléctica, que tanto acolhe restaurantes típicos com comida tradicional portuguesa, como espaços com duas estrelas Michelin, na vanguarda da melhor gastronomia. Bons e bonitos projectos gastronómicos têm despontado por aqui nos últimos anos — das pizzas crocantes às criações vegetarianas, das carnes mais tenras aos peixes mais frescos. Se lhe apetece uma paisagem diferente, aposte numa vinda para estes lados e deixe-se surpreender pelos melhores restaurantes em Leça da Palmeira. Depois da sobremesa, peça o café junto ao mar. 

Recomendado: Os melhores bares de praia no Porto e arredores

Os melhores restaurantes em Leça da Palmeira

  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira
  • preço 4 de 4

Quando inventaram a expressão “Comer com os olhos”, estavam, seguramente, a referir-se à Casa de Chá da Boa Nova. É impossível não ficar deslumbrado com a arquitectura do espaço. Pensada por Siza Vieira e construída sobre as rochas, está classificada como Monumento Nacional e integra o Roteiro Internacional de Arquitectura. Também não é possível ficar indiferente à maravilhosa paisagem marinha que se avista a partir dos grandes janelões envidraçados da casa, nem tão pouco à cozinha deliciosa e criativa preparada pelo chef Rui Paula. Neste restaurante com duas estrelas Michelin há dois menus à escolha. Um onde brilham os peixes e os mariscos mais frescos e outro onde os vegetais são reis.

  • Restaurantes
  • Vegetariano
  • Leça da Palmeira
  • preço 2 de 4

É, sem sombra de dúvida, um dos melhores restaurantes vegetarianos do país. Nuno Castro, o chef à frente deste espaço do Grupo do Avesso — ao qual pertencem também restaurantes como o Terminal 4450, Esquina do Avesso e Sushiaria, todos em Leça da Palmeira —, faz uma cozinha divertida e arrojada, utilizando sobretudo ingredientes de origem vegetal. A façanha valeu-lhe cinco estrelas, a pontuação máxima atribuída pelos críticos gastronómicos da Time Out. Foram elogiados pratos como a sopa de cebola, trufa e queijo São Jorge, e sobremesas feitas com leite-creme queimado, bolacha de mel, gelado de alfazema, caramelo de mel e pólen.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira

O chef David Jesus, com um percurso que passou por vários restaurantes com estrelas Michelin (entre eles o Diverxo de David Muñoz, em Madrid), abriu um espaço dedicado à cozinha vegetariana em Setembro de 2021. “É uma cozinha de mercado, humilde, dinâmica, com sabor e influências do mundo. O Seiva é a expressão da natureza”, conta o chef, que quer dar aos clientes “uma experiência com plantas, que os aproxime da terra”. Vai daí, há torradas de pão de fermentação lenta da padaria Garfa para começar o dia; bowls de aveia, bulgur ou quinoa com granola e manteiga de amendoim; ovos; panquecas e bolos caseiros. Ao almoço e ao jantar, dá asas à criatividade com pratos como a lasanha tailandesa com tofu estufado, especiarias, coco, caril tailandês e molho de tomate assado; o cevadoto com abóbora e açafrão; e o folhado de maçã com raiz de aipo e sésamo.

  • Restaurantes
  • Steakhouse
  • Leça da Palmeira
  • preço 3 de 4

Mais pinta e boa onda é difícil de arranjar. Primeiro, porque só é possível chegar ao Terminal 4450 através de uma manga de embarque, depois porque tem bons cocktails, snacks de comer e lamber os dedos, como pregos de novilho, pica-pau, asinhas de frango e costelinhas de porco na brasa, e ainda sobremesas para as quais se arranja sempre espaço, como para o decadente de chocolate ou para uma fatia de tarte de limão com gelado de tomilho. Quanto aos pratos principais, as carnes são as estrelas. Há costeletão maturado durante 45 dias, T-Bone, nacos de picanha e carne Black Angus. Tudo acompanhado por arroz de fumeiro, batata frita ou esparregado.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Italiano
  • Leça da Palmeira
  • preço 2 de 4

Se uma pizza lhe apetecer, é ao Bonifácio que deve ir. Com toda a sua vibe mamma mia (os guardanapos vermelhos e brancos aos quadrados e a Vespa estacionada no meio do restaurante dão um ambiente verdadeiramente italiano ao espaço), preparam pastas frescas e boas pizzas napolitanas feitas em forno a lenha. Lasanha à bolonhesa, tagliatelle à carbonara, risoto de tomate ou gnocchi de cogumelos com queijo stracchino e creme de trufa são alguns dos pratos que pode pedir. No campeonato das pizzas, delicie-se com as tradicionais, como a ​​Margherita com molho tomate, mozarela fresca e manjericão, ou com apostas mais arrojadas, como a Zucca, preparada com abóbora assada, queijo tallegio e alecrim.

  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira

De portas abertas há mais de duas décadas, neste restaurante tipicamente tradicional faz-se comida de se lhe tirar o chapéu. O atendimento é como à antiga, atento e atencioso, há toalhas engomadas sobre as mesas e fotografias de família, pratos trabalhados e tapetes de Arraiolos a decorar as paredes em pedra. A comandar as tropas está Margarida Silva, a cozinheira que enche as mesas com açordas de camarão servidas num pão que vai a tostar ao forno, um dos ex-líbris da casa. Servem-se ainda panelas de arroz de marisco ou cabidela, filetes de pescada ou postas de bacalhau, cataplanas de carne, bifes da vazia e muito marisco ao quilo. Para fechar, peça uma fatia de tarte de amêndoa ou de pudim abade de Priscos, uma das mousses da casa, o bolo de laranja ou uma rabanada.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira
  • preço 3 de 4

Gaspacho de beterraba e bao de leitão com maionese fumada para começar; arroz caldoso com camarão, lagostins, vieiras e mexilhões ou polvo confitado para pratos de peixe; ou, então, um bife da vazia Black Angus na brasa, acompanhado de ovos rotos, cogumelos selvagens e presunto Pata Negra, na secção das carnes. Estas são apenas algumas das sugestões de pratos neste bonito restaurante, que pende entre o clássico e o contemporâneo, com vista para o mar. Da cozinha de Matilde Amil Silva saem ainda boas sobremesas. Umas mais tradicionais com combinações infalíveis, como ​​a de abóbora, nozes e queijo da Serra. E outras que primam pela surpresa, como o cremoso de eucalipto com crumble de amendoim e gelado Jack Daniels.

  • Restaurantes
  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira
  • preço 1 de 4

Taças coloridas e cheias de ingredientes que fazem bem à saúde é o que o Boavida oferece, desde 2018, a quem lá entra, seja a que horas for. Ao pequeno-almoço têm uma generosa lista de tostas, com propostas com salmão fumado e funcho ou com ovos mexidos e bacon. Tapiocas, panquecas, taças de iogurte e açaí ou com aveia adormecida completam o cardápio pensado para o início do dia. Ao almoço, há hummus com vegetais ou guacamole com nachos para abrir o apetite, seguidos de bowls com diferentes recheios, como frango, camarão, falafel e atum, e ainda vários hambúrgueres, sanduíches e wraps. Componha a refeição com um sumo natural ou um smoothie e uma sobremesa. Pode escolher entre mousse de coco e lima, banoffee vegan, brownie com gelado ou uma fatia de banana bread.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira

Com um balcão forrado a azulejos e um portentoso candeeiro a iluminar o espaço, que lhe dá uma grande pinta, o Lessa é o restaurante que todos gostaríamos de ter ao pé de casa. André Pinto Baptista é o chef por trás das criações gastronómicas deste pequeno restaurante onde cabem pouco mais de dez clientes em simultâneo. Conte com croquetes da Bairrada, tártaros, ceviches e pica-paus para petiscar. Para forrar o estômago e deixá-lo mais composto para o resto do dia, há preguinhos do lombo, sandes de presunto e ovo, e tachinhos de arroz carolino — do mar ou com feijão e bochecha de comer à colher. Para fechar, peça o mítico pastel de nata do Lessa com um cafezinho.

  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira

Com tanto mar ao pé, esta lista não ficaria completa sem um restaurante, ou dois, dedicados, sobretudo, ao marisco. O Novo Casarão do Castelo, que fica a menos de 80 metros do Casarão do Castelo, o primeiro e o original, aberto há mais de 30 anos, são fortes nos mariscos frescos e nos peixes na brasa. Lavagante ao natural, camarão tigre grelhado, amêijoas à Bulhão Pato, sapateira recheada, arroz ou açorda de marisco são algumas das opções sempre disponíveis. Neste novo espaço, inaugurado em 2019, piscam também o olho a cozinhas de outras latitudes, acrescentando à carta risotos e sushi, este em versões mais tradicionais ou de fusão.

Mais onde comer

  • Restaurantes
  • Restaurantes

Agora que a vida começa a voltar ao normal, a cena gastronómica da cidade está novamente a ganhar vida. Tanto na Baixa, como fora dela, há restaurantes pensados para ir com os amigoscolegas, amores e familiares. Nesta lista com novos restaurantes para conhecer no Porto pode conhecer novos espaços especializados em cozinha de autor, em petiscos, hambúrgueres ou comida tradicional. Um fartote. Se anda sempre à procura de novidades, este artigo é para si. Leia o que se segue e reserve uma mesa onde mais gostar. Mas reserve mesmo, que andam muito concorridos. Bom apetite.

Recomendado: Os melhores restaurantes do mundo no Porto

  • Restaurantes
  • Português

Hoje em dia não é difícil experimentar pratos de outros cantos do mundo na cidade mas, verdade seja dita, poucas coisas sabem melhor que uma refeição de comida caseira, temperada no ponto e servida em doses generosas. Nesta lista, com os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto, há pratos para todos os gostos, do cozido à portuguesa ao galo à bordalesa, passando pelos filetes de pescada e pelas sardinhas fritas com arroz de feijão. Se não troca a comida da avó e da mãe por nada deste mundo, leia o que se segue.

Recomendado: Os melhores restaurantes para comer muito e pagar pouco no Porto

 

Publicidade
  • Coisas para fazer

Matosinhos é uma cidade pulsante. Pode começar o dia a apanhar umas ondas (mesmo que não tenha prancha de surf), passear em mercados ou em parques ao ar livre, ceder ao pecado da gula em feiras de chocolate, comprar pão biológico ou gelados italianos, comer marisco fresquíssimo num restaurante com muitos anos de experiência, beber cervejas de pé na areia ou comprar vinhos menos conhecidos. Aqui tem uma lista com tudo o que pode fazer em Matosinhos. Quem é amigo, quem é?

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade