Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Guia para não se perder na Feira do Livro de Lisboa

Guia para não se perder na Feira do Livro de Lisboa

O Parque Eduardo VII estende ao sol as páginas da Feira do Livro com centenas de actividades paralelas. Traçamos-lhe um roteiro do que não pode perder.

Por Francisca Dias Real |
Publicidade
Feira do livro, feira do livro 2019
Ilustração: Ricardo Cabral

Há livros no Parque Eduardo VII e não só. A 89.ª Feira do Livro sofreu com as dores de crescimento mas vem agora maior do que nunca, mais sustentável e mais acessível para visitantes com mobilidade reduzida.

São 138 participantes, 25 dos quais novatos, 328 pavilhões, sendo que destes 32 são estreias, e 636 marcas editoriais – números que parecem não parar de aumentar. Para melhorar as acessibilidades, a organização, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, terá cadeiras de rodas e andarilhos ao dispor de quem precisar de uma ajuda extra para se movimentar.

Outras das novidades desta edição são os pontos de carregamento de telemóvel espalhados pelo recinto e um lounge à entrada da feira (junto ao Marquês) para se estender ao comprido na relva. Até 16 de Junho esperam-se dias intensos, por isso organize o seu passeio.

Recomendado: Os melhores parques e jardins em Lisboa

Guia para não se perder na Feira do Livro de Lisboa

Sustentabilidade

 Ser amiga do ambiente foi um dos objectivos da organização para este ano, que quis adoptar práticas mais sustentáveis – e o primeiro passo está na distribuição de 60 mil sacos de papel para os visitantes transportarem as suas compras durante o sobe e desce do parque. Também o material descartável da zona de restauração será biodegradável. E caso opte por se deslocar de bicicleta terá um parque extra para a estacionar. 

Aulas e showcookings

No meio da azáfama livreira há também tempo para aprender. Ponha-se em forma com um workshop com Nilton Bala, conhecido por ser o PT das estrelas (como quem diz, Sara Sampaio). A aula acontece no dia 13, às 11.30, no relvado da feira. No espaço da Margão, no dia 15, preparam-se bebidas frescas para o Verão com especiarias (18.00). No mesmo dia, o stand da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa recebe um workshop sobre hospitalidade onde os participantes são convidados a construir um livro (11.00). 

 

Publicidade

Novos espaços

O aumento considerável da feira reflecte-se também na criação de um novo espaço dedicado a Novos Participantes, do lado esquerdo da entrada sul do recinto para receber editores e livreiros que participam pela primeira vez neste evento – é o caso da Livraria Ler Devagar ou da Fundação Serralves. Também o Sensório Forbrain é novidade na feira, uma sala dedicada a despertar os sentidos e equipada com material para estimulação sensorial, isto é, luz, sons, cores, texturas e aromas, onde os objectos são coloridos e disponibilizados para serem tocados e admirados. 

Conferências e programas

Sentadinho e atento à conversa dos outros também se está bem. A 12 de Junho (15.00), no espaço da Santa Casa, discute-se a “Cultura de Bairro: tertúlia de talentos” e como os media sociais podem ser espaços de participação e protagonismo juvenil. 

Publicidade

Restauração

Nas pausas entre compras, encha o bandulho numa das várias carrinhas de street food. Há 42 espaços de restauração, sendo que oito deles são novos. MexFood, Crunchy’s, Piadina’s Wine & Co., Cachorro Vadio, Chippers, On The Wayffle, Fábrica dos Bolos ou Vai à Fava são apenas algumas das bancas que pode encontrar por lá. 

Hora H

É aquela horinha à campeão em que tem de dar tudo para conseguir correr as capelinhas todas por um desconto. A Hora H justifica romarias tardias à feira e continua a funcionar dentro dos mesmos moldes com descontos mínimos de 50% em livros lançados há mais de 18 meses. Estes descontos são aplicados de segunda a quinta entre as 21.00 e as 22.00. Editoras como a Livros Cotovia, Leya, Zero a Oito, Tinta-da-China, Relógio d’Água, Porto Editora, Orfeu Negro/Pato Lógico e Antígona entram nesta corrida.

Publicidade

Doação de livros

A iniciativa Doe os Seus Livros repete-se este ano e terá um pavilhão onde os visitantes podem depositar os livros que desejem doar. Livros usados, infantis ou para adultos serão angariados e doados a instituições. 

Outras leituras, outras aventuras

Miúdos, Eventos literários

Livrarias para crianças em Lisboa que tem mesmo de visitar

A leitura é uma peça-chave para a educação dos miúdos e uma das melhores formas de os entreter. Um-dó-li-tá: o difícil é escolher onde comprar. Mas veja estas sugestões de livrarias para crianças, para não perder o fio à meada e deixar que elas tenham as prateleiras do quarto recheadas de letrinhas.

Publicidade
cómoda de fernando pessoa na casa museu de fernando pessoa
©José Frade
Coisas para fazer

Casas de escritores: Um roteiro literário de Lisboa

Alguns espaços receberam novos inquilinos, outros tornaram-se museus que celebram o trajecto dos escritores, outros, ainda, serviram-lhes unicamente de última morada. Aventure-se, deixe os livros em casa e faça-se ao caminho. Este é o guia Time Out para um roteiro literário de Lisboa onde vai poder experimentar todos os pedaços do passado, página por página.

You may also like

    Publicidade