Cinco paragens essenciais no Mercado de Alvalade

Talho, charcutaria, peixe e especiarias. As compras do mês (ou da semana, vá) podem ser feitas no Mercado de Alvalade.

Arlindo Camacho

Se Alvalade é um bairro a ter em conta sempre que falamos do melhor da cidade, também o mercado é uma paragem obrigatória quando compras é o que quer fazer. Alguns dos melhores frescos de Lisboa estão aqui e estas são as cinco paragens essenciais que tem de fazer no Mercado de Alvalade.

Recomendado: O melhor dos mercados de Lisboa

Cinco paragens essenciais no Mercado de Alvalade

O Cantinho do Saloio

O Cantinho do Saloio

É incrível pensar que o termo “saloio” é por vezes usado de forma depreciativa – “revela falta de educação, civilidade e bom gosto”, conta o dicionário. Um ultraje! Senão vejamos as especialidades deste quiosque que se proclama saloio: queijos, enchidos e o melhor pão que se pode adquirir por estas bandas. Atenção que o nome, Cantinho Saloio, não impõe restrições geográficas: há pão de Rio Maior, queijos da Serra e enchidos alentejanos. Todos de grande qualidade num sítio com um serviço despachado que revela educação, civilidade e bom gosto.

O Talho do Alcides

Profundo conhecedor dos prazeres da carne (no sentido literal, calma aí), o senhor Alcides expõe no seu talho os melhores cortes da vida animal. Há ainda a destacar os preparados, do mais sofisticado que se vê por aí: lombos recheados, almôndegas, panados e outras iguarias capazes de pôr em causa algumas convicções veganas.

Seg 08.00- 13.30, Ter-Sex 08.00-20.00, Sáb 08.00- 18.300

Publicidade
O Peixe de Teresa e Horácio

O Peixe de Teresa e Horácio

Se não quer gastar dinheiro no Oceanário e precisa muito de admirar uns peixinhos, este é o lugar ideal. Ok, eles estão mortos. Mas pouco. São do mais fresco que há dentro da categoria “falecido”. Teresa e Horácio, profundos conhecedores das iguarias marítimas, amanhamlhe as peças com rapidez e simpatia. Vale a pena vir espreitar esta banca de tempos a tempos para ver se há barriga de atum.

O Sadik

Banca de especiarias liderada por Sadik Ahmad Mahomed que tem sempre aquele ingrediente estranho de que só ouviu falar nos programas de culinária. Há ainda ervas aromáticas e fruta fresca, misturas de caril e uns óptimos snacks indianos.

Publicidade

O restaurante do mercado

Por muito simpáticos que sejam os lojistas do mercado, não nos podem deixar provar tudo antes de comprar. Felizmente, o Restaurante do Mercado faz um serviço parecido: serve pratos feitos com muitos dos ingredientes que se vendem mesmo ali. Os grelhados, de peixe e carne, são a especialidade. Se gostar, já sabe, é ir a uma das bancas, levar para casa e tentar fazer igual.

Av. Rio de Janeiro, 27. Seg-Sáb, 07.00-16.00.

O melhor de Alvalade

Oito novidades em Alvalade

No último ano, Alvalade ganhou ainda mais vida com novos restaurantes e lojas. Oito razões para explorar o bairro de uma ponta à outra.   

Ler mais
Por Luís Leal Miranda

Nove paragens obrigatórias na Avenida da Igreja

Uma pessoa pensa que vai só à Avenida da Igreja mas acaba por parar em Carcassone (a pastelaria), na Líbia (uma farmácia), na cidade das mil e uma noites (a pastelaria Nova Bagdad, baptizada, calculamos, antes da Bagdad original ter sido destruída pela guerra); passamos ainda por Helsínquia (outra pastelaria) e acabamos em Biarritz. Aí batemos com o nariz na porta: a mítica pastelaria no topo da avenida fechou. Há tanto para fazer que nós dizemos-lhe as nove paragens obrigatórias nesta avenida. Recomendado: Oito novidades em Alvalade

Ler mais
Por Luís Leal Miranda
Publicidade

Comentários

0 comments