Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right "Descobre-te em Lisboa": um livro quase em branco
Notícias / Vida urbana

"Descobre-te em Lisboa": um livro quase em branco

descobre-te em lisboa

Não é bem um guia turístico, mas é da mesma família. A Chiado Editora lança grandes desafios aos exploradores urbanos através do livro Descobre-te em Lisboa, propondo descobertas pelas ruas e espaços de praticamente toda a cidade.

Prepare a mochila para levar o livro e todo o material de apoio que um verdadeiro explorador da cidade tem de ter para seguir as instruções desta edição à risca, como mapa, lápis, tesoura, fita-cola, máquina fotográfica (ou telemóvel), lápis de cor, caneta ou borracha. Há 394 páginas para preencher com fotografias, desenhos, textos ou mesmo com papel higiénico.

De Belém ao Oriente, os exploradores são convidados a ir preenchendo espaços neste género de diário gráfico. Pedem-se pegadas no bar Tacão Grande, no Bairro Alto; espécimes na Estufa Fria a partir de uma lista pré-definida ou respostas a perguntas como "Que idade tem o Stenopterygius?", que se encontra algures no Museu Nacional de História Natural e da Ciência. Há uma página para esfregar cascas de castanhas assadas; outra para descobrir alguém chamado Carmo nas imediações do Largo do Carmo; e ainda uma para recolher assinaturas de fadistas por Alfama.

 

 

Autor: Margarida Serrão
Chiado Editora
16€ em papel
3€ ebook 

 

+ Livros sobre Lisboa que tem de ler

+ Janelas do mundo, uni-vos

Publicidade
Publicidade

Comentários

1 comments
Roberto M

Lisboa, minha Auschwitz. - Este é o titulo de um livro, peça de teatro e cinema, e que está a ser produzido à partir de 16 de Setembro de 2004, no âmbito do sequestro da Fundação Geolíngua pelo Hotel Sheraton de Lisboa e, sob o alto (DES) patrocínio do Estado Português (MAI) Ordem dos Advogados, Tribunais e a imprensa à portuguesa. - Esta é uma obra de "Ficção" com base em 99% de documentos reais que estão em poder da Agência Lusa (desde 2007) por exemplo. - O livro Jusformulários Penal, de Jorge da Paz Rodrigues (MP jubilado) foi publicado em 2007 e distribuído pela Editora Coimbra e narra um Processo Crime que está nos calabouços do DIAP e da Lusa, ocultados do Público, embora o jornal Público e a SIC, entre outros, também têm conhecimento de tudo, em texto, audio e video. - Alguém conhece algum jornalista, a sério, para pegar neste tema e realizar uma Grande Reportagem?