0 Gostar
Guardar

Jay-Z: cinco canções essenciais

Um dos maiores rappers da história editou hoje o seu 13º disco a solo: "4:44". Desculpa perfeita para recuperar cinco canções essenciais na sua carreira

Photograph: Courtesy Jon Klemm

Saudades. Saudades do Jay-Z do princípio, de In My Lifetime, Vol. 1, disco incrível de 1997 ou do épico The Blueprint, de 2001). Mas a vida é isto: não podemos ser as mesmas pessoas para sempre. Felizmente, a internet dá-nos a possibilidade de matarmos saudades de tudo isto, ainda que estejamos em dia de novo material (disponível apenas no serviço de streaming do próprio rapper Tidal). 

Uma nota apenas: “Todo o Mundo e Ninguém”, tema de 1970 dos Quarteto 1111 foi samplado em “Marcy Me”, penúltimo tema do novo disco de Jay-Z. Prova de que no mundo da música tudo é possível. 

Jay-Z: cinco canções essenciais

Jay-Z – “Big Pimpin’ ft. UGK”

Ahhh…que maravilha. Tema de Vol. 3...Life and Times of S. Carter (1999) e que é um dos maiores exemplos do que é estar no rap enquanto forma de vida, colares caríssimos e festas em iates. O instrumental (genial) é de Timbaland e conta ainda com os UGK na voz. Beleza, das mais puras.

Jay-Z – “99 Problems”

Jay-Z às voltas com o ego. Já todos nós cantamos “I got 99 problemas and a bitch ain’t one”. Sacado do disco The Black Album e conta com produção de Rick Rubin. É uma daquelas canções que resistem ao tempo e que ainda aparece numa festa nostálgica de rap.

Publicidade

Jay-Z – “Takeover”

O instrumental com um input de guitarra estrondoso combina genialmente com a voz de Jay-Z, obra do enorme artesão de canções Kanye West (num tempo em que ainda não almejava ser Presidente dos EUA). É a segunda faixa do mítico The Blueprint, onde Jay-Z estava na crista da onda. Na melhor forma de sempre.

Jay-Z – “Feelin’ It”

Recuemos mais um pouco. De Reasonable Doubt (disco de estreia, de 1996), “Feelin’ It” já demonstra o flow obtuso, incisivo, de Jay-Z, mas sob uma cama (entenda-se beat) soul e funk, num piano ameno, com espaço para Jay-Z ser o que lhe apetece ser. O antigo a reinar na casa. Ouvir até cansar.

Publicidade

Jay-Z – “Dirt Off Your Shoulder”

Eis mais um exemplo de que The Black Album foi das melhores coisas que o rapper fez na vida. E que o hip-hop já viu. Este “Dirt Off Your Shoulder”, sexto tema do disco, é aquela banda sonora perfeita para sair à rua com um bando de amigos e caras de mau. Como se fossem assaltar um banco, embora o aconselhemos vivamente a esquecer a ideia.

Música para os nossos ouvidos

Os oito melhores álbuns de 2017 até agora

Mac DeMarco, Loyle Carner, Kendrick Lamar. Estamos quase a meio do ano, altura ideal para analisar quais os melhores álbuns de 2017. Atenção: até ao lavar dos cestos é vindima

Ler mais
Por Miguel Branco
Publicidade

Comentários

0 comments