Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três contas de Instagram sobre plantas que deve seguir
Plantas, @atripeirinha, Sofia Manuel
©Dr @atripeirinha

Três contas de Instagram sobre plantas que deve seguir

Não sabe como cuidar da planta que comprou por impulso? Há três contas de Instagram sobre plantas que deve seguir para o ajudar.

Por Francisca Dias Real e Margarida Ribeiro
Publicidade

Criar um verdadeiro jardim dentro de portas tornou-se o passatempo de muita gente durante o último ano. Isto levou a que muitos apaixonados por plantas se lançassem nas redes sociais para partilhar conhecimentos e dicas abençoados, que já chega de matar plantas verdinhas que comprámos só por serem bonitas. Estas três contas de Instagram sobre plantas que lhe apresentamos tornaram-se muito populares nos últimos tempos e deram-nos a conhecer expressões como o "alerta rolinho" (que deve usar em hashtag sempre que a sua planta tiver uma folha nova a nascer) ou as necessidades especiais que as famosas calatheas têm. Estes "influencers" de plantas chegam até si de diferentes partes do país para lhe ensinar tudo o que precisa de saber e mostrar as bonitas florestas que tem em casa. Acompanhe-os.

Recomendado: Os melhores sítios para comprar plantas em Lisboa e arredores

Contas de Instagram sobre plantas que deve seguir

Plantas, @plantodependente, Diogo Gomes, Celso Teixeira
Plantas, @plantodependente, Diogo Gomes, Celso Teixeira
©DR

@plantodependente

Dois madeirenses – Diogo Gomes e Celso Teixeira – radicados em Lisboa, começaram a encher o apartamento com plantas para se sentirem mais perto de casa. Em Abril do ano passado, Diogo decidiu criar a plantodependente, uma conta de Instagram que funcionava como um diário de quarentena. A coisa cresceu, e um mês depois Celso decidiu ajudar nas publicações. Foi nessa altura que começaram a criar conteúdos mais sérios e a mostrar a sua jornada pelo mundo das plantas, através de dicas, conselhos e curiosidades.

Cada um tem a sua função: Diogo é o “plant expert”; Celso, o “ex-plant killer”, trata da comunicação e tenta simplificar aquilo que o Diogo quer transmitir. “A maioria dos nossos seguidores são como eu, adoram plantas mas têm conhecimentos muito básicos sobre elas”, explica.

Plantas, @_almoinha_, Ana Mestre
Plantas, @_almoinha_, Ana Mestre
©DR

@_almoinha_

Ana Mestre é neta e filha de agricultores, nasceu e cresceu no Alentejo, sempre rodeada por natureza. Formou-se em Arquitectura Paisagista, e entretanto, começou a dar formações de jardinagem. Gostou tanto de ensinar que agora trabalha a tempo inteiro como formadora para pessoas com problemas de saúde mental na ARIA – Associação de Reabilitação e Integração Ajuda. A sua página de Instagram, _almoinha_, começou a ganhar vida durante o primeiro confinamento, quando foi desafiada a fazer vídeos sobre jardinar em casa, para a página eujardinoemcasa. Graças a isso, a conta cresceu e Ana aproveitou-a para juntar o gosto pelo ensino, pela fotografia e pela natureza, tudo na mesma plataforma.

Produz todos os conteúdos e a sua missão é “mostrar em fotografias toda a beleza da natureza e ensinar as pessoas a cuidar dela, sem regras, aprendendo a sentir e observar”, descreve. Também publica vídeos, com cerca de 15 minutos, com dicas e conselhos e agora a sua maior aposta são ciclos de workshops online.

Publicidade
Plantas, @atripeirinha, Sofia Manuel
Plantas, @atripeirinha, Sofia Manuel
©DR

@atripeirinha

“Não tenho móveis, tenho plantas!” – e, dúvidas houvesse, bastava entrar pelo Instagram d’A Tripeirinha adentro para comprovar. O verde está por todo o lado na casa de Sofia Manuel, software developer e fanática por tudo o que é folhagem. Vive rodeada por mais de 200 espécies, mas confessa que já não as conta há muito e “até é capaz de já ter chegado às 300”. Esta paixão e dedicação “saltou uma geração”, conta-nos, lembrando que foi da avó que herdou o bichinho. Bicho esse que recuperou quando esteve em Moçambique – o contacto com a natureza despertou a paixão. Quando voltou, começou a encher a casa de plantas. “Sou uma geek e estou sempre à procura de artigos e livros que expliquem tudo. E foi assim com as plantas, tudo o que sei aprendi sozinha”, conta. “Em 2019 perdi o meu avô, e comecei a partilhar as plantinhas no Instagram porque me fazia feliz, foi aí que começou a aventura.” Com isso, surgiram as perguntas, muitas perguntas sobre como tratar, regar, mudar de vaso, comprar. “Comecei a alinhar duas coisas que amo: ensinar e, claro, o meu hobbie das plantas.”

Mas o que torna a conta de Sofia, que já ultrapassa os 75 mil seguidores, tão especial? A espontaneidade com que fala dos temas com as suas “plantmanas” – a comunidade do outro lado do ecrã. “Chegas ao Instagram e é uma bomba de perfeccionismo. Eu não sou assim, prefiro mostrar a vida real, ser espontânea porque é realmente o que me faz feliz”, explica. A família Tripeirinha cresceu muito na quarentena de 2020. “Comecei a receber muitas partilhas de pessoas que me diziam que as plantas as mantinham à tona por terem algo que cuidar. Só deu mais propósito àquilo que já fazia”, diz. Faz partilhas diariamente, com pequenas dicas e outras tantas vitórias, e para assuntos mais técnicos vira professora botânica nos lives de quarta-feira, Consultório Plantahólico. No YouTube há mais tesouros para descobrir, que vão desde a eliminação da bicheza à replantação, da propagação aos níveis de humidade, um sonho pintado de verde. Se lá em casa as plantas começarem a dar sinal de pequenos rebentos, anote o que tem de dizer para festejar: “Alerta rolinho!” Depois disso, já faz parte da família.

Florir a casa

Oh Maria Flores
Gabriell Vieira

Saiba quais são as melhores floristas em Lisboa

Compras Floristas

Jarros, malmequeres, peónias, rosas, frésias, girassóis, narcisos e tulipas. A lista continua, até porque as melhores floristas em Lisboa são especialistas em juntar estas e outras flores e em fazer os ramos mais originais da cidade, prontos para irem parar a jarra mais catita lá de casa. Das flores aos complementos, dos arranjos mais tradicionais aos avant-garde, das coroas às pulseiras de flores, descubra os recantos mais floridos de Lisboa e surpreenda alguém com um ramo de flores. Também se pode mimar a si mesmo e à sua casa, claro. 

Colvin
DR

Os melhores serviços de entrega de flores ao domicílio

Compras Floristas

Um ramo de flores bem arranjadinho é um presente que nunca sai de moda. Para assinalar o nascimento do bebé da amiga, o aniversário da mãe, o dia dos Namorados ou simplesmente para pedir desculpa ou surpreender alguém no local de trabalho. Para ajudar a resolver o problema da falta de tempo para ir escolher o bouquet mais bonito, há serviços de entrega de flores ao domicílio prontinhos a ajudarem (abençoados motoboys). Há opções singelas, mais em conta, ramos com flores secas e outras de todas as cores e feitios que impressionam qualquer um, independentemente da efeméride.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade