O melhor que vimos em Fevereiro

Filmes dos Óscares e Clint Eastwood brilham em Fevereiro. Fitas nomeadas para as estatuetas e a nova realização do veterano actor e cineastas foram os destaques das estreias do mês.
Lista Fantasma
©DR Linha Fantasma
Por Eurico de Barros |
Publicidade

Dois filmes americanos, um russo e um francês, três deles indicados para os Óscares de Hollywood, todos assinados por cineastas de renome: Paul Thomas Andderson, Andrei Zvyagintsev, Agnès Varda e Clint Eastwood. Este último com mais um filme onde se afirma como o último herdeiro dos grandes mestres do cinema americano.

O melhor que vimos em Fevereiro

Camera

‘Linha Fantasma’, de Paul Thomas Anderson

O mais recente filme de Paul Thomas Anderson é uma brilhante história de perfeccionismo, misoginia e amor perseverante, passado na Inglaterra dos anos 50 e com Daniel Day Lewis no seu último papel antes da saída de cena: um excêntrico, mimado, egocêntrico e genial costureiro. Interpretado pelo actor com a mesma fixação pela excelência no seu ofício que move a personagem que incarna. Nomeado para seis Óscares.

Camera

‘Sem Amor’, de Andrei Zvyagintsev

A história de Sem Amor passa-se no seio de uma família russa da classe média que se está a desintegrar, de tal forma que o filho pequeno do casal azedamente desavindo foge de casa em desespero, farto de ser ignorado pelo pai e pela mãe.  Mas o filme é, na realidade, uma metáfora para o que o realizador de Leviatã vê como sendo a desintegração social e moral, e a erosão emocional e espiritual da Rússia de hoje. Nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Publicidade
Camera

‘Olhares Lugares’, de Agnès Varda e JR

Quase com 90 anos, Agnès Varda meteu-se estrada fora e França dentro na carrinha-estúdio fotográfico do jovem artista plástico e fotógrafo JR, para irem tirar retratos a pessoas e depois colá-los, em tamanho gigante, nas paredes das suas casas, cidades, quintas e locais de trabalho. Um documentário como só Varda os sabe fazer: peripatético, poético e partindo dela para os outros e para as suas histórias. Nomeado para o Óscar de Melhor Documentário de Longa-Metragem.

Camera

‘15.17 Destino Paris’, de Clint Eastwood

Clint Eastwood recria o atentado de 21 de Agosto de 2015 no comboio Thalys de alta velocidade que ligava Amesterdão a Paris, frustrado por três amigos americanos, dois deles militares de licença, que estavam de férias na Europa. Eastwood põe os três a interpretarem-se a eles próprios e recria as suas vidas desde a infância, filmando no limite do minimalismo eloquente e da síntese expressiva, dando uma lição de cinema à maneira dos clássicos. O verdadeiro cinema simplex.

 

Mais cinema

Cinemas

Filmes em cartaz esta semana

Tanto cinema, tão pouco tempo. Há filmes em cartaz para todos os gostos e feitios. Das estreias da semana aos filmes que, semana após semana, continuam a fazer carreira nas principais salas. Saiba que filmes estão em que cinemas, e quando é que os pode ver. E, se não souber o que escolher, leia as nossas críticas.

Manhattan (1979)
Brian Hamill
Filmes

Cinema alternativo em Lisboa esta semana

Pode ver aqui os filmes em cartaz esta semana, mas algumas pérolas do cinema escapam às grandes salas. Esta semana, as coordenadas do cinema alternativo em Lisboa passam pela Cinemateca, Forúm Lisboa e Culturgest.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com