A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
  1. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  2. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  3. Metro Baixa-Chiado
    Duarte Drago
  4. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  5. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  6. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  7. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  8. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  9. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  10. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  11. Trabalhos de manutenção no Metro
    Duarte Drago
  12. Trabalhos de manutenção no Metro
    Duarte Drago
  13. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  14. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  15. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  16. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  17. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  18. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  19. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  20. Trabalhos de manutenção do Metro
    Fotografia: Duarte Drago
  21. Duarte Drago
  22. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  23. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  24. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  25. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  26. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  27. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  28. Trabalhos de manutenção do Metro
    Fotografia: Duarte Drago
  29. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  30. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  31. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  32. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  33. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago
  34. Trabalhos de manutenção do Metro
    Duarte Drago

Uma viagem pelos túneis fechados do Metro de Lisboa

Apanhámos o metro à 1.30, quando todas as estações estão fechadas, e fomos com os trabalhadores do Metro de Lisboa reparar carris, sinais e sistemas eléctricos. Sem perturbações.

Escrito por
Duarte Drago
Publicidade

Os últimos comboios a circular nos subterrâneos de Lisboa partem de cada estação terminal por volta da 1.00 da madrugada. Meia hora depois, quando os passageiros já estão todos à superfície, recolhem às oficinas da Pontinha. A corrente eléctrica é desligada nas linhas e entra em circulação uma locomotiva a diesel, que acompanha os trabalhadores que fazem a manutenção da rede nas galerias vazias.

Este trabalho no Metro é invisível às centenas de milhares de passageiros que a ele recorrem para percorrer a cidade durante o dia. A Time Out acompanhou estas operações de manutenção da linha, que é feita ao longo da madrugada para garantir o bom funcionamento de carris, sinalizações e sistemas elétricos.

Tudo ao som do motor da locomotiva e orquestrado pelo inspector de via, numa obra verdadeiramente sincronizada. No fim, uma composição electrificada percorre todas as linhas para garantir que não existem perturbações – e que a circulação de passageiros pode ser retomada às 6.30, quando as estações voltam a abrir ao público.

Os trabalhos de reparação continuam durante o dia, à superfície, no Parque de Material e Oficinas III do Metropolitano de Lisboa, na Estrada da Pontinha. 

Recomendado: Lisboa do futuro – os 50 projectos que vão mudar a cidade

Transportes colectivos

  • Coisas para fazer

Pela mão de vários arqueólogos, a Time Out fez uma viagem no tempo e encontrou navios e muralhas, acampamentos pré-históricos e necrópoles romanas, mosaicos raros e potes das calhandreiras. Conheça as os mais importantes achados arqueológicos desenterrados nos últimos dez anos, em Lisboa. 
 

Publicidade
  • Coisas para fazer

Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira. O Navegante reduziu o preço das ligações entre os 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa, tornando quase tudo mais barato e ecológico e promovendo o uso dos transportes públicos. Saiba até onde se pode esticar.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade