Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Lisboa vintage: aventure-se nestas experiências de outros tempos

Lisboa vintage: aventure-se nestas experiências de outros tempos

Tente apanhar o ritmo a outros tempos, seja a dançar ou ao volante

Show Madame Liz Bonne
©António Rodrigues Show Madame Liz Bonne no Maxime
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

Já se imaginou ao volante de um bólide dos anos 50? E daquelas míticas carrinhas pão-de-forma? Então e se tiver de escapar de uma sala que remonta aos anos 20? O melhor de tudo é que mesmo estando em 2019 é possível viver estas experiências de outros tempos, vintage, entenda-se. Ver um espectáculo burlesco, dançar tal e qual como a Jane Fonda dançava nos anos 80, dar uns passitos no swing, andar atrelado num sidecar ou tirar uma foto à moda antiga, pode fazer tudo isto em Lisboa e fingir que viveu noutras épocas.

Recomendado: As lojas vintage em Lisboa que tem mesmo de conhecer

Aventure-se nestas experiências de outros tempos em Lisboa

Show Madame Liz Bonne
©António Rodrigues
Hotéis

Madame Liz Bonne no Maxime

icon-location-pin Avenida da Liberdade

O jantar-espectáculo que tem animado as sextas e sábados no restaurante do novo Maxime Hotel é um caso de sucesso: ia terminar a 22 de Dezembro, foi retomado a 11 de Janeiro e prossegue até 30 de Março.

Sinopse: é à Lady Maxime, a personagem fictícia do hotel, que as duas estrelas deste espetáculo, os sócios Liz Bonne e Marialva, alugam o cabaret Maxime. Uma dupla inexperiente no mundo dos negócios que conta com a ajuda dos convidados para escolher os próximos números do cabaret. Ao longo do serão vão chegando à mesa os pratos preparados pelo chef Luca Bordino, mas o menu é surpresa. Mas aguçamos-lhe o apetite: antes do espectáculo, junto ao bar, servem-se ostras e champagne. Roger Mor é o mentor do projecto, ele que também foi o autor de “Alice no País dos Bordéis” na Pensão Amor.

Reservas: maximehotellisbon.com. Sex e Sáb 20.30. 69€.

80's Club
©DR

80's club

Inspirada na série Glow, Mariza Seita começou a pensar que faltavam clubes de dança especializados onde os alunos se tivessem de vestir à época - neste caso ao estilo anos 80, com leggings holográficas, maiô, perneiras e fitas no cabelo. E na necessidade está a oportunidade, portanto lançou o desafio no Instagram e recebeu mensagens em barda de quem partilhava do mesmo entusiasmo com esta ideia. Nasceu o 80’s Club Portugal, um clube de dança que se rege por três regras simples: não julgar os outros; não usar roupa preta e abusar nas cores; e libertar-se para dançar e divertir-se como se fosse de outro tempo. As aulas acontecem às terças na junta de freguesia de Benfica, às 21.00, sendo que as inscrições são limitadas e estão fechadas de momento – pode sempre tentar a sua sorte mandando mensagem privada para o Instagram @80sclubportugal ou 80sclubportugal@gmail.com.

Publicidade
Balboa - Swing Station
©Swing Station
Noite

Swing Station

icon-location-pin Lisboa

A música, o cenário, os passos e, às vezes, até a própria indumentária – tudo no lindy hop o leva a viajar no tempo. A Swing Station é um projecto que promove música de danças vintage americanas como o Lindy Hop, Vintage Jazz, Balboa, Blues, Tap, Solo Blues - tem sede no Lisboa Ginásio Clube, onde decorrem as aulas regulares das modalidades (35€/mês uma modalidade). Uma vez por mês toma conta do food hall do Time Out Market para o Time Out Jive - um encontro (o próximo é a 10 de Março, 19.00) para quem gosta e já dá uns passinhos de dança, sempre com DJ a misturar o swing e o blues. De 5 a 10 de Junho, voltam a ocupar o Time Out Market com o Atlantic Swing Festival, um encontro que traz espectáculos, workshops e concursos que vão dos cabelos vintage às fotos de Instagram. Antes disso, já este sábado, dia 2, há um workshop de blues para quem quer molhar o pé neste mundo das danças vintage (Sáb 14.00; 18€).

www.swingstation.pt.

Lx Escape
©DR
Coisas para fazer

Lx Escape

icon-location-pin Alcântara

Sally RedRain nasceu em 1911 no Reino Unido e aos 15 anos já participava clandestinamente em concursos de beleza, o primeiro passo para abraçar uma carreira de dançarina nos music-halls na moda. É esta a personagem fictícia dos três quartos da Lx Escape, todos ligados à temática burlesca e onde pode ajudar a descortinar a sua biografia.

Seg-Sex 14.00-22.00, Sáb-Dom 11.00- 22.00. 60€-90€.

Publicidade
Dance Factory Studio
©Luis Conde
Coisas para fazer, Aulas e workshops

Dance Factory Studios

icon-location-pin Grande Lisboa

Na Dance Factory fabricam-se passos atrevidos e inspirados nos grandes musicais da Broadway, e a tudo o que eles implicam: plumas, corpetes e uma cadeira para ajudar na coreografia. Às quintas há aulas de Burlesco para começar e logo depois de Broadway para se sentir uma estrela do filme Cabaret. Ainda há aulas de West Coast swing, às terças, um estilo de dança de pares semelhante ao lindy hop, mas que puxa mais ao improviso.

Seg-Sex 10.00- 23.00, Sáb 09.30-18.30. 15€ (aula), 60€/mês (livre trânsito).

Silverbox Studio
©DR
Coisas para fazer

Silverbox Studio

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Esqueça lá os filtros de vidro fosco e do granulado que dão um ar vintage à sua foto no feed. Com a Silverbox Studio, falamos de outro nível. Filipe da Veiga Ventura e Rute de Carvalho Magalhães criaram em 2012 o Silverbox Studio para poderem viajar 160 anos no tempo quando bem lhes apetecesse – é antigo o suficiente para si? Para fotografar usam uma câmara bem antiga e 
o método de revelação é à base de colódio húmido. É claro que tudo aqui evoca a fotografia de outra época. É preciso ficar imóvel durante alguns minutos e, no final, a imagem, a preto e branco, mais parece ter saído de um baú. Vale a pena? Sim.

info@silverbox.pt. A partir de 40€.

Publicidade
Timeless Garage
©DR
Compras

Timeless Garage

icon-location-pin Charneca

Uma chamada para os amantes de carros: a Timeless Garage é isso mesmo, uma espécie de clube-oficina-stand de carros clássicos que se dedica aos verdadeiros apaixonados pelo vintage do volante. Tiago Freixo, o proprietário, cresceu acompanhado de carros e herdou do avô esta paixão e negócio. Agora, concretiza sonhos de quem quer personalizar o carro vintage que tem lá em casa ou a quem quer juntar mais um à colecção.

www.timelessgarage.com. 93 225 2219

Motos Clássicas
©DR
Compras

Motos Clássicas

icon-location-pin Grande Lisboa

Esta pequena oficina nasce da paixão de Joaquim Boavida
 por motos antigas, clássicos e tesourinhos dos anos 60 e 70.
 A MotosClássicas acaba por 
ser um negócio de nicho para quem compra motos de outros tempos e as quer pôr a funcionar, restaurar ou simplesmente fazer a manutenção – aqui são especialistas em modelos ingleses como as famosas BSA. “Faço isto por paixão, e quem vem aqui também é por gosto 
às motos. Acabamos por fazer trocas de modelos de colecção”, conta-nos Joaquim que tem alguns modelos à venda na oficina.

motosclassicasjoaquimboavida.weebly.com. Atendimento com Marcação: Ter-Qui 15.00- 18.00. 21 757 08 94.

Publicidade
Saulo Gennatiempo trouxe este Fiat 500L de Roma
Fotografia: Arlindo Camacho

La Locomotiva Tours

O tamanho do Fiat 500L, vermelho Ferrari e bem estimado pelo italiano Saulo Gennatiempo, engana. Ora, apesar de pequenito, cabem bem três pessoas. Original dos anos 70, foi um dos últimos deste modelo a ser produzido pela gigante automóvel, e faz parte da frota da La Locomotiva Tours de Saulo. Com o Fiat faz roteiros personalizados pela Margem Sul, centro de Lisboa, Cascais e Sintra. Entre as sete colinas, passeia por locais como a Sé, Portas do Sol, Alfama, Baixa e Belém.

www.lalocomotivatours.com. 100 minutos 60€, meio dia 150€ e um dia inteiro 250€. 93 323 8813.

A Lisbon by Beetle tem carros de todas as cores
DR

Lisbon by Beetle

A Lisbon by Beetle deu cor aos clássicos, a verdade é essa. A empresa tem mais de uma dezena de carros coloridos à disposição e basta escolher campo ou cidade – cada carro leva três pessoas
e o guia. Há passeios de meio
 dia (cerca de quatro horas) pelo centro de Lisboa e Belém (a partir de 180€); um dia inteiro em Sintra (240€) com volta pela serra bucólica – imagine-se no tempo de Eça de Queiroz – ou, se preferir, pode ter uma experiência vínica à moda antiga pela Adega de Colares, com prova de vinhos (300€). A empresa também aceita personalizar estes tours à medida.

www.lisbonbybeetle.com/pt. 21 353 0490.

Publicidade
By My Side
©Manuel Manso

Sidecar

Aperte-se um bocadinho, aperte o capacete e instale-se no sidecar vintage da Bike my Side, bem ao estilo de antigamente. A empresa leva-o a dar uma volta por Lisboa evitando as artérias mais movimentadas, usando estradas alternativas para lhe mostrar alguns dos cantinhos mais escondidos de Lisboa, sempre montado num sidecar Ural dos anos 40, e que tem como base uma moto alemã BMW R71. Pode sempre armar-se em Tintim ou em Indiana Jones nesta voltinha de sidecar, que eles também conduziam os deles cheios de estilo. E aqui entre nós que já experimentámos, quem nos conduz, apesar de haver passeios definidos, aceita sugestões 
caso queira mudar o trajecto ou fazer uma paragem fora da rota. O passeio pode ser feito a dois, sendo que alguém vai montado na mota junto ao motorista.

www.bikemyside.com. 96 255 4610. Preços a partir dos 160€.

Lisboa by Kombi
©DR

Lisboa by Kombi

As clássicas e estilosas carrinhas pão-de-forma são uma das formas mais vintage, coloridas e fotogénicas de somar quilómetros na cidade
 e arredores, como Cascais 
ou Sintra. Nem é preciso ter destino marcado, porque tudo vai parecer bem ao volante destes veículos. Estas kombis da Lisbon by Kombi, da empresa mãe Travel & Experiences, 
têm capacidade para seis a sete pessoas, dependendo do tipo de evento e percurso. Também há possibilidade de optar por um kombi break, sinónimo de pausa com direito a catering – pode
ser uma prova de vinhos ou uma ginjinha, e nesse caso acresce o respectivo valor desse serviço. Mas, em termos gerais, consegue fazer uma festa bem simpática entre os 330€ (quatro horas) e os 410€ (oito horas).

www.travelandexperiences.com.pt. 93 2696 878

Publicidade
Camper Tales
©DR

Camper Tales

São seis carrinhas pão-de-forma e todas têm um nome: Latte, Lima, Taiga, Alba, Azul e Abóbora. Todas são Volkswagen, dos anos 70 e 80, e são tudo o que precisa para viajar no tempo e sobre rodas ao jeito de antigamente. Há que ter paciência, as carrinhas já são velhotas e estão cheias de truques e manias, mas assim que se habituar não vai querer outra coisa. Há wi-fi, material para cozinhar e um duche exterior com água aquecida pelo sol.

www.campertales.com. A partir de 80€ (em Janeiro) até 145€ (em Agosto).

Lisboa vintage

Toy Department
Fotografia: Francisco Santos
Compras

Roteiro vintage em Lisboa

Já lá vai o tempo em que os lisboetas ficavam de pé atrás com a segunda mão. A moda do vintage chegou, viu e venceu — e não quer arredar pé da cidade. 

Publicidade