A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Rami Malek in Bohemian Rhapsody
Nick Delany

13 filmes na Amazon Prime que vai gostar de ver

Nem só de séries se faz a plataforma de streaming. Fomos à procura dos melhores filmes na Amazon Prime.

https://d32dbz94xv1iru.cloudfront.net/customer_photos/14d3bbef-59cc-4753-a960-2f64c64804b1.jpg
Escrito por
Sebastião Almeida
Publicidade

A Amazon Prime chegou a Portugal em 2016 e desde então que disponibiliza um catálogo de filmes e séries variados. É verdade que as séries originais do serviço de streaming são o grande chamariz – não fossem O Homem no Castelo Alto, Fleabag ou A Maravilhosa Senhora Maisel das melhores séries da actualidade. Mas o catálogo de filmes da gigante de Jeff Bezos tem surpresas bem guardadas à espera de serem descobertas. Fomos à procura dos melhores filmes na Amazon Prime e descobrimos algumas novidades e clássicos que merecem ser vistos. Aproveite e faça um programa cinematográfico em casa.

Recomendado: Séries para ver na Amazon Prime

13 filmes para ver na Amazon Prime

Assassinos Natos

Realizado em 1994 por Oliver Stone e escrito por Quentin Tarantino, conta a história de um casal que se une pelo gosto e desejo de violência. Woody Harrelson e Juliette Lewis fazem par romântico matando quem lhes aparece à frente e deixando uma pessoa viva para contar a história. Robert Downey Jr. é um repórter que faz deles estrelas ao incluí-los no programa American Maniacs.

Beautiful Boy

Realizado por Felix van Groeningen, é um dos mais recentes filmes no catálogo. Protagonizado por Steve Carell e Timothée Chalamet, conta a história de adicção do filho do jornalista do The New York Times, David Sheff. Nicholas (Timothée Chalamet) começa a apresentar sinais de toxicodependência gradualmente e a sua condição vai-se agravando. O filme mostra como o problema afecta o funcionamento de uma família e como, aos poucos e poucos, vai destruindo tudo à sua volta. 

Publicidade

Bohemian Rhapsody

biopic sobre Freddy Mercury, um dos maiores ícones da música mundial, foi realizado por Bryan Singer, que abandonou o projecto após divergências criativas, e protagonizado pelo norte-americano (Rami Malek). Conta a história dos Queen, desde o seu nascimento até à consagração no espectáculo Live Aid, em 1985, seis anos antes da morte de Mercury.

Chi-Raq

Baseado na comédia grega Lisístrata, de Aristófanes, o filme realizado e produzido por Spike Lee e co-escrito com Kevin Willmott foca-se na violência entre dois gangues na parte Sul de Chicago. Spartans e Trojans estão em guerra. Lisistrata, amante de Demetrius, lider dos Trojans cansa-se da escalada de violência e, inspirada em Leymah Gbowee, que liderou um movimento de paz na segunda guerra civil liberiana, propõe um boicote ao sexo. Lisístrata reúne-se com mulheres dos Trojans e dos Spartans para firmarem um acordo em que, até que os homens baixem as armas, não há relações sexuais para ninguém. “No Peace, No Pussy”, defendem. A greve alastra-se por toda a cidade, mas os gangues rivais recusam-se a cessar os confrontos.

Publicidade

Clube de Combate

Aos fins-de-semana, homens de todas as cidades reúnem-se em parques de estacionamento para lutar. O clássico de David Fincher de 1999 conta com um elenco de luxo (Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter). Tyler Durden (Brad Pitt) é o cérebro do clube, querendo vingar-se do mundo. O seu carácter leva as pessoas a lutar, mas com regras. A primeira regra é: não se fala do clube de combate. E a segunda é: não se fala do clube de combate.

Este País Não É Para Velhos

Javier Bardem e Josh Brolin contracenam num filme que se passa no Oeste texano nos anos 1980. Um caçador (Josh Brolin) depara-se com um negócio de droga mal sucedido e leva uma mala com dinheiro. Javier Bardem veste a pele de um assassino contratado que percebe o homem que levou o dinheiro que não devia. Os irmãos Cohen adaptaram ao pequeno ecrã este romance do escritor norte-americano Cormac McCarthy e fizeram um grande trabalho. 

Publicidade

Jogada de Risco

Brad Pitt encarna o dirigente de uma equipa de beisebol em Oklahoma que quer conseguir obter melhores resultados. Para isso contrata um jovem recém-formado em Yale (Jonah Hill) que desenvolve um método revolucionário de avaliação de jogadores. O treinador, contudo, não é adepto das técnicas empregues e resolve usar jogadores com reputação mas cujos resultados ficam aquém. O filme mostra o confronto e o subir de tensões entre os funcionários de um clube quase caído em desgraça.

Novos Amigos Improváveis

Escrito por Jon Hartmere e realizado por Neil Burger, este filme de 2017 é uma adaptação do original francês Intouchables (2011). Um milionário paralisado, protagonizado por Bryan Cranston, desenvolve uma improvável amizade com um homem em liberdade condicional (Kevin Hart) que contrata para ser seu cuidador. Este é o terceiro remake do sucesso de bilheteiras francês, depois de uma versão indiana e outra argentina.

Publicidade

O Lado Selvagem

Este biopic realizado por Sean Penn é uma adaptação do livro de Jon Krakauer, que conta a história de Christopher McCandless, um jovem que deambulou pelos Estados Unidos até chegar ao Alasca. O jovem formou-se na universidade e logo rejeitou a vida convencional em sociedade. Acabou por morrer num autocarro abandonado nesta região inóspita. O autocarro é, agora, uma atracção turística.

One Child Nation

Este original Amazon Prime recebeu o prémio de melhor documentário no festival de Sundance em 2019. Os realizadores nasceram durante os anos 1980, quando vigorava esta política de natalidade chinesa. Depois de um deles emigrar e voltar ao seu país, os documentaristas vão à procura do resultados destas medidas e de que forma afectam hoje a sociedade chinesa. 

Publicidade

Shutter Island

Há dez anos, Martin Scorsese realizou um dos filmes mais aclamados pela crítica na época. Leonardo DiCaprio é Edward Daniels, um detective enviado para uma prisão psiquiátrica para desvendar o desaparecimento de uma prisioneira. À medida que passa tempo no estabelecimento prisional, Daniels fica cada vez mais confuso e desconfia que são realizadas experiências de controlo da mente. Mas o final do filme mostra que tudo pode não passar de uma ilusão.

Som do Metal

Realizado por Darius Marder, com Olivia Cooke num papel secundário, Som do Metal fala-nos de Ruben Stone (Riz Ahmed), um promissor baterista de uma banda de heavy metal que, progressivamente, vai perdendo a audição. O drama da Amazon retrata a adaptação do músico a um novo mundo, em nada igual ao que conhecia. 

Publicidade

The Report

As técnicas de tortura usadas pela CIA nos interrogatórios pós-11 de Setembro ainda hoje ecoam. Scott Z. Burns baseou-se num artigo publicado pela Vanity Fair e realizou um filme sobre a investigação à destruição de cassetes de interrogatórios da agência norte-americana. Adam Driver protagoniza o funcionário escolhido pela senadora Dianne Feinstein para liderar a investigação. À medida que a informação vai sendo desvendada, os bloqueios à sua publicação são cada vez mais agressivos. Inspirado em factos reais.

Mais Filmes

  • Filmes

Comédias e westerns, policiais e melodramas, ficção científica e fantástico, sem esquecer o musical, há de tudo nesta lista preenchida com 75 dos melhores filmes clássicos. Nela encontramos obras de alguns dos melhores realizadores da história do cinema, como Buster Keaton, Fritz Lang, Ingmar Bergman, John Ford, Howard Hawks, Federico Fellini, François Truffaut, Jean-Luc Godard, Luchino Visconti ou Martin Scorsese, entre muitos, muitos outros. Pode ser o início de uma colecção de grandes obras do cinema mundial em DVD ou Blu-ray. Ou ainda uma lista para orientação no YouTube, onde se encontram vários destes títulos em boas cópias.

  • Filmes

A exemplo do western, o filme musical é um género clássico cuja morte é regularmente anunciada. Mas a verdade é que continuam a ser feitos bons musicais. Certo é que a força não é a mesma que fez de títulos como O Feiticeiro de Oz ou Serenata à Chuva pedaços inesquecíveis de cinema, mas se as grandes produções dentro do género continuam a levar gente às salas de cinema e, mais tarde, aos sofás de casa, é um claro sinal de que alguma coisa continua a ser bem feita. Na lista que se segue encontra alguns desses bons exemplos.

Publicidade
  • Filmes

Se é de um filme bem-disposto que anda a precisar, pare já esse scroll infinito pela lista da Netflix. Juntamos alguns dos melhores feel good movies (como dizem lá na América) que pode assistir agora no serviço de streaming. Não são necessariamente comédias românticas. Há, por exemplo, quem se divirta ao máximo com atribuladas aventuras em mundos apocalípticos (sim, zombies) ou com um Pai-Natal animado e todo tatuado. Nesta lista encontra vários géneros do cinema que em comum têm aquela vontade de nos fazer abraçar a boa disposição. E a pessoa do lado.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade