Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Exposições a não perder este Verão em Lisboa
Lisbon Legends
OCUBO

Exposições a não perder este Verão em Lisboa

De esculturas feitas de peças LEGO até instalações imersivas, estas são as exposições a não perder este Verão em Lisboa

Por Francisca Dias Real e Raquel Dias da Silva
Publicidade

Boas exposições nunca são de mais, com o bónus de terem aquele ar condicionado indispensável à conservação das obras de arte, sempre numa temperatura amena, que ajuda a fugir das ondas de calor lá fora. Se é fã de fotografia, de esculturas ou de marionetas fique a saber que encontra isso tudo e muito mais nestas exposições para ver durante a estação quente. Para não morrer de insolação (até porque os museus estão bem frescos) e para se inundar de arte, estas são as exposições em Lisboa a não perder este Verão.

Recomendado: As exposições que não pode perder este fim-de-semana

Exposições a não perder este Verão em Lisboa

EMUA
EMUA
Fotografia: Mariana Valle Lima

1. EMUA (Ephemeral Museum of Modern Art)

Arte Lx Factory, Alcântara

A cada edição, a Lisbonweek dedica-se a resgatar a história, a arquitectura e a cultura de um bairro. Em 2020, lançou âncora em Alcântara, que agora, para uma despedida à altura, é tomada de assalto pelo EMUA, um museu efémero de arte urbana. Até 25 de Julho, em estreia na LX Factory, promete dar a conhecer uma forma do fazer artístico que começou como ilegal e acabou – como parte da cidade e da vida de quem nela habita – a reivindicar uma nova função para o espaço público. Num percurso pouco óbvio, a epopeia da street art conta-se através de uma centena de obras de artistas pioneiros, nacionais e internacionais, como Banksy, Invader, André Saraiva, Os Gêmeos, Felipe Pantone, Vhils, Futura 2000, Finok, Jason Revok e Bordalo II.

Manuel Valência
Manuel Valência
©DR

2. Flowers I & II

Coisas para fazer Exposições

A Primavera está ao rubro – e a cidade cheia de flores. As que agora ocupam a Sala Azul do Museu Nacional de História Natural e da Ciência e o Espaço Camões da Galeria Sá da Costa (neste caso até 5 de Julho) vêm do país vizinho e são assinadas por Manuel Valência. O artista espanhol inspirou-se na Botânica para criar flores imaginárias, que desenha com recurso a diferentes materiais sobre papel de arroz Xuan feito à mão na China.

Publicidade
X não É Um País Pequeno
X não É Um País Pequeno
© BUREAU

3. X não É Um País Pequeno. Desvendar a Era Pós-Global

Arte MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Belém

Esta exposição, com curadoria de Aric Chen com Martina Muzi, apresenta na icónica sala oval do museu nove instalações de grande escala, incluindo uma edição especial da obra Teeter Totter Wall do Rael San Fratello Studio (vencedor do 2020 Beazley Design of the Year Award). Em “X não É Um País Pequeno – Desvendar a Era Pós-Global” explora-se a actual condição pós-global, observando em diferentes escalas territórios, cidades, infraestruturas, plataformas, corpos ou objectos os processos de desglobalização e realinhamento geopolítico, já influenciados alguns pela própria pandemia. Tudo o que aconteceu nos últimos doze anos transformou o normal fluxo das coisas, das pessoas, das ideias e dos recursos. O cenário expositivo apresenta desde uma intervenção performativa na fronteira entre os EUA e o México até fenómenos de migração, privação de direitos e o capital pós-colonial numa Lisboa periférica. Por lá, há projectos de Bard Studio, Bricklab, Ibiye Camp, Revital Cohen & Tuur van Balen, He Jing, Liam Young, Paulo Moreira (com Chão - Oficina de Etnografia Urbana e José Sarmento Matos), Rael San Fratello e Wolfgang Tillmans.

aquaria
aquaria
© studio òbelo

4. Aquaria – Ou a Ilusão de Um Mar Fechado

Arte MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Belém

Ao longo de onze instalações, a exposição com curadoria de Angela Rui explora a relação do ser humano com o mundo marinho e em que medida é que estes dois mundos podem ou não convergir, através da arte, do design, da arquitectura e da tecnologia. A mostra apresenta documentação histórica desde meados do século XIX até aos nossos dias, e reflecte a evolução desta relação entre o homem e a natureza com obras contemporâneas em diálogo com outras sobre expedições científicas, exposições universais ou exibições naturalistas. O projecto da exposição inclui um filme comissariado a Armin Linke, feito nos bastidores do Oceanário de Lisboa, numa colaboração entre esta instituição e o museu, que terá direito a bilhete conjunto. A exposição vem também inaugurar o maat Explorations, um programa que inclui exposições, programas públicos e laboratórios tudo dedicado à acção climática onde está também incluída a instalação “Earth Bits – Sentir o Planeta”.

Publicidade
A maior exposição europeia de modelos feitos com peças Lego®
A maior exposição europeia de modelos feitos com peças Lego®
A maior exposição europeia de modelos feitos com peças Lego®

5. A maior exposição europeia de modelos feitos com peças Lego

Arte Centro de Congressos de Lisboa, Alcântara

Se não teve oportunidade de ver as mais de 100 construções Lego na Cordoaria Nacional, tem até Setembro para as explorar umas portas ao lado, no Centro de Congressos de Lisboa. Durante o Verão, poderá descobrir em família um Titanic com 11 metros de comprimento e quase três de altura, dezenas de modelos da saga da Guerra das Estrelas e até a Montanha Solitária, ou Erebor, da trilogia O Senhor dos Anéis, que levou mais de um ano a construir com 120 mil peças.

SANATORIUM
SANATORIUM
Gabriell Vieira

6. SANATORIUM

Arte Arte contemporânea MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Belém

Uma clínica efémera, que combina arte e psicologia, foi instalada no maat. São nove os tratamentos propostos que prometem desligar-nos do mundo, por momentos, promovendo o museu como um local de encontro e partilha. SANATORIUM, do artista mexicano Pedro Reyes, é uma exposição que não é uma exposição, mas antes uma instalação performativa e participativa em formato de clínica temporária, na qual o visitante pode participar em nove terapias. No espaço da Central Tejo, as batas brancas dos guias dos museus, aqui terapeutas, e as cores das paredes (brancas e verdes claras) do espaço onde está SANATORIUM dão o mote para a experiência. Não é difícil esquecer-se de que está num museu e, por momentos, é como se desse realmente entrada numa clínica terapêutica. Saiba mais aqui.

Publicidade
Dante Plus 700
Dante Plus 700
Dante Plus 700

7. Dante Plus 700

Arte Museu Nacional dos Coches, Belém

No ano em que se comemora o sétimo centenário da morte de Dante Alighieri, o Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, em colaboração com o Museu Nacional dos Coches, organiza uma exposição que reúne um grupo de artistas, muito diferentes entre si, que procuram dar vida a uma nova identidade do Sumo Poeta. As linguagens utilizadas pelos artistas vão da pintura a têmpera à utilização de software em 3D, passando pelo desenho geométrico. Algumas das obras estão em realidade aumentada, visíveis através da aplicação gratuita para telemóvel ARIA the AR Platform e animadas pelo estúdio Alkanoids de Milão.

Verão em Lisboa

Praia do Carvalhal
Fotografia: Arlindo Camacho

As melhores praias com Bandeira Azul perto de Lisboa

Coisas para fazer

A Associação Bandeira Azul da Europa volta a ultrapassar as três centenas e meia de praias premiadas em Portugal, com um aumento de 12 Bandeiras Azuis em relação a 2020. Continua a haver portanto vários areais onde pode estender a toalha com a certeza de que está num sítio em boas condições.

jardim da estrela
David Clifford

Os melhores sítios para fazer piqueniques em Lisboa

Coisas para fazer Eventos alimentares

Sabe onde piquenicar em Lisboa? É a forma ideal de fugir da cidade sem chegar a sair dela. É pegar, meter na cesta e estender a toalha nesses hectares relvados jardins fora. Nestes tempos, opte pelos espaços verdes e atire-se a um lanchinho arejado.

Publicidade
Borogodó
Fotografia: Gabriell Vieira

As melhores esplanadas em Lisboa

Restaurantes

Receitamos-lhe inúmeras doses para repor os níveis de vitamina D. Quiosques, rooftops, esplanadas de rua, interiores, enfim, as opções abundam consoante a vontade e também pode contar com sítios para abanar o corpo nestas que são as melhores esplanadas em Lisboa (e não só).

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade