As melhores esplanadas em Lisboa

Quentes e boas. Finalmente já não estamos a falar de castanhas, mas das esplanadas da cidade, que estão mais apetecíveis que nunca.

Fotografia: Manuel MansoTOPO Chiado

Passamos o Inverno inteiro a sonhar com elas, ao primeiro raio de sol da Primavera voltamos ansiosos para elas e durante o Verão instalamo-nos confortavelmente, porque não queremos outra coisa: são as melhores esplanadas da cidade. Receitamos-lhe 62 doses para repor os níveis de vitamina D: das novidades do ano aos sítios para ver navios, ou para levar à letra o conceito de comer fora, ou para rebolar na relva. Um roteiro que inclui também os Quióscares do ano — os prémios para os melhores quiosques da cidade, que acabámos de inventar.

Recomendado: Os bares com melhor vista em Lisboa

As melhores esplanadas em Lisboa

1

Quiosque Oitava Colina

Era a esplanada que faltava para o Largo da Graça ficar mesmo cheio de graça. A cerveja do bairro, a Oitava Colina, ainda não tinha uma tap room mas o problema resolveu-se a 25 de Abril, quando se instalaram num dos quiosques mais carismáticos da zona, que em tempos serviu de casa de banho para os guarda-freios da Carris e também chegou a ser bilheteira para os eléctricos. Há cinco torneiras de cerveja artesanal da marca (pena que a indian pale ale Urraca Vendaval não esteja disponível) e também cerveja artesanal engarrafada.

+ Os melhores bares de cerveja em Lisboa

Ler mais
São Vicente 
2

Café Janis

São poucas mas boas. Estamos a falar das mesas da esplanada ao estilo parisiense do novo Café Janis, na esquina da Rua da Moeda, onde funcionava a salsicharia Hansi. Os donos, Pierre d’Andrimont e Margaux Marcy, dois belgas a trabalhar nos escritórios Second Home, do Time Out Market, ali ao lado, sentiram falta de um café para petiscar e beber um copo depois do trabalho. E nada como um copo de vinho com uma tábua de queijos franceses e italianos (12€) para acabar o dia. Ou ao pequeno-almoço, é como quiser.

Ler mais
Cais do Sodré
Publicidade
3

Copenhagen Coffee Lab

Foi no fim de Fevereiro que o Copenhagen Coffee Lab juntou à loja da Praça das Flores, sala de estar para muitos estrangeiros em Lisboa, e à loja do Campo de Santa Clara (esta também com uma boa esplanada para a rua), outra em Alfama. Estiveram lá os “vikings” que concorreram comprovar), mas o espaço – e à Eurovisão pela Dinamarca (há um vídeo no YouTube a a esplanada num pátio interior – são um verdadeiro refúgio no meio da confusão turística. Uma novidade: desde o fim de Abril há também uma nova loja em Alcântara.

+ 15 sítios de insiração escandinava em Lisboa

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
4

Cantinho do Avillez

Vinte anos depois da Expo 98, arranjam-se sempre razões para voltar ao Parque das Nações.
 O Cantinho do Avillez, um dos mais recentes espaços de José Avillez, a replicar a Oriente o conceito do restaurante com o mesmo nome no Chiado, passou a ser uma delas. Há diferentes zonas de esplanada, vista para o rio, e muitas mesas tanto
para um almoço de negócios, como para um jantar de família. Guarde espaço para o melhor,
a sobremesa, a Avelã ao cubo (5,5€).

+ Veja lá se não é um império: todos os restaurantes de José Avillez em Lisboa

Ler mais
Parque das Nações
Publicidade
5

Cantina Zé Avillez

O Campo das Cebolas reabriu com outro aspecto e não foi à toa que elegemos este ano a
 Rua dos Bacalhoeiros como
uma das melhores da cidade. As coisas estão a mudar por aquelas bandas e é ver a quantidade de turistas que se sentam nas esplanadas dos restaurantes ali à volta. A da Cantina Zé Avillez, um dos novos restaurantes do império do chef, é uma das mais recentes, e quer conquistar também portugueses. À boa maneira, pela barriga, com cozido à portuguesa (25€/ pessoa) para comer à sombra e só ao fim-de-semana.


Ler mais
Grande Lisboa
6

Ferroviário

O Clube Ferroviário ganhou um Bar em 2010, quando Mikas, um dos sócios da antiga concessão e responsável por espaços icónicos da noite de Lisboa, como o bar Bicaense, o começou a explorar. Volvidos cinco anos a concessão não renovou e o bar-esplanada com vista para o rio, que se tornou referência, fechou temporariamente. O grupo que detém as Espumantarias do Cais e do Petisco e o restaurante Peixola agarrou a concessão e abriu-o há dias, renovado. Há plantas tropicais, sofás e almofadas confortáveis, a vista de sempre, também sobre a parte industrial da cidade, e uma programação muito ecléctica que começa dia 7 de Junho e privilegia novos artistas.

Ler mais
São Vicente 
Publicidade
7

TOPO Belém

Não é fácil descobrir o TOPO Belém, a última aventura do grupo especialista em bares 
nas alturas, a funcionar desde o final de 2017. Há que encontrar o elevador do CCB e subir até ao terceiro andar. Este é até agora o mais formal de todos os TOPO, com um restaurante com pratos de Ricardo Benedito e um terraço onde funciona 
o bar de cocktails, um dos melhores postos de controlo 
de Belém, com vista para todo 
o movimento de pessoas, bicicletas, carros, comboios e barcos. É também o único sítio da cidade onde pode beber um Velho do Restelo (10€), com gin, manjericão, sumo de gengibre, de lima e chá verde.

Ler mais
Belém
8

Cervejaria Sem Vergonha

É provável que nos dias mais quentes, a piscina/lago desta nova cervejaria a caminho da Estrela lhe pareça uma boa solução para se refrescar. Apesar do nome, há que ter alguma vergonha na cara e mergulhos não se aconselham. O restaurante abriu no Inverno no espaço do antigo italiano Spianata, mas é nas próximas semanas que chega à sua plenitude, com a esplanada no espaço exterior, que é também um miradouro secreto com vista para a cidade. Não lhe chega? Pois bem, o chef, Carlos Carneiro, esteve 15 anos no restaurante Porto Santa Maria, no Guincho, e sabe o que faz.

+ As melhores cervejarias em Lisboa

Ler mais
Lisboa
Publicidade
9

Jamie's Italian

Se a ementa deste franchising de Jamie Oliver pode ser igual tanto no Príncipe Real como em Covent Garden, as duas esplanadas, a funcionar desde meados de Abril, e com vista para a colina do Castelo, são únicas e valem um almoço (marcado com antecedência) no restaurante da moda. Alfredo Lacerda, nosso crítico gastronómico, deu-lhe umas valentes 4 estrelas e na crítica nem referiu os encantos das esplanadas. Ficou convencido com a pizza funghi (12,95€).

Ler mais
Princípe Real
10

Gourmet Experience

O melhor do último piso do El Corte Inglés, no novo espaço da restauração, talvez seja mesmo o exterior. A vista não é fabulosa entre os prédios altos da zona, mas é um bom sítio para arejar as ideias depois das compras e para se aquecer em dias em que o ar condicionado congela. Há gelados Nannarella, ceviches do chef Kiko e margaritas e quesadillas do Barra Cascabel. Claro que há muitas mais lojas
e espaços de restauração, mas estes sabem mais a Verão.

Ler mais
São Sebastião
Publicidade
11

Local 2.0

A nova gerência do Local
 (que lhe passou a chamar 
Local 2.0), o restaurante com apenas uma mesa e 10 lugares sentados, ideal para comer com desconhecidos, teve espaço (apesar dos apertados 18 metros quadrados do restaurante) para introduzir novidades. Além dos novos quatro chefs na cozinha (Manel Lino, João Mealha, Manel Barreto e André Coelho), começaram desde Abril a servir almoços pop-up e instalaram uma mesa à sombra, do outro lado da rua, a esplanada mais pequena desta lista. São mais seis lugares e um menu que muda semanalmente a 25€/ pessoa.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
12

Green Coffee

Não se assuste se aqui chegar e se deparar com um franchising da Madpizza. O Green Coffee
 é uma das novidades do restaurante de pizzas saudáveis, com massa integral, na Baixa, a pensar nos muitos airbnbs das redondezas. “Brekkie all day”, o termo que usam para comida de pequeno-almoço a qualquer hora do dia, é a especialidade, com pratos como o Peas Please (9,95€), uma tosta de abacate, ou o Berry Good (6,95€), uma taça de fruta, açaí e granola caseira. Vamos ao que interessa, a esplanada, no coração da Baixa, com vista para o Elevador de Santa Justa, e das poucas da zona em que os menus não têm fotos de comida.

Ler mais
Baixa Pombalina
Publicidade
13

Tapa Bucho GastroBar

Depois do sucesso do pequeno Tapa Bucho da Rua dos Mouros, com apenas 20 lugares, os donos do restaurante de petiscos portugueses e espanhóis decidiram abrir mais um gastrobar ali nas redondezas, com mais de 100 lugares. Só 
a esplanada, com cadeiras 
de realizador e vista para os outros prédios do Bairro Alto, tem a mesma capacidade do restaurante original. Um bom sítio para picar uma tábua de queijos, enchidos e compota da casa (12€) ou uns nuggets de pato com mostarda (7,5€) antes de uma noite de copos.

Ler mais
Bairro Alto
14

Amélia Lisboa

Com dois meses de existência, a Amélia Lisboa (namorada do Nicolau Lisboa, na Baixa), já se tornou um dos sítios mais concorridos de Campo de Ourique. O espaço é do mais instagramável que há, com direito a um néon com o nome Amélia na parede e comida saudável que se presta a hashtags para as redes. Com
o calor, e à falta de praia, vale a pena aproveitar o pátio exterior (há uma pérgula retráctil, o
que significa que a esplanada também funciona nos dias de chuva). No fim deste mês, será também inaugurado o bar do pátio.

Ler mais
Campo de Ourique
Publicidade
15

Vela Latina

Novos ventos sopraram em Belém e trinta anos depois da abertura,
o mítico Vela Latina parece outro. A esplanada continua no mesmo lugar (em regime self-service), mas o restaurante ganhou uma nova decoração (e até uma girafa) e uma outra esplanada, virada para a Doca do Bom Sucesso (onde não se servem refeições, “só copos”, explica-nos um responsável). O Nikkei, outra das novidades do Vela Latina, o restaurante japonês-peruano, também vai ganhar uma esplanada, a inaugurar nos próximos tempos.

Ler mais
Belém

As melhores esplanadas em Lisboa

1

Pesca

O restaurante de peixe e 
marisco sustentável de Diogo Noronha abriu em Setembro
 e a preocupação ecológica vai 
até às palhinhas dos cocktails preparados pelo barman 
Fernão Magalhães (de bambu
 ou de vidro). A esplanada, com uma pérgula retráctil, é um 
dos melhores sítios da cidade para comer ostras – ao natural, com pérolas de mirin, limão confitado e água de pepino,
 foie gras, beterraba e pimenta Sichuan. Um dos cocktails da nova carta é uma reinterpretação do Dry Martini, com gotas de três óleos essenciais feitos com as cascas de lima, limão e laranja.

Ler mais
Princípe Real
2

A Valenciana

Está no top do melhor frango assado da cidade e apesar de ter sido totalmente remodelada em Agosto do ano passado, o frango da churrasqueira que invade os narizes de Campolide continua na mesma e recomenda-se. O novo look da Valenciana começa na esplanada, com um enorme jardim vertical em fundo e vista para a nova Praça de Campolide, que agora ganhou outra cor, com o regresso do eléctrico 24.

Ler mais
Campolide
Publicidade
3

ZeroZero

Uma das melhores esplanadas da cidade? É possível. As melhores pizzas da cidade? Há quem meta as mãos no forno. Uma das esplanadas onde é
mais difícil arranjar mesa? Provavelmente. É preciso uma visita fora da hora de ponta para conseguir lugar nesta esplanada ao lado do Jardim Botânico e com o seu próprio jardim, a pedir um cocktail de prosecco para partilhar (desde 16€ o jarro).

Ler mais
Princípe Real
4

Heim Café

É difícil ouvir falar português no Heim Café, uma espécie de sala de pequeno-almoço para turistas dos alojamentos locais das redondezas e estrangeiros a viver na cidade, cheio a qualquer hora do dia. Tem uma esplanada boa para a primeira dose de vitamina Ddamanhãeummenucom vários tipos de brunch, que agradam a toda a gente. O que pode não agradar é mesmo a fila. Chegue cedo.

Ler mais
Santos
Publicidade
5

Lumni

O hotel The Lumiares, no Bairro Alto, tem várias razões para o frequentarmos como se fôssemos hóspedes. Uma delas é o restaurante com portas
 para a rua de Miguel Castro e Silva, a servir refeições mais simples. Outra é o restaurante mais sofisticado, que inclui este terraço, com 45 lugares, snacks e uma carta assinada por Dave Palethorpe, do Cinco Lounge,
o guru dos cocktails da cidade. Os pequenos-almoços do hotel estão abertos a não-hóspedes (15€).

+ The Lumiares: oásis no Bairro Alto

Ler mais
Bairro Alto
6

Atalho Real

4 /5 estrelas

Gente indecisa, este restaurante vai ser uma tormenta para vocês: há várias peças de carne, do entrecôte maturado à maminha Black Angus, duas formas de a comer, no pão ou no prato, e quatro possíveis acompanhamentos. Para complicar, os hambúrgueres são deliciosos (o corte de carne também é escolhido por si), é tolice ignorar as entradas – como o queijo provolone e a salsicha grelhada – e até há várias salas do interior para decidir onde ficar. Isto para não falar da esplanada, virada para o Jardim Botânico.  

Ler mais
Princípe Real
Publicidade

As melhores esplanadas em Lisboa

1

SUD

O restaurante frequentado por muitos jogadores de futebol (é ver o instagram de Jonas, de braços abertos, qual Cristo Rei, na varanda) tem um terraço com piscina (45€/pessoa) com um pool bar, uma boa alternativa à praia. No restaurante servem-se os pratos de Marco Legittimo, de influência mediterrânica. A vista da óptima esplanada, essa não podia ser mais alfacinha, mesmo em cima do Tejo.

Ler mais
Belém
2

À Margem

O Vinho ao Vivo – Festival Europeu do Terroir já tem data marcada: volta à esplanada do À Margem a 13 e 14 de Julho. Um fim-de-semana cheio de vinho, com várias dezenas de produtores independentes de toda a Europa. O bilhete de entrada (normalmente a 25€/dia) dá acesso a provas de vinho e alguns petiscos e as garrafas de vinho estarão à venda a preço de feira. Se por acaso não está em Lisboa nestas datas, a esplanada branca, com uma fantástica vista para o rio, é sempre uma boa opção para beber um copo de vinho a qualquer hora do dia.

Ler mais
Belém
Publicidade
3

Lisboa Rio

O Lisboa Rio, a funcionar desde o ano passado no espaço do antigo Station, é para levar à letra o conceito de ver navios. Desta esplanada, pode controlar realmente as manobras dos barcos que atracam na estação do Cais do Sodré. Mesmo que não queira tirar a carta de patrão local, aqui pode pelo menos sentir-se um patrão e pedir o risotto de lavagante (24,5€). Marta Brown, nossa crítica gastronómica, deu-lhe três estrelas e ficou satisfeita com a sobremesa, o creme de maracujá com suspiros e caramelo (5,50€).

Ler mais
Cais do Sodré
4

Terraço de Belém

A 25 de Abril, o Terraço de Belém foi desbravado por muita gente graças à matiné Sonidera, a mostrar aos alfacinhas que ainda há muitas vistas por descobrir. Os donos são os mesmos do antigo Alcântara Café e o restaurante, a
funcionar desde o ano passado, especializou-se em peixe fresco (embora a grande especialidade seja mesmo a vista para o rio).

Ler mais
Belém
Publicidade
5

Noobai

Nenhuma lista de esplanadas com vista para o Tejo fica completa sem o Noobai, essa instituição no que diz respeito à prática da esplanadagem. Uma evolução natural de quem já não tem paciência para outra prática ancestral, a do botellón, ali mesmo ao lado, no Adamastor. Aqui são três as esplanadas, renovadas o ano passado, e ideais para beber um copo ou para almoçar com amigos – e até com amigos de quatro patas. Aceitam animais, desde que “bem-comportados”, avisam.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré

As melhores esplanadas em Lisboa

1

Esplanada da Mata

Foi a esplanada vencedora dos últimos prémios Time Out e merece a distinção. No meio
 dos 10 hectares do Parque José Gomes Ferreira, aqui respira-se outro ar. Actividades não faltam, a começar pelos domingos de música a partir das 16.00. Tem também um menu para crianças, uma biblioteca de livros usados e é um bom sítio para descansar numa das muitas sombras.

+ Os melhores parques e jardins em Lisboa

Ler mais
Alvalade
2

Clara Clara Café

Plantado entre um “hibisco e um canteiro de tomilho-limão”, garantem os responsáveis,
 o Clara Clara é paragem obrigatória numa visita à 
Feira da Ladra. As tostas,
 como a Clara (com queijo de cabra e presunto) têm fama e o melhor é prová-las para 
ter o proveito. Esteja atento à programação de Verão porque desde lançamentos de livros, a projecção de filmes e concertos, há um pouco de tudo.

Ler mais
São Vicente 
Publicidade
3

Green House

O Hello Park, um dos mais recentes parques para miúdos na cidade, tem uma piscina de bolas, insufláveis, uma parede de escalada, uma aranha slackline, espaço para festas de anos e uma grande vantagem: também é adult-friendly, com uma esplanada com um novo lounge, a Green House, com petiscos e cocktails preparados por Dave Palethorpe (do Cinco Lounge, um dos melhores bares da cidade).

+ O melhor de Monsanto

Ler mais
Benfica/Monsanto
4

Quiosque Popular

Já é difícil imaginar a vida
da Graça sem este jardim em antigos terrenos ao abandono, recuperados em 2015 pela câmara. Faz a ligação entre o bairro e a Mouraria e é ideal para recuperar o fôlego da subida à colina e ver a vista
ou ler um livro num banco, na relva (se estiver limpa) ou neste Quiosque Popular. Em breve, e depois de uma petição discutida na Assembleia e aprovada em Fevereiro, irá ganhar um parque canino.

Ler mais
São Vicente 
Publicidade
5

Quiosque do Parque Bensaúde

Ninguém diria que estávamos no meio da cidade. O Parque Bensaúde, em Benfica, tem espaço suficiente para cansar os miúdos e os cães (tem uma área reservada a cães). Com menus diários de almoço que também incluem uma opção vegetariana, continua a ser um segredo mais ou menos bem guardado de quem mora nas redondezas.

Ler mais
Sete Rios/Praça de Espanha

As melhores esplanadas em Lisboa

1

Quiosque Acaso

Melhor quiosque para trabalhar

No jardim da biblioteca Palácio Galveias, o Acaso é um bom sítio para começar a ler os livros que acabou de requisitar. Abriu no fim de 2017 e, apesar do caos das ruas ao redor, é capaz de encontrar aqui algum sossego para trabalhar.

Ler mais
Areeiro/Alameda
2

Quiosque Cais do Sodré

Melhor novo quiosque

Quatro anos depois de encerrar por causa das obras do Jardim Roque Gameiro, o Quiosque do Cais do Sodré (antigo quiosque do senhor Hermínio), reabriu em Fevereiro e é um dos melhores sítios para quem chega a Lisboa de barco ou comboio acordar com um café.

+ O melhor do Cais do Sodré

Ler mais
Cais do Sodré
Publicidade
3

Quiosque de Campolide

Melhor quiosque para fugir aos turistas

Se continua na fuga à confusão, o quiosque vermelho da Praça de Campolide, concessionado pela Junta, fica ao lado da paragem do novo eléctrico 24, que liga Campolide à Praça Camões, dos poucos onde ainda consegue arranjar lugar sentado. Na esplanada também.

4

Quiosque Alto do Santo

Melhor quiosque para passar despercebido

Jardim Avelar Brotero, diz-lhe alguma coisa? Talvez não e é por isso que este quiosque em Santo Amaro, Alcântara, é bom para evitar aqueles encontros indesejados que acontecem nos quiosques mais concorridos do centro da cidade. Ao fim-de-semana há caracóis.

Ler mais
Alcântara
Publicidade
5

Quiosque das Portas do Sol

Melhor quiosque para conhecer turistas

A vista bastava para que este quiosque entrasse directamente na lista dos melhores da cidade. Isto, claro, para quem não se importa de estar no turbilhão dos tuk-tuks e paus de selfie. Um bom sítio para praticar línguas.

Ler mais
Castelo de São Jorge
6

El Quiosco

Melhor quiosque para o Verão

O quiosque do Jardim de São Bento reabriu em Maio com nova gerência. Agora vende tacos mexicanos (a partir de 4€, três unidades) e tem também tostas e saladas. Além das mesas da esplanada, há almofadas para apanhar sol nas escadas do jardim.

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade
7

Quiosque Lisboa (Saldanha)

Melhor quiosque para dizer mal do chefe

Do grande império de quiosques Lisboa, o da Praça Duque de Saldanha, mesmo ao lado da saída do metro e numa zona de empresas, é o sítio adequado para dizer mal do seu chefe com os colegas depois de mais um dia de trabalho. Uma tarde de má-língua pede tremoços temperados com malagueta – e eles têm.

Ler mais
São Sebastião
8

Esplanada da Graça

Melhor quiosque para ver as vistas

Há 25 anos que esta é a esplanada com melhor 
vista, agora empurrada para uma parte mais recatada do miradouro, com uma estrutura de madeira provisória enquanto as obras do funicular não acabam.

Ler mais
São Vicente 
Publicidade
9

Quiosque do Oliveira

Melhor quiosque para o engate

Em pleno Jardim do Príncipe Real, o quiosque do Oliveira, o mais próximo do Bairro Alto, é o melhor sítio para ligar apps como o Tinder ou o Grindr (esta última só para homens). É combinar uma cerveja ali mesmo.

Ler mais
Princípe Real
10

Quiosque do Jardim da Estrela

Melhor quiosque para levar os miúdos

O Jardim da Estrela é um dos destinos preferidos das famílias alfacinhas e o quiosque Bela-Sombra o poiso ideal para repôr energias depois da brincadeira. Depois ou durante – o parque infantil fica mesmo ali ao lado e dá para controlar os mais novos enquanto se bebe um café ou se come uma tosta. 

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade
Mostrar mais

As melhores esplanadas em Lisboa

1

Le Chat

Em Mojitos

Está na nossa lista dos bares
com melhor vista de Lisboa e os mojitos a 7,5€ (ou a limonada com hortelã, se está numa de não beber álcool) são apetecíveis e os mais pedidos pelos clientes que ali aparecem a qualquer hora do dia e em qualquer estação do ano (tem uma parte interior toda envidraçada). O sítio ideal para ver o pôr-do-sol, mas claro que tudo tem um preço e não é para todas as carteiras.

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
2

Davvero

Em Gelados

A discussão sobre qual o melhor gelado da cidade não costuma dar em nada – a não ser em vontade de comer um –, mas a Davvero está certamente no top. A loja de Santos, que serve de fábrica da gelataria, ganhou recentemente uma esplanada, que ora está totalmente ao sol (e os gelados derretem), ora está totalmente à sombra (por enquanto ainda pode ter frio). O equilíbrio pode estar a poucos passos, no renovado Jardim
de Santos. Em breve vão servir gelados alcoólicos.

+ Derreta-se com as melhores gelatarias em Lisboa

Ler mais
Santos
Publicidade
3

Duque Brewpub

Em Cerveja Artesanal

Orgulham-se de ser o primeiro brewpub de Lisboa – e o primeiro também com direito a uma esplanada. Nas íngremes escadinhas do Duque, já a cheirar a Santos Populares, um quadro escrito a giz (e em inglês) convida quem ali passa a ficar: 20% de desconto numa cerveja artesanal engarrafada que varia todas as semanas.

Ler mais
Chiado
4

Gin Lovers

Em Gin

O último guia das 36 horas em Lisboa do New York Times inclui a Gin Lovers como paragem obrigatória, “com mais de 50 variedades de gin tónico servidos à espanhola, em copos-balão”. O que é obrigatório mesmo é visitar a esplanada da Gin Lovers nas traseiras do edifício, no jardim da Embaixada. A pior notícia é que ainda não sabemos quando é a festa de reabertura para
a nova estação. Aguardamos ansiosamente os próximos capítulos, de preferência com um gin na mão.

+ Os melhores bares de gin em Lisboa

Ler mais
Princípe Real
Publicidade
5

Mez Cais Lx

Em Margaritas

Depois do Cais do Sodré, o Mez Cais mudou-se (e com êxito) para a Lx Factory. O restaurante vale uma visita nem que seja pelo ringue de lucha libre com uma mesa de grupo. Cá fora, a esplanada de mesas corridas com um mural com caveiras mexicanas pintado por João Prim (mais conhecido por Dish) também se presta a fotografias. E depois, claro, há as margaritas, da clássica (5,5€) às novas, de melancia (6€), ou à picante (6€ também).

Ler mais
Alcântara

As melhores esplanadas em Lisboa

1

Terraço 23

O hotel Torel Palace tinha já uma cave, a Cave 23. Agora faz-se luz com o Terraço 23
 – que recentemente foi capa desta revista num artigo com
os melhores sítios para jantar e beber em copo. E este é um dos bons lugares dois em um, onde se recomenda que faça as duas coisas. A ementa é da autoria da dupla Bernardo Agrela e André Freire, a mesma do restaurante, e uma das especialidades são os chicken & waffles, waffles
de farinha de banana e frango cozinhado a baixas temperaturas com molho de manteiga de amendoim. Há duas zonas
de esplanada, uma com uma vista desafogada e outra mais recatada.

Ler mais
Lisboa
2

Sky Bar Oriente

O Sky Bar do Parque das Nações, inaugurado o Verão passado
no topo do hotel Tivoli Oriente, conseguiu ir ainda mais alto que o irmão mais velho, na Avenida da Liberdade. Fica no 16o piso (o Sky Bar da Avenida fica no nono andar) e além da vista para o Tejo e para o Ponte Vasco da Gama, conte com cocktails de assinatura, jarros de bebidas para partilhar, sushi de fusão e petiscos como o miniprego do lombo (20€) ou guacamole e camarão (14€). Na esplanada há pequenos sofás com almofadas.

Ler mais
Parque das Nações
Publicidade
3

Level eight

Viu a abertura adiada pela chuva, mas está a funcionar desde 18
 de Abril. No oitavo andar (daí o nome), o Level Eight funciona todos os dias da semana até às duas da manhã e a partir
de meados de Junho torna-se também um bom sítio para assistir aos jogos do Mundial. Os cocktails rondam os 10 euros e a grande aposta agora é a mixologia molecular.

Ler mais
Avenida da Liberdade/Príncipe Real
4

Café Príncipe Real

O Memmo Príncipe Real, com terraço com piscina e um restaurante/bar, foi considerado pela revista Monocle o melhor hotel urbano do mundo. Sente- -se mesmo que estamos na zona mais cara da cidade: uma noite pode custar 423€, mas os preços no Café Príncipe Real (antes chamava-se Café Colonial, mas mudaram o nome depois do prémio para evitar confusões), que reabriu oficialmente o seu rooftop na sexta passada, são bem mais acessíveis. Há novos menus de almoço e todas as quintas, sextas e sábados há música ao fim do dia.

Ver preços Ler mais
Avenida da Liberdade/Príncipe Real
Publicidade
5

The Insólito

Do Turista Smash (com tequila, Noilly Prat, sumo de limão e xarope, a 9€) ao daiquiri de pêra rocha (9€), passando por vários mocktails, há muitas maneiras de apreciar a vista para o miradouro de São Pedro de Alcântara. O bar/restaurante é ideal para festas e jantares privados, mas também funciona bem a dois, com um cocktail ao fim da tarde que pode evoluir para jantar.

Ler mais
Bairro Alto
6

Madame Petisca

Menus de almoço (9 ou 12€), happy-hour ao fim da tarde, jantares de grupo (máximo de seis pessoas, já que o espaço não é muito amplo) e um terraço com vista para o rio. A Madame Petisca é uma das melhores opções para petiscar com vista. O único problema da esplanada é não ter sombra nas horas de maior calor. Pode ser bom para quem se quer bronzear, mau para quem não gosta de torrar. Nas redes sociais os responsáveis dizem estar a estudar um toldo que funcione tanto para o Verão como para o Inverno. É esperar à sombra.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade
7

Topo Chiado

Mais do que uma esplanada
com bons cocktails, o Topo 
Chiado é um restaurante ideal para petiscar durante todo o dia, bastante popular para o brunch (17€). Melhor que a comida é a vista panorâmica sobre Lisboa e 
o enquadramento perfeito para fotografar o Elevador de Santa Justa. Vá durante o dia e regresse
à noite, quando o bar ganha outro encanto, principalmente em noites de cinema ao ar livre, as sessões Cine Society. Os bilhetes são 12€.

Ler mais
Chiado

As melhores esplanadas em Lisboa

1

BananaCafe Torel

Do império BananaCafe, com um quiosque-eléctrico em Belém, dois na Avenida, um na Praça do Município e outro na Praça de Londres, o do Jardim do Torel continua a ser um dos preferidos dos alfacinhas para
o Verão. E nem estamos a falar da curiosa praia urbana (com direito a areia e chapéus de sol
e um lago transformado em piscina) que se instala no jardim em Agosto. As culpadas são as matinés indiferente, com DJ sets e cocktails ao fim da tarde. A última aconteceu no início
 de Maio com Nuno Lopes e Mr Mitsuhirato e artwork de Kruella d’Enfer. Em Junho há mais.

Ler mais
Avenida da Liberdade/Príncipe Real
2

Park

O parque de estacionamento mais trendy da cidade é popular entre moradores e turistas e consegue essa outra grande proeza de ter DJ sets todas
as tardes, com entrada livre.
A novidade são os Get Down Sundays, ao domingo, com escolhas de hip-hop do DJ Big e Fresh P até às 20.00. Nos outros dias, funciona até às 02.00.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade
3

TOPO Martim Moniz

Netta Barzilai, a israelita que ganhou a edição deste ano do Festival da Eurovisão, gravou o seu vídeo de apresentação no TOPO do Martim Moniz, com um DJ set do português DJ Trasher. Um bom prenúncio para a estação quente que se avizinha, onde os DJ sets nas alturas são um clássico. O espaço foi ligeiramente remodelado em Março, tem novos cocktails na carta e um restaurante, o asiático Kin, com um dragão no tecto.

Ler mais
Martim Moniz
4

Rio Maravilha

Já nos repetimos quando dizemos que o Rio Maravilha é um dos sítios mais instagramáveis de Lisboa. À noite, a vista é outra e os smartphones têm algum descanso, nem que seja na altura de pegar no garfo e faca. O bar/restaurante ganhou agora uma nova carta de Primavera/Verão da autoria de Hugo Dias de Castro, que conhecemos da Casa de Pasto. Tem também novas noites com DJs para dançar ao som de ritmos latinos, aos sábados. Aos fins-de-semana as portas só fecham às 03.00 – durante a semana às 02.00.

+ 22 coisas para fazer na LX Factory

Ler mais
Alcântara
Publicidade
5

Hotel Mundial Rooftop Bar

Não o queremos aconselhar a levar o carro para um rooftop com cocktails e sunset parties, mas se tiver mesmo de ser fique a saber que os clientes do Hotel Mundial Rooftop & Bar podem usar o parque
de estacionamento do hotel, mediante disponibilidade.
Por enquanto, o rooftop está fechado para remodelações,
mas a nova temporada de festas CM com vista de 360 graus para MY Lisboa recomeça já em Junho, com DJ sets ao pôr-do-sol.

Ler mais
Santa Maria Maior

Viver a cidade ao ar livre

Os melhores parques e jardins em Lisboa

O sol pede programas e passeios ao ar livre. Em Lisboa há parques e sombras para todas os gostos e nós escolhemos os melhores para brincar com os miúdos, ler um livro ou fazer um piquenique nos intervalos dos dias de praia.

Ler mais
Por Vera Moura

Os melhores bares em rooftops em Lisboa

A palavra rooftop ainda não é reconhecida pelo dicionário Priberam (a alternativa é rotos ou rolitos), mas cada vez é mais usada no vocabulário alfacinha, com muitas sunset parties em rooftops por essa cidade fora, onde cocktails não faltam. Deixámos as vertigens no rés-do-chão e subimos aos terraços de hotéis, centros comerciais e parques de estacionamento para eleger os melhores bares em rooftops em Lisboa.

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Os melhores passeios de barco no rio Tejo

Podem meter copos e sushi, podem incluir DJs ou ser mais silenciosos, para observar passarinhos. Podem ser do género turístico, radical, romântico ou familiar. Podem ser quase tudo o que imaginar. Atire-se connosco ao rio e fique a conhecer os melhores passeios de barco no Tejo. 

Ler mais
Por Clara Silva

Comentários

0 comments