Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right A associação Lisboa Limpa diz não aos copos no chão e promove copos reutilizáveis
Notícias / Vida urbana

A associação Lisboa Limpa diz não aos copos no chão e promove copos reutilizáveis

Bianca Beyer, mentora do Lisboa Limpa
Fotografia: Manuel Manso Bianca Beyer, mentora do Lisboa Limpa

Imagine que o recipiente da sua cerveja tem uma vida mais longa. Bianca Beyer, mentora da Lisboa Limpa, defende um consumo mais consciente.

Há exemplos mais felizes de decoração urbana do que o tapete de copos vazios que forra o chão de zonas como o Cais do Sodré no rescaldo da agitação nocturna. Assim pensou Bianca Beyer, alemã há quatro anos em Lisboa que deixou para trás o trabalho na Escola Alemã para se dedicar a tempo inteiro ao projecto Lisboa Limpa, nascido em 2015 e formalizado em associação há poucos meses.

Espaços como o Café Dias, em Alcântara, o restaurante Quatro Estações (Largo de São Paulo), a Crew Hassan, a Renovar a Mouraria e o quiosque do Melhor Bolo de Chocolate do Mundo começam a aderir ao sistema promovido pela organização. "Para nós é importante a reutilização e dizer não ao descartável. Há muito tempo que já levo o meu copo quando saio à noite."

A ideia é o consumidor pagar um depósito de um euro quando adquirir o copo, de plástico rijo, num estabelecimento aderente, sendo reembolsado no final da noite, quando devolver o copo antes de ir para casa – "não estamos a vender copos", frisa Bianca, que se inspirou num café em Freiburg, apontando como grande meta a expansão da rede – o objectivo é poder comprar o copo num lado e entregá-lo num outro ponto da cidade. "Estamos numa fase de teste e ainda não consigo dizer quando vamos ter copos suficientes, por exemplo", alerta. Já sabe, se beber, consuma plástico com moderação.

+ Fhair: o novo cabeleireiro sustentável no Cais do Sodré que dá descanso ao planeta

+ As marcas sustentáveis que tem de conhecer

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments