Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Uma Queerentena em cheio
Queerentena, Valsa, Dia Nacional da Visibilidade Lésbica
©DR Queerentena no Valsa

Uma Queerentena em cheio

O Clube Safo criou em Abril a plataforma Queerentena, com sugestões de filmes, livros e actividades online. Tudo grátis e muito lésbico

Por Clara Silva
Publicidade

No passado domingo, 26 de Abril, assinalou-se o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, a primeira letra da sigla LGBT, mas uma das que tem vindo a perder mais visibilidade. Quem o diz é Alexa Santos, uma das actuais responsáveis pelo Clube Safo, fundado em Aveiro em 1996 e a mais antiga associação de luta pelos direitos das lésbicas em Portugal.

“No ano passado, no Dia da Visibilidade Lésbica, não vi nenhuma associação LGBTI a fazer nada, nem uma mesa redonda, nem um post no Facebook, zero”, começa Alexa. “O cúmulo da invisibilidade.” Foi aí que lhe surgiu a ideia de dar uma nova vida ao histórico clube, que tinha entrado num “hiato” em 2012.

O Safo, responsável em tempos pela revista Zona Livre, há muito que estava inactivo. Alexa, familiarizada com o activismo, já tinha criado o Queering Style, uma espécie de blog onde tratava temas queer, e decidiu falar com a antiga direcção. Em Novembro começaram a reunir-se.

O que prometia ser um ano promissor para os novos encontros do Clube Safo por todo o país, acabou por ficar em stand-by com a pandemia. “Como estávamos em modo ansiedade pura, decidimos fazer uma plataforma com conteúdos digitais para ajudar as pessoas que estão como nós”, conta Alexa. A Queerentena surgiu mesmo a tempo do “mês da visibilidade lésbica”, como o Clube decidiu decretar Abril, e é agora um dos sites mais completos com sugestões de entretenimento queer para a quarentena.

“A plataforma serve para a disseminação de conteúdos numa época em que a única forma de nos entretermos é em casa e online”, explica Alexa. “Muitas vezes achamos que há uma falta de recursos e a plataforma serve exactamente para juntá-los a todos.”

De filmes e séries disponíveis online gratuitamente – “já basta não termos dinheiro para pagar a renda e a alimentação porque fomos despedidas”, acrescenta – a livros e cursos, passando por aulas de exercício físico ou sugestões para crianças, aqui há de tudo. “[São] conteúdos feitos por mulheres, feministas, anti-racistas e lésbicos. São também queer e LGBTI, mas já existem essas associações. O trabalho que queremos fazer tem em vista esse público alvo: lésbicas.”

A Queerentena tem, por exemplo, sugestões de visitas virtuais a museus, mas também sugestões de podcasts (o norte-americano Dyking Out é um deles, o brasileiro Outras Mamas outro). Tem também um grupo de WhatsApp e outro de Skype, onde ao domingo costuma acontecer um chá virtual e onde são comuns happy hours e “conversas de café”.

“As pessoas ficam assoberbadas com os conteúdos online e muitas vezes não existem sítios onde possam ir simplesmente para conversar, até de outra coisa que não seja a pandemia”, diz Alexa. “Queremos trazer a palavra lésbica de novo para o mapa”, remata Alexa. “Queremos que as lésbicas não tenham medo de dizer que são lésbicas.”

Descubra, abaixo, as melhores sugestões desta Queerentena.

Recomendado: Estas aulas vão mexer consigo

Quatro sugestões só para elas

Blaya
Blaya
©Manuel Manso

1. Aulas com Blaya

Para quem já desistiu de yoga e pilates, as aulas de dança de Blaya, às terças e quintas, podem ser uma boa solução para queimar calorias. Os vídeos acontecem na sua conta de Instagram e num deles Blaya ensina fazer o passo do “quadradinho”, aparentemente um dos mais pedidos pelos fãs.

No Instagram @Blayacondios

LGBTFLIX
LGBTFLIX
©DR

2. LGBTFLIX

É uma espécie de Netflix só com filmes LGBT, mas gratuito e Made In Brasil. Pensado para o entretenimento em tempos de quarentena, o LGBTFLIX tem mais de 150 filmes brasileiros, grande parte curtas.

votelgbt.org/flix

Publicidade
LGBT, Podcast, Marking Gay History
LGBT, Podcast, Marking Gay History
©DR

3. Making Gay History

O podcast norte-americano Making Gay History tem agora uma edição especial de quarentena, a revisitar o arquivo de episódios de mais de 60 figuras históricas e inspiradoras do movimento de luta pelos direitos LGBT.

makinggayhistory.com

Catálogo Online, Literatura LGBT
Catálogo Online, Literatura LGBT
©DR

4. Lesboteca

Um catálogo online de obras literárias de temática lésbica, a Lesboteca foi criada pela bibliotecária brasileira Débora Mestre e é uma boa maneira de encontrar livros para se entreter nos próximos tempos. De poesia a banda desenhada, de romances a revistas ou literatura infanto-juvenil, alguns estão disponíveis de graça.

lesboteca.com

Mais sugestões para esta quarentena

Call Me By Your Name
©IMDB

Os melhores filmes gay

Filmes

Nas últimas décadas, o preconceito parece ter-se esbatido. Não é que a posição da indústria em relação ao assunto seja unânime, mas há cada vez mais espaço para grandes histórias que, numa outra altura, teriam ficado arquivadas na gaveta.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade