Penha Longa Resort: uma ode à boa vida em família

Aqui tudo é pensado para que faça o menos possível e para que os miúdos andem ainda mais felizes do que os pais.
Penha Longa
Matthew Shaw Photography
Por Cláudia Lima Carvalho |
Publicidade

Em meia hora. Se tudo correr bem, não precisa de muito mais para chegar do centro de Lisboa ao Penha Longa Resort, em Sintra. E, no entanto, é como se tivesse chegado a um sítio bem mais longínquo. Se levar os miúdos atrelados, como recomendamos a quem os tenha, até os vai conseguir convencer de que chegaram “ao reino bué, bué longe” e a viagem nem custou assim tanto (ou nada). Esta referência ao Shrek não é por acaso: o ogre verde não anda por aqui, mas além de a paisagem bucólica enganar, há tanta coisa que as crianças podem fazer que rapidamente se vão sentir nas suas sete quintas (e os pais no paraíso).

Penha Longa Resort

Family Suites
LUIS FERRAZ

As atenções aos miúdos começam logo no quarto, bem espaçoso, para que não tenha dúvidas de que eles são uma prioridade aqui. A pedido, há uma tenda e brinquedos (legos e um cavalinho de madeira, por exemplo) para as boas-vindas, além de um roupão à medida e um tote bag com um patinho de borracha, duas fraldas (uma para a piscina), um babete e uns amenities para o banho. O desafio vai ser convencê-los a sair do quarto, mas nada tema porque a piscina é irresistível.

Penha Longa
DR

Publicidade
Penha Longa
DR

É enorme, mesmo a pedir mil brincadeiras, e o melhor de tudo é que até se pode deitar numa das espreguiçadeiras que ficam dentro de água enquanto os gaiatos correm por ali à volta.

Toda a piscina é apoiada pelo novo Aqua, restaurante e bar, que serve desde cocktails e sumos a refeições rápidas e ligeiras. E, como já deve imaginar, tem um menu a pensar nos mais pequenos também. Se quiser, até pode comer nas muitas camas à volta da piscina, algumas familiares. Basta que levante a mão e alguém há-de responder aos seus desejos. Aliás, é assim que funciona quase tudo no Penha Longa Resort.

Penha Longa
DR

Colado à piscina, fica ainda o Kids Club, ideal para ocupar o período da digestão ou para fazer apenas uma pausa dos mergulhos. Há sempre monitores que inventam actividades para ocupar as crianças, desde pinturas e desenhos, a workshops de pizza e bolachas, caça ao tesouro e outros jogos; há um parque de diversões almofadado e com uma piscina de bolas, além de um avião daqueles que é preciso moeda para andar, mas que aqui, claro está, basta apenas carregar no botão. Já para não falar dos jogos de tabuleiros e dos electrónicos, das bicicletas e dos karts, dos insufláveis e do parque infantil com o trampolim, os baloiços, o slide e o minigolfe.

Publicidade
Penha Longa
DR
Hotéis

Penha Longa

icon-location-pin Sintra

Percebe agora por que é que o Penha Longa é também um paraíso para os pais? É que eles têm com o que se entreter durante todo o dia, de tal forma que à noite vão cair na cama em três tempos. E nem lhe falámos da piscina infinita onde os miúdos não entram (e ainda bem).

É um luxo, é verdade, mas pode ser o luxo de que precisa para quebrar a rotina, com a certeza de que dois dias por aqui sabem a bem mais do que isso. Vai perceber isso quando, uma vez no hotel, se referir a ontem como “no outro dia”, questionando-se ainda sobre onde ficou o carro.

Como chegar:
Saindo de Lisboa, o ideal é apanhar a A5 e sair depois em direcção a Alcabideche. Não demorará a ver indicações do Penha Longa.

Preços:
Pacotes de família a partir dos 290€, mas há quartos duplos a partir dos 165€.

GPS

Camera

Para comer

Uma vez aqui, não faz sentido voltar a pegar no carro, até porque o hotel tem oito restaurantes à disposição, entre eles o estrela Michelin LAB by Sergi Arola. O Aqua, como referimos aqui ao lado, é ideal para quem quer passar o dia na piscina. Tem saladas, sandes, hambúrgueres e uns gelados feitos ali perfeitos para terminar a refeição. Se é adepto de comida japonesa, não deixe de passar no Midori — o sushi vale mesmo a pena. O hotel trata de fazer as reservas, o que significa que só tem mesmo de decidir onde vai comer. E se nem do quarto lhe apetecer sair, opte pelo In Room Dining Menu, um nome mais aperaltado para “room service”, se bem que também mais composto. Há um menu repleto de ofertas para os mais pequenos, que assim podem ficar a comer de pijama enquanto vêem televisão, ao mesmo tempo que pode provar muitos dos pratos feitos nos restaurantes do hotel.

Camera

Para fazer

Duvidamos seriamente que vá querer fazer alguma coisa. Com calor, o melhor que tem a fazer é mesmo deixar-se ficar pelas duas piscinas, uma delas vedada a crianças (e ainda bem, que para correrias basta uma, e é bem apetecível também). Vale a pena dizer que as piscinas (interiores também) estão abertas a não hóspedes pelo preço de 50€/ dia (as crianças até aos 12 anos pagam apenas 50% deste valor) e dão ainda acesso a sauna, jacuzzi, ginásio e kids club. A propiedade, com mais de 220 hectares, também convida a passeios.

Outras escapadinhas aqui perto

Hotéis

The House of Sandeman: o Porto à janela e o Douro aos pés

À primeira vista, passa quase despercebido, ou não estivesse a marca Sandeman espalhada pelos muitos edifícios e esplanadas no Cais de Gaia, mas assim que damos com ele é inconfundível. O The House of Sandeman Hostel & Suites abriu no edifício que em tempos abrigou os escritórios desta marca histórica de vinho do Porto, mesmo por cima das caves que foram também alvo de uma remodelação.

Viagens

Craveiral Farmhouse: são cravos, senhor, são cravos

Não será exagero dizer que este é o mais novo projecto de vida de Pedro Franca Pinto, Luís Capinha e João Canilho, vindos diretamente de Lisboa mas que se sentem tão alentejanos quanto os alentejanos de gema. Juntaram-se para fazer nascer um turismo rural entre o mar e a serra onde pudessem juntar a pureza e simplicidade da vida no campo com os confortos da vida moderna – portanto, um poiso perfeito para urbano-depressivos que se convencem que gostam do contacto com a natureza mas que entram em pânico quando só apanham um tracinho de wi-fi.

Publicidade