O melhor que vimos em Maio no cinema

Três filmes feitos na Europa e o novo ‘Star Wars’ estão entre o melhor que vimos em Maio no cinema.

©DisneyHan Solo - Uma História de Star Wars

François Ozon, o japonês Kiyoshi Kurosawa a filmar em França, Laurent Cantet e Ron Howard assinaram os filmes mais destacados de um mês pouco famoso. Saiba mais sobre o melhor que vimos em Maio no cinema.

Recomendado: Filmes em cartaz esta semana

 

O melhor que vimos em Maio no cinema

Frantz

4 /5 estrelas

Este belíssimo e pungente filme pacifista passado logo após a I Guerra Mundial, em França e na Alemanha, parte de uma obra de Maurice Rostand adaptada ao cinema nos anos 30 por Ernst Lubitsch, cujo enredo François Ozon aumenta e torna mais complexo. É uma história de culpa, perdão e mentiras piedosas, rodada a preto e branco com ocasionais erupções de cor, e interpretações inspiradas de Pierre Niney e sobretudo da magnífica actriz alemã Paula Beer.

Ler mais

O Segredo da Câmara Escura

3 /5 estrelas

Uma história de fotografia, obsessão e presenças espectrais, que assinala a primeira vez que o japonês Kiyoshi Kurosawa, um dos mestres do filme policial, fantástico e de terror do seu país, roda fora de portas (em França, neste caso). Mas é como se Kurosawa nunca tivesse saído do Japão, de tal forma o realizador consegue reproduzir, num subúrbio indistinto e delapidado de Paris, a atmosfera arrepiante das kaidan, as histórias de fantasmas clássicas nipónicas.

Ler mais
Publicidade

Han Solo - Uma História de Star Wars

3 /5 estrelas

Com Ron Howard aos comandos, e argumento assinado por Lawrence Kasdan, um velho conhecido da saga, e pelo seu filho Jonathan, este segundo filme autónomo de Star Wars, que se segue a Rogue One (2016) e foi concebido como um western espacial, está, tal como este, mais fiel ao espírito, ao estilo e à vibração da trilogia original do que os dois filmes oficiais feitos até agora. É a história do jovem Han Solo (um aceitável Alden Ehrenreich) e das suas primeiras aventuras cósmicas.

Ler mais

o Workshop

Depois de A Turma, vencedor da Palma de Ouro em Cannes em 2008, Laurent Cantet volta a juntar um adulto com jovens que estão a começar a tactear o seu caminho no mundo (uma autora de policiais e um grupo de adolescentes, num workshop estival de escrita em La Ciotat, Marselha), usando-os para falar das divisões, medos e tensões que afligem a França contemporânea. O argumento é escrito com Robin Campillo, habitual colaborador de Cantet.

Publicidade

Especial Star Wars

Filmes 'Star Wars': dos melhores aos piores

Será O Império-Contra Ataca o melhor  de todos os filmes Star Wars? E será mesmo A Ameaça Fantasma o pior? E onde se encaixa Rogue One nisto tudo? As respostas estão nesta lista. 

Ler mais
Por Eurico de Barros

As 55 melhores personagens de Star Wars de sempre

Podem ser heróicas ou maléficas, fascinantes ou repulsivas, robóticas ou fofinhas – mas as melhores personagens de Star Wars são sempre memoráveis e a discussão por qual será a melhor fica pouco atrás do eterno debate sobre qual será o melhor filme da saga. 

Ler mais
Por Tom Huddleston
Publicidade

'A Guerra das Estrelas' de A a Z

Desde que a Disney tomou conta de A Guerra das Estrelas, os novos filmes têm-se sucedido ao ritmo de um por ano. Han Solo: Uma História de Star Wars é o mais recente e, em preparação da estreia, corremos a mais popular saga de ficção científica (e galáxias circundantes) de A a Z.   

Ler mais
Por Josep Lambies

Comentários