Estas creches são para miúdos de quatro patas

As creches para cães fazem sucesso no estrangeiro há anos. São como infantários e até salas de sestas têm e também existem em Lisboa
Mestre patas (Fotografia: Arlindo Camacho)
1/11
Fotografia: Arlindo CamachoMestre Patas
Mestre patas (Fotografia: Arlindo Camacho)
2/11
Fotografia: Arlindo CamachoMestre Patas
Mestre patas (Fotografia: Arlindo Camacho)
3/11
Fotografia: Arlindo CamachoMestre Patas
Mestre patas (Fotografia: Arlindo Camacho)
4/11
Fotografia: Arlindo CamachoMestre Patas
Mestre patas (Fotografia: Arlindo Camacho)
5/11
Fotografia: Arlindo CamachoMestre Patas
Mestre patas (Fotografia: Arlindo Camacho)
6/11
Fotografia: Arlindo CamachoMestre Patas
Instituto do animal (Fotografia: Arlindo Camacho)
7/11
Fotografia: Arlindo CamachoInstituto do Animal
Instituto do animal (Fotografia: Arlindo Camacho)
8/11
Fotografia: Arlindo CamachoInstituto do Animal
Instituto do animal (Fotografia: Arlindo Camacho)
9/11
Fotografia: Arlindo CamachoInstituto do Animal
Instituto do animal (Fotografia: Arlindo Camacho)
10/11
Fotografia: Arlindo CamachoInstituto do Animal
Instituto do animal (Fotografia: Arlindo Camacho)
11/11
Fotografia: Arlindo CamachoInstituto do Animal
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Há cada vez mais espaços que aceitam a entrada dos nossos amigos peludos, mas nem sempre podemos andar com eles atrelados. Está a ver o infantário dos seus filhos, onde os deixa todas as manhãs antes de ir trabalhar, para que educadores tomem conta deles e ralhem sempre que se portam mal? Agora imagine um sítio a funcionar da mesma forma – mas para cães. Dá jeito, não dá? A boa notícia é que já existem algumas creches para cães em Lisboa e arredores. São vários os espaços que acolhem os seus familiares de quatro patas durante o dia e nós dizemos-lhe quais.

Recomendado: Cinco hotéis que aceitam animais de estimação em Portugal

 

Instituto do animal
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Instituto do Animal

icon-location-pin Marvila

O Instituto Animal nasceu para ser uma escola de treino para cães, mas os clientes começaram a querer deixar lá os bichos durante o dia. Sílvia Machado, fundadora e directora do espaço, acabou por responder a essa necessidade e criou a primeira creche canina de Lisboa. E foi assim que em Outubro de 2016 a creche começou a funcionar. Idade igual ou superior a 3 meses, vacinas em dia e desparasitação feita há menos de 3 meses são os requisitos mínimos para entrar na creche e as famílias com mais do que um cão têm desconto. O instituto tem ainda um cardápio extenso de actividades extracurriculares como treino de obediência, terapia de comportamento ou fisioterapia e também um serviço de transporte que vai buscar os animais a casa sempre que os pais babados precisarem.

Seg-Sex 09.00-17.00. Inscrição 75€ (inclui consulta e seguro). Mensalidade: 86€-269€ (1 a 5 dias/semana). Fecha 15 dias em Agosto

Mestre patas
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Mestre Patas

icon-location-pin Benfica/Monsanto

Se o patudo andar a precisar de apanhar mais ar, o Mestre Patas trata do assunto. Além da zona interior com áreas de brincadeira, descanso e alimentação existe um amplo espaço exterior para os dias mais soalheiros e com piscina insuflável para andar tudo fresquinho. O negócio de Dirce e Lachlan também inclui serviços de hotel, dog sitting e dog walking e o chamado dog taxi que cobra 5€ por viagem. Em modalidade day care paga o mesmo por ida e volta.

Seg-Sex 09.30-19.00. Mensalidade: 68€-250€ (1 a 5 dias/semana). 1 dia avulso: 18€

Publicidade
sweet pet
©SweetPet
Coisas para fazer

SweetPet

icon-location-pin Cascais

Se morar ou trabalhar para os lados de Cascais é aqui que se tem de dirigir para deixar o cão em boa companhia. A creche é apenas um dos serviços disponíveis do Sweet Pet, um hotel e creche criado por Camila Fassi em 2014. Tem um ambiente familiar e aqui só entram cães esterilizados (a partir dos 10 meses), já que a experiência da equipa da casa diz que os cães não castrados têm a mania de marcar território. As cadelas com o cio também ficam à porta e todos têm de passar por uma avaliação do comportamento, fundamental para um ameno convívio em contexto de creche.

Seg-Dom 09.00-13.00, 15.00-18.00. Creche: 12,50€/dia + 5€ transporte (opcional)

recreio canino, creche, cães
©Recreio Canino
Coisas para fazer

Recreio Canino

icon-location-pin Grande Lisboa

Faça chuva ou faça sol, o seu amigo de quatro patas vai estar sempre bem entregue no espaço deste Recreio Canino, um hotel/creche em Loures cheio de espaço para as brincadeiras dos hóspedes. O fundador (e director técnico) é Fernando Silva, que com ele trouxe experiência e formação cinotécnica e uma filosofia baseada na liberdade dos animais, ou seja, é deixá-los brincar uns com os outros. Seja em regime de hotel ou em regime de creche, há sempre presença humana a supervisionar a matilha para intervir quando necessário e raramente são utilizados brinquedos ou bolas que possam suscitar conflito entre os cães. Um dos serviços que distigue o Recreio Canino é a possibilidade de o deixar lá por apenas umas horas (1€ por cão à hora).

Seg-Sex 09.30-16.30. Diária creche: Um cão: 16€/dia; Dois Cães: 24€/dia: Três cães: 32€/dia. Mensalidade creche: Um cão: 253€; Dois Cães: 379€; Três cães: 506€

Mais coisas para quem não vive sem animais

Notícias, Vida urbana

Calvin, o gato mais famoso da Colina de Santana

O gato mais popular da Colina da Santana tem a sua biografia prestes a ser publicada. Calvin Esparguete, Diário de Um Gato Citadino, editado pela Dom Quixote, conta as suas aventuras por Lisboa. A jornalista Filomena Lança lançou um livro. Não foi o primeiro, mas é o mais divertido.

Notícias, Vida urbana

Há um guia da felicidade para amigos de quatro patas

Há cada vez mais serviços que contribuem para a qualidade de vida de animais domésticos e respectivos donos. O livro A Cidade a 4 Patas, Guia para Cães e Gatos Felizes cheirou tudo entre a Grande Lisboa e a Margem Sul. Hotéis para cães, serviços de petsitting, veterinários, escolas de treino, grupos de cãominhadas, banhos e tosquias ou mesmo serviços fúnebres. Tudo foi testado pelos especialistas patudos (caninos e felinos) Arigato, Django, Leslie, Ninja Simone, Slash, Silvestre, Lava e Mina que, segundo o editorial do livro, "deram o pelo ao manifesto".

Publicidade
provedora animais marisa quaresma dos reis
ManuelManso
Notícias, Vida urbana

Entrevista à Provedora dos Animais de Lisboa

Passou três meses a escolher um carro para ter a certeza que não tinha peles. A caminho de se tornar vegan, deixou finalmente de comer peixe quando se tornou provedora. Jurista, aos 38 anos tornou-se a terceira Provedora dos Animais de Lisboa, mas a primeira a exercer o cargo a tempo inteiro e remunerado. Fique a conhecer Marisa Quaresma dos Reis, com quem falámos na Casa dos Animais de Lisboa.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com