Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As colagens e serigrafias de Shepard Fairey chegam à Underdogs
Notícias / Arte

As colagens e serigrafias de Shepard Fairey chegam à Underdogs

Shepard Fairey, Printed Matters

Los Angeles: check. Sydney: check. Lisboa: em processo. O norte-americano Shepard Fairey está na capital para a primeira exposição individual em terras lusas, a “Printed Matters”. É já na sexta-feira que a galeria Underdogs vai passar a ter as paredes repletas de materiais impressos, desde colagens a serigrafia em papel.

Quando um artista expõe na Underdogs há (quase sempre) três regras a seguir: exposição na galeria, um mural em Lisboa e um print na loja da Underdogs. Shepard Fairey vai cumprir com o dever e deixar a marca que a cidade precisa. O norte-americano já está em Lisboa a preparar murais, antes de inaugurar a exposição na sexta.

“Esta exposição que o Shepard vai trazer é um estudo sobre a importância que o uso de materiais impressos tem tido na sociedade e no próprio trabalho do artista”, diz Raul Carvalho, director geral da Underdogs, à Time Out. “Ele fez uma recolha da história portuguesa, para poder integrar essa história no seu próprio trabalho”, explica. Não está, de certeza, mais curioso que nós em saber que elementos portugueses vai Shepard usar.

 

“É um artista com uma mensagem muito forte. Há sempre uma mensagem muito política e que enaltece a paz e apela à intervenção”, continua Raul Carvalho. Esta é uma ideia que corrobora uma declaração, em comunicado, de Fairey: “Sou um produto da era de produção em massa e da cultura de massas que esta criou”.

Não são as pinturas contemporâneas que inspiram Shepard, mas sim coisas impressas como grafismos, capas de discos, designs de t-shirts e até flyers de concertos. O artista plástico começou com a serigrafia, onde conseguiu juntar os ofícios que mais lhe eram queridos: a ilustração, a fotografia e o design gráfico.

“Há quem diga que a impressão tem os dias contados, que será dizimada pelos suportes digitais, mas eu digo que será impossível substituir a experiência provocadora e táctil de uma obra gráfica impressa na rua ou numa galeria. A impressão ainda importa”, diz Shepard em comunicado.

A exposição começa na sexta e estica-se até 31 de Julho, sendo que regressa de 1 a 23 de Setembro.

Underdogs. Rua Fernando Palha, Armazém 56. Ter-Sab 14.00-20.00. Entrada livre.

+ Exposições que não pode perdes este Verão em Lisboa

Publicidade
Publicidade