Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores restaurantes de peixe em Lisboa

Os melhores restaurantes de peixe em Lisboa

Do mar para o prato, sem espinhas, esta lista sabe a Verão o ano inteiro. Apresentamos-lhe aqui os melhores restaurantes de peixe em Lisboa

Imperador ao sal
Fotografia: Manuel Manso Imperador ao sal
Publicidade

Se já deu por si no Oceanário a olhar para um tanque e a pensar “este aqui ia bem com umas batatinhas cozidas”, então se calhar está na altura de marcar mesa num restaurante de peixe e antecipar, ou prolongar, a sensação de Verão e maresia o ano inteiro (na época delas, é sentar-se na esplanada e aumentar os níveis de vitamina D). A Time Out juntou-se ao cardume dos piscívoros e diz-lhe quais são os melhores restaurantes de peixe em Lisboa. Garantimos que aqui é tudo fixe e fresco, sem espinhas. 

Recomendado: As melhores cervejarias em Lisboa

Uma foto da Time Out Magazine

A Time In Portugal já está disponível

Pode ler a última edição no conforto do seu sofá

Ler a revista

Os melhores restaurantes de peixe em Lisboa

1
Pesca - Anchovas dos Açores
©Duarte Drago
Restaurantes, Haute cuisine

Pesca

Princípe Real

A palavra-chave no Pesca, o restaurante
 de Diogo Noronha no Príncipe Real, é a sustentabilidade. O chef, que aqui se dedica aos produtos do mar, faz questão de usar produtos locais e sazonais desde o dia um e tem tentado procurar a valorização de peixes menos consumidos, algas e plantas halófitas. Aqui trata por tu a pescada de anzol dos Açores, o salmonete da costa atlântica, o carabineiro da costa Algarvia, o lombo alto de bacalhau ou o polvo. Além de escolha à carta, há dois menus de degustação (50€-80€).

2
Restaurantes, Frutos do mar

Eléctrico do Chile

Lisboa

As obras intermináveis da estação de metro de Arroios abrandaram o comércio e restauração da zona durante uns tempos, mas o Eléctrico do Chile mantém a sua clientela habitual. Do exterior, parece pequenino, mas tem até bastantes lugares sentados e uma montra de peixe sempre fresco e variado, do linguado aos salmonetes. No fim, é daqueles sítios de onde vai sair sempre bem com o doce da casa.

Publicidade
3
Sea Me
©Duarte Drago
Restaurantes

Sea Me

Bairro Alto

Esta peixaria moderna é um clássico da cidade. Assim que se entra no restaurante, levam-no num tour até à montra de peixe fresco, de apanha diária – dali, pode ir para
a grelha ou para peças de sushi, mas também há pratos de tacho. O chef é Vasco Lello e é o responsável por boas sopas de peixe, uma tábua de charcutaria do mar ou um cremosos arroz de berbigão. Para um almoço mais rápido, vá até ao Sea Me at the Market, no Time Out Market, onde também há peixe fresco na grelha.

4
Peixaria da Esquina
©Manuel Manso
Restaurantes, Frutos do mar

Peixaria da Esquina

Campo de Ourique

O mar entrou por esta esquina adentro e o trio de ataque Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana concentrou-se em fazer um bom restaurante de peixe com alguns petiscos e pratos de marisco incontornáveis. Dão destaque especial aos marinados e curados, e as cataplanas são obrigatórias. Os puristas, apreciadores 
de bom peixe na grelha, também têm muito por onde escolher.

Publicidade
5
Dom Feijão - Cherne Grelhado
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Português

Dom Feijão

Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

Para comer bom peixe no
 eixo Roma-Areeiro-Alvalade,
 a paragem é o Dom Feijão.
 A ementa enche o olho aos carnívoros mas tem também uma data de peixes frescos escalados. Nos pratos do dia, entre tachos de arroz de cherne com gambas ou massada de garoupa, costuma haver filetes de cherne com açorda de lagosta (18€).

6
Arroz de Lagosta e gambas do Solar dos Presuntos
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Solar dos Presuntos

Lisboa

É uma instituição da boa cozinha portuguesa que homenageia
os clássicos na época deles (olá lampreia, olá cozido nos meses frios). Mas ao longo de todo o ano presenteia os comensais com pratos tradicionais de peixe, como os filetes de peixe-galo ladeados por um arroz malandrinho ou salada russa, à escolha (28€), ou os imponentes peixes ao sal, com batata a murro e legumes (60€/ kg).

Publicidade
7
Peixola
©Duarte Drago
Restaurantes

Peixola

Chiado/Cais do Sodré

O nome não engana: este é um restaurante de peixe. Só peixe. Peixe cru, peixe cozinhado, peixe tradicional e peixe xpto. E tudo para comer ao balcão. Além de petiscos, ceviches, tártaros e peixes miúdos, há uma lista de peixe graúdo onde nadam os filetes de bacalhau com puré de wasabi (15,50€) ou o salmão corado com puré de bolbo de aipo com especiarias e salada asiática (15,50€).

8
Manuel Caçador - Cabeça de Garoupa
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Português

Manuel Caçador

Areeiro/Alameda

O nome engana: na carta não há perdiz, faisão, coelho ou veado.
 A especialidade é o peixe, com destaque para a garoupa, o pargo e o robalo. E nem à pescada cozida devia torcer o nariz – quando é boa, fresca, é do melhor, a acompanhar com legumes. As do sessão sempre generosas e os preços honestos. Mas tome nota: até dia 3 de Setembro, a pesca terá de ser noutro dos restaurantes desta lista – o Manuel tirou uns dias para ir a banhos.

Publicidade
9
Senhor Peixe
©Ana Luzia
Restaurantes

Senhor Peixe

Parque das Nações

Este Senhor tem um aquário que impressiona logo à entrada e peixe do bom: os salmonetes são umas das estrelas
 do menu dos grelhados, mas atenção à imponente caldeirada ou à solene massada de cherne. Para jantaradas em grupo com comida à séria, espreite os menus de grupo (a partir de 35€ por pessoa) com peixe grelhado no carvão.


10
Último Porto
©Ana Luzia
Restaurantes, Português

Último Porto

Estrela/Lapa/Santos

Uma das grelhas mais respeitadas de Lisboa fica mesmo em cima do rio, na Estação Marítima da Rocha do Conde de Óbidos. 
No Último Porto, que continua a servir apenas aos almoços, tudo o que vai para o prato é fresco: há peixe espada, chocos, douradas, pampos, cabeça de garoupa ou ovas grelhadas, tudo servido nas tradicionais travessas de inox.

Publicidade
11
Vela Azul
Restaurantes, Frutos do mar

Vela Azul

Grande Lisboa

Dose dupla de desmistificação: peixe fresco e bom em Cascais não é só à beira-mar nem é um balúrdio. O restaurante familiar Vela Azul (mãe na cozinha; pai e filha na sala) não tem vista para
 o oceano e a decoração é bem simples. Serve todos os dias o peixe mais fresco, seja grelhado, frito ou cozido. Os filetes e os linguadinhos com arroz de tomate são muito populares, mas não deixe de se atirar à cabeça de pescada cozida sempre que encontrar uma na vitrina.

12
Nova Peixaria
©Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Nova Peixaria

Parque das Nações

A Nova Peixaria tem “fish bars” nos espaços de alimentação de alguns centros comerciais, mas é no Parque das Nações que apresenta
 a sua cozinha, num restaurante à séria. Há dourada, salmão, garoupa ou lula grelhados (a partir de 12,50€, com acompanhamentos), hambúrgueres e pregos de peixe e saladas ricas. Se for com amigos carnívoros, ou ficar com fome depois da barrigada de peixe,
 peça o prego, bem tenro – é sempre uma boa sobremesa.


Publicidade
13
Rabo D'Pêxe
©Inês Felix
Restaurantes

Rabo d'Pêxe

Avenidas Novas

Aqui pode escolher a matéria-prima, vinda maioritariamente dos Açores (sim, o nome é para ler com sotaque). Pode escolher 
o peixe directamente da montra e pedir para lhe fazerem uma sopa da cabeça do mesmo e transformar a outra metade em sushi e sashimi. Ou, ainda, pedir um bom grelhado português, que nunca falha.

14
filetes monte mar
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Monte Mar Lisboa

Chiado/Cais do Sodré

O Monte Mar é um porto seguro no que 
toca a peixe fresco e marisco. Vale sempre 
a pena perguntar pelo peixe do dia e ouvir 
os conselhos sábios de quem o está a servir, mas vai ficar sempre bem com os filetes de pescada com arroz de berbigão, o linguado au meunier ou a açorda de gambas. Isto tudo sem falar das amêijoas, bruxas ou ostras frescas. E da localização, com vista privilegiada para o Rio Tejo e uma esplanada para se deixar ficar.

Publicidade
15
Mercado do Peixe
©DR
Restaurantes, Frutos do mar

Mercado do Peixe

Ajuda

A vistosa banca recheada de peixe fresco à entrada é o melhor convite para um mergulho neste restaurante na Ajuda. Tem de tudo
 um pouco, dos sargos às garoupas, do típico robalo ao cherne. Depois é só mandá-los para a grelha e escolher batata doce e brócolos salteados para acompanhar. Acabe o repasto com um pastel de nata caseiro, doçaria premiada.

16
Quitanda
©Manuel Manso
Restaurantes, Frutos do mar

Quitanda

Oeiras

Ainda que não tenha a
 vista desimpedida para o 
rio de outras esplanadas e restaurantes, o Quitanda fica
 à beira-rio, dentro do Centro Náutico de Paço d’Arcos. O que justifica a visita é realmente a matéria-prima: tem uma banca de peixe à vista de todos, onde tem de ir para escolher o que comer. Tanto pode encontrar gorazes e sargos gordos, como corvinas de dez quilos, robalos, cherne, sardinhas e carapaus. Tudo de mar, tudo fresco, comprado em várias lotas 
da região.

Publicidade
17
Restaurante, Toscana Casa de Pasto, Bacalhau à Toscana
©Manuel Manso
Restaurantes, Português

Toscana Casa de Pasto

Estrela/Lapa/Santos

É um santuário de boa comida portuguesa
 e um templo de peixe grelhado bem perto do centro de Lisboa – e tem poiso fixo no Guia de Restaurantes da Time Out desde a sua primeira edição. A lista de peixe fresco 
é bem grande: do besugo ao cantarilho, passando pelos salmonetes, peixe-espadas ou sardinhas, tudo a preços honestos e com bons acompanhamentos.

18
Janquizinho
©Manuel Manso
Restaurantes

Jaquinzinho

Estrela/Lapa/Santos

O tio Quim é um pescador português que já viajou muito e passou por muitas zonas portuárias, especialmente asiáticas, antes de assentar numa casa modesta na rua da Esperança, na fronteira Madragoa-Santos. A personagem é fictícia mas faz parte do imaginário criado para o Jaquinzinho, um restaurante de peixe fresco. O ponto de partida da refeição são os jaquinzinhos que dão nome à casa, aqui servidos com maionese de trufa mas a carta é um cruzamento entre o Velho e o Novo Mundo, com pratos clássicos portugueses e outros onde se notam as influências das viagens deste pescador.  

Os melhores restaurantes em Lisboa

Meat Me
©Inês Félix
Restaurantes

Os melhores sítios para comer carne maturada em Lisboa

Carne maturada é uma carne desidratada em ambiente controlado. A temperatura e a humidade são factores essenciais. A primeira não deve ultrapassar os dois ou três graus, enquanto a humidade deve ser zero. Ou seja, através do processo de dry age, ou envelhecimento a seco, a carne é preservada, evitando a proliferação de bactérias, mas promovendo o desenvolvimento de enzimas. Serão estas enzimas que vão quebrar as fibras da carne, tornando-a mais tenra. Reunimos os melhores sítios para comer carne maturada em Lisboa para que tudo o que tenha de fazer seja marcar mesa. 

Tapisco - Paelha Negra
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa

Este é o roteiro perfeito para quem não é egoísta à mesa e gosta mesmo é de partilhar tudo, das amêijoas aos petiscos mais internacionais. Para almoçaradas de amigos, finais da tarde depois da praia, para melhorar dias de chuva, para lanches ajantarados ou até para jantares fora de horas. A arte de picar é bem típica portuguesa e calha bem a qualquer hora do dia ou qualquer refeição. Descubra aqui os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa, peça uma série de pratinhos em vez de um prato principal só para si e partilhe sem vergonha. 

Publicidade
Bitoque d'O Bitoque
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores bitoques em Lisboa

Há umas quantas casas lisboetas onde o bitoque vai muito além de um porto seguro. É a estrela da companhia. Provámos dezenas de bifes, mergulhámos o pão em molhos castanhos de origens duvidosas, vimos passar ovos a cavalo e (e alguns com ar cansado), enfrentámos batatas fritas de pacote e outras murchinhas de meter dó. Voltámos a casa a cheirar a fundo de frigideira mas conseguimos encontrar os dez melhores bitoques em Lisboa. E ainda lhe damos um manifesto de amor e louvor a esta instituição. Assine por baixo. 

Publicidade