Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right É até derreter: conheça estas marcas de velas portuguesas
Velas Espirro
Espirro

É até derreter: conheça estas marcas de velas portuguesas

Dê chama à mesa de centro ou ao móvel do hall de entrada com estas marcas de velas portuguesas.

Por Francisca Dias Real
Publicidade

Parece haver uma tendência a olhar para cada cantinho da casa, em mudar isto ou aquilo, em acrescentar detalhes ao todo. E as velas são, muitas vezes, esse detalhe necessário que é a cereja no topo do bolo (ou porque não a vela no topo do bolo?) de uma decoração mais cuidada. Mas não lhe falamos aqui de umas velas quaisquer – torcidas ou em bolha, as velas da moda já têm representação portuguesa. Fomos conhecer as novas marcas de velas portuguesas e ainda lhe explicamos como se pode aventurar num exercício DIY. 

Recomendado: Do sofá para a rua: marcas portuguesas com loungewear

Marcas de velas portuguesas

Feike Store
Feike Store
Feike Store

Feike Store

Uma mudança de casa, a Internet como fonte de inspiração e as marcas estrangeiras que demovem compras pelos custos de envio, tudo foi razão para Gabriela Duarte meter as mãos na massa – coisa que já faz enquanto designer e também com bijuteria – e começar a fazer as suas próprias velas. Começou por aquecer e moldar e não tardaram a aparecer pessoas a perguntar-lhe onde comprava as peças. Pois bem, eram da autoria da própria, que, no fundo, sempre quis ter uma marca, mas ainda não tinha arranjado o gancho perfeito para a lançar. As velas da Feike Store são todas feitas à mão por esta designer, que agarra o processo desde a sua base, com a parafina, o pavio, o pigmento e os aromas – depois é ver a magia desenrolar-se (ou enrolar-se, neste caso). Há vários modelos, como as feike swirl, que são torcidas; as feike duet, com duas velas enroladas uma na outra; as feike single lady, com formatos mais abstractos; as feike monster, com cera de outras cores a cobrir, e as bubble. Mas não só: também faz velas pintadas com pequenos ícones. “A escolha do nome foi para ser uma loja a brincar, que não se levasse demasiado a sério, apesar de ser um negócio”, explica Gabriela, que às velas quer começar a juntar outras peças, que tenham o mesmo tipo de linguagem – é o caso dos castiçais de cerâmica que já podem ser vistos nas imagens do Instagram da Feike, onde são feitas as encomendas. As velas bubble custam 6€ e as outras ficam a 8€.

Beamy Home
Beamy Home
Beamy Home

Beamy Home

Marta Freitas gosta de relativizar as coisas e ver a sua marca como um hobbie, um escape à realidade à sua volta, até porque “se não for pelo prazer de o fazer não vale a pena”, confessa. Mas isto só começou a tornar-se um hobby mais sério quando perdeu o emprego – culpa da pandemia – e ficou com mais tempo livre, tempo esse que aproveitou para tirar um curso de social media para perceber como isso poderia ajudar na criação de uma marca. Acabou a tropeçar na tendência das velas, mas a marca era australiana e os portes de envio para Portugal batiam nos píncaros, por isso “porque não tentar fazer em casa?” – questionou-se. Comprou os moldes das bolhinhas, os pavios, e mãos à obra. Marta acabou por abdicar de usar parafina e optou por cera de soja, sendo que o pavio é também de algodão orgânico e não de chumbo. A Beamy – que significa brilhante, luminoso e radiante, "exatamente o que é suposto ser, uma luz que nos anime em dias não", diz Marta – quer ser mais do que velas, e agregar também uma componente mais decorativa com outras peças, sempre com o dedo de Marta. As velas custam 8€ (aos quais acrescem portes de envio) e podem ser encomendadas através da página de Instagram. Em Cascais, as entregas podem ser feitas em mão.  

Publicidade
Fazer de Vela
Fazer de Vela
Fazer de Vela

Fazer De Vela

A pandemia tirou toda a gente da rua, que acaba a passar mais tempo no sofá, a olhar para a casa, a perguntar-se o que pode mudar aqui e ali e, inevitavelmente, a cair no poço sem fundo do mundo da decoração na internet. Foi o que aconteceu a João Andrade e à namorada, Valéria Pereira, que entraram nessa espiral de acessórios de decoração que são as velas e os vasos. “Olhava para aquelas velas e comecei a pensar: se calhar conseguimos fazer isto em casa”, conta-nos João. “Aconteceu tudo entre o Natal e a Passagem de Ano, em 2020, e criei uma página de Instagram e um logo. As encomendas começaram a chegar logo.” As velas são de parafina e assumem formatos variados e outras tantas cores – estão sempre a chegar novidades. O cliente pode sugerir uma forma específica para dar à vela, que João e Valéria tratam do assunto, uma vez que querem “o serviço o mais personalizado possível”. As peças são únicas e ficam por 14,99€, sendo que nas criações em que são usadas duas velas, o preço sobe para 20€. Para o futuro, João admite lançar uma loja online – por enquanto as compras fazem-se no Instagram – e algumas peças “mais high end”.

Velas Espirro
Velas Espirro
Espirro

Espirro

Cíntia Coutinho é mais conhecida como Espirro, o nome com que assina os seus trabalhos enquanto tatuadora – actualmente residente no colectivo Fiasco Lisboa –, mas a artista supera as agulhas e acaba a deixar marca noutras lides artísticas. Basta entrar na sua loja online para perceber que há prints, meias, totes, tatuagens temporárias, autocolantes e, mais recentemente, velas. Estas são torcidas e coloridas e sempre, sempre com formatos diferentes. Podem ser vendidas em packs de três (7€ cada) ou individualmente (8€), que, apesar de irem esgotando rapidamente, Cíntia vai repondo o material. É estar atento. 

Está pronto para este desafio DIY?

Mariana Costa Afonso nunca pára nas horas vagas. É apaixonada por artes manuais, do desenho e bordado ao restauro e bricolage. As encomendas e criações vão tendo palco no seu Instagram Costa Atelier, que também mostra como fazer alguns projectos DIY em casa. É o caso das velas torcidas. Vá, experimente, que este vídeo ajuda.

Material:

-Conjunto de velas 100% parafina

-Recipiente com água quente

-Recipiente com água fria

Como fazer:

-Colocar água quente num recipiente e deixar arrefecer durante 10 minutos;

-Colocar as velas dentro do recipiente com água quente até se tornarem maleáveis (5/10 minutos);

-Retirar as velas e experimentar vários estilos, torcendo, enrolando, dobrando;

-Por fim é só deixar alguns minutos em água fria e estão prontas.

Mais marcas portuguesas

Isto.
© Duarte Drago

Marcas portuguesas que apostam em t-shirts

Compras

Foi popularizada pelo cinema na década de 50, normalmente acompanhada pelos igualmente populares jeans, e ainda hoje é um básico indispensável de qualquer guarda-roupa. Isto tudo dava um livro, mas também dá uma bela lista de criativas marcas portuguesas que apostam no essencial. Muitas erguendo a bandeira da sustentabilidade.

Claus Porto
Claus Porto

Marcas portuguesas de cosmética

Compras

Leite de burra, colostro bovino, mel das abelhas, flores naturais ou sementes de uva são apenas alguns dos sinónimos da riqueza dos produtos cosméticos que nos saem das mãos. Nascidas por cá, umas centenárias e outras quase recém-nascidas, estas marcas portuguesas de cosmética são um tesouro nacional que nos põem a todos mais bonitos por dentro e por fora.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade