Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Refeições, pet sitting ou reparações: a 55+ dá uma mãozinha lá em casa

Refeições, pet sitting ou reparações: a 55+ dá uma mãozinha lá em casa

A 55+ é uma plataforma que reúne serviços prestados por gente mais velha que o ajudam lá em casa nas tarefas

Por Francisca Dias Real |
Publicidade
55+
Fotografia: Duarte Drago

“Uma verdadeira cozinheira traz sempre a sua própria faca”, diz Teresa Malta enquanto se prepara para começar a cortar os legumes para a sopa. Tem 62 anos e é uma das quase 100 inscritas na 55+, uma plataforma online que presta serviços em diversas áreas, todos feitos por pessoas com mais de 55 anos, desempregados ou reformados, mas com experiência e vontade de regressar ao activo.

O trabalho de chef em casa é um dos sete tipos de serviço que pode requisitar com um clique, e o mais provável é que uma Teresa lhe bata à porta para lhe tratar do almoço ou jantar, ou até das marmitas para a semana inteira. A plataforma 55+ surgiu pela mão de Elena Durán, espanhola a viver em Lisboa há dez anos – o pai reformou-se e o medo de que caísse na solidão e depressão levou-a a criar uma solução remunerada para uma faixa etária que é tida como passiva.

“Parece que estas pessoas deixam de ser válidas para a sociedade e isso não é verdade. Eles deixam de trabalhar mas não perdem a experiência, essa está toda lá. Trabalham num ritmo diferente e menos horas”, diz. “A solução foi criar esta plataforma onde além de porem em prática o que sabem, ainda partilham experiências e histórias, e criam laços com as pessoas das casas que visitam”, continua Elena, enquanto Teresa polvilha com parmesão o arroz de pato que está a preparar para o jantar, “um truque infalível que deixa o arroz bem estaladiço”, aconselha.

O serviço chef em casa (8€/hora; 38,50€/pack cinco horas) é um dos mais solicitados, sobretudo para jantaradas de grupo. Há uma ementa fixa, com opções de entrada, prato principal e sobremesa, mas na 55+ os clientes ficam à vontade para fazer outros pedidos. “Se for tudo combinado, os nossos trabalhadores podem cozinhar o menu que a pessoa desejar”, explica Elena, sendo que ao valor fixo deste serviço acresce um extra por esta opção. O mesmo acontece quando, além de cozinharem para si, quer que lhe ponham a mesa, limpem a cozinha ou lhe comprem os ingredientes.

Outras das possibilidades é chamar estas pessoas para lhe prepararem as marmitas para a semana – Teresa conta-nos que já tem clientes habituais e que até tirou um curso de cozinha vegetariana para responder aos crescentes pedidos.

Além do chef em casa, pode requisitar uma ajudinha para montar um móvel ou pregar prateleiras, na categoria “pequenas reparações”, marcar uma aula de música, agendar umas tesouradas com o serviço de jardinagem ou deixar sem preocupações o seu animal de estimação com o serviço de pet sitting.

Com sede na incubadora Casa do Impacto, a 55+ opera em cinco freguesias lisboetas: Campo de Ourique, Campolide, Estrela, Alcântara e Misericórdia. “Nestas freguesias conseguimos assegurar qualquer serviço, mas não excluímos as outras – tem de ser combinado com antecedência para conseguirmos arranjar um match entre o cliente e os nossos trabalhadores”, explica Elena.

Em baixo, pode perceber melhor como a 55+ funciona.

Quem são os inscritos na 55+?

Os inscritos na plataforma 55+, tal como Teresa (em cima e à esquerda), passaram por um processo de selecção rigoroso, porque, diz Elena, “não podemos arriscar em prestar um mau serviço”. Teresa foi sempre a cozinheira da família, com filhos e netos à volta da mesa, e, antes de se reformar, trabalhava num restaurante. “Não é qualquer pessoa que cozinha, não é qualquer pessoa que monta prateleiras ou que dá aulas de música, por isso temos de segmentar muito bem o trabalho”, explica Elena. “O estar activo e a remuneração são as grandes motivações de quem se inscreve”, refere, elogiando o nível de compromisso. A plataforma 55+ ainda só opera em Lisboa mas já conta com mais de 400 inscritos em todo o país, “para uma posterior fase de expansão.”

Outros serviços 55+

55+

Apoio aos mais velhos

Uma ida a uma consulta, ao banco ou ao supermercado pode ser uma tarefa difícil para os mais idosos. Quem precisa de apoio a um familiar mais velho tem a possibilidade de contratar o serviço de companhia ao domicílio com ajuda nas tarefas domésticas ou deslocações (12€/uma vez feitas a pé; 15€/uma vez feitas de carro).

55+

Jardinagem

Se em vez de um jardim já tem uma selva lá em casa, o melhor é chamar quem percebe da poda e da flora, ou seja especialistas na manutenção e conservação de jardins, rega e limpeza, plantação e fertilização – a matéria-prima, terá de a fornecer (8€/hora; 75€/ pack dez horas).

Publicidade
55+

Apoio Familiar Crianças

À procura de uma babysitter (6,50€/hora) para os mais pequenos? Ou quer alguém que os ajude com os trabalhos de casa? A 55+ presta este tipo de serviços e ainda pode acompanhar as crianças nas rotinas diárias com deslocações a pé (7€/hora) ou de carro (9€/hora).

55+

Aulas de música

Se quer aprender umas guitarradas pode chamar um expert no assunto. A 55+ tem professores de música que o ensinam a tocar os primeiros acordes, quer em sua casa, quer na do professor (18€/hora; 70€/4 aulas; 136€/8 aulas).

 

Publicidade
55+

Pet sitting

Os amigos de quatro patas também podem usufruir destes serviços, seja na hora da ração, através de passeios diários (5,50€/ hora), ou até mesmo em estadias em casa do pet sitter (13€/dia-noite) se decidir sair da cidade.

55+

Pequenas reparações

Pendurar quadros, pintar uma parede ou reparar uma avaria, há quem possa ajudar (10,50€/hora). Para um orçamento fechado basta detalhar qual a reparação.

Como contratar os serviços da 55+

1.º passo

A plataforma opera online, portanto basta consultar o www.55mais.pt e, a partir daí, mergulhar nos serviços disponíveis, sendo que todos eles estão operacionais nas freguesias-chave.

2.º passo

Preencha o formulário disponível em cada um dos serviços seleccionados, com os dados pessoais, freguesia e a forma preferencial de contacto (email, telefone ou WhatsApp).

Publicidade

3.º passo

Espere ser contactado pelo prestador de serviços 55+ que lhe foi atribuído para acertar todos os detalhes do que precisa lá em casa.

Mais que fazer

elevador da glória, eléctrico, elétrico, restauradores, ascensor,
Fotografia: Duarte Drago
Coisas para fazer

Coisas para fazer em Lisboa este mês

Nós temos a receita secreta para ter sempre alguma coisa para fazer este mês em Lisboa, de concertos a exposições, passando por festas, mercados, teatro e cinema. 

You may also like

    Publicidade