As marcas sustentáveis que tem de conhecer

As indústrias estão cada vez mais atentas à pegada ecológica – e os consumidores também. Eis 13 marcas sustentáveis que tem de conhecer.
Stró
Fotografia: Arlindo Camacho Stró, uma marca sustentável em Lisboa
Por Inês Garcia e Francisca Dias Real |
Publicidade

Hoje em dia, estar atento à pegada ecológica e tornar-se consciente das suas escolhas enquanto consumidor já se tornou habitual – comprar sustentável deixou de ser um bicho de sete cabeças e, para alguns, é já um estilo de vida. Também por isso Lisboa tem cada vez mais espaços e marcas que promovem este modo de vida.

Reunimos marcas sustentáveis que tem de conhecer, desde a cosmética ao calçado passando pelo vestuário feminino, masculino ou infantil, passando pelos sapatos ou até mesmo mantas e cachecóis. Olhe com atenção para estas estas marcas amigas do ambiente se quiser encher o armário a pensar num consumo sustentável. 

Recomendado: As melhores lojas e mercados biológicos em Lisboa

Marcas de moda sustentável que tem de conhecer

Compras, Moda

Balluta

icon-location-pin Chiado

A moda também segue a tendência. Balluta é o nome da nova marca portuguesa de sapatos vegan que quer criar colecções com o menor impacto ambiental possível. A marca de Catarina Pedroso utiliza técnicas tradicionais e materiais ecológicos para promover a sustentabilidade. As texturas e os tons de terra transformam-se em elementos orgânicos, como o couro vegano – feito de poliamida reciclada – e entrançado à mão ou os saltos feitos de cortiça revestida a folha de madeira. Os sapatos estão à venda online no site da Balluta e na Nude Fashion Store, a partir desta quinta. 

Stró
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras

Stró

icon-location-pin Princípe Real

É no número 80 nos lotes A e B que agora duas lojas, separadas por uma entrada de prédio, oferecem à cidade um novo local recheado de produtos sustentáveis e com preocupações ambientais a serem os pilares de suporte da marca. Sustentabilidade, aproveitamento, ecologia e comércio justo são as palavras mágicas da Stró onde pode encher o saco com mantas, boinas, cachecóis, cobertores ou chinelos de retalhos, tudo produtos em lã, linho ou algodão que obedecem a uma produção sustentável e controlada. 

Publicidade
António
©SERGIO PACIENCIA
Notícias, Compras e estilo de vida

António

Ana e Sara Mateus, irmãs e designers, chamaram o António e criaram uma marca de carteiras para resistir ao tempo. As malas estão à venda e online e na The Feeting Room. São peças intemporais, de linhas simples e minimalistas, cuja produção se baseia na premissa da slow fashion – o conceito de moda lenta que defende roupa e acessórios que durem, assim como a reciclagem de peças, e assenta num modelo de consumo ético e responsável. Portanto, pode contar que nesta fábrica as peças que saem são em pele com tratamento 100% vegetal, daquelas que duram, duram e duram… e os acessórios em metal são isentos de níquel e o forro é em algodão.

Toino Abel

As cestas de mão voltaram a ser tendência (Jane Birkin também as usava nos anos 1970) e estas da Toino Abel são uma opção sustentável para quem quer aderir. São em junco feitas manualmente em teares por artesãs da Castanheira, uma aldeia no sul de Portugal. Há modelos na cor tradicional mas também em cores fortes ou com padrões e podem ser compradas online. As cestas mais pequenas (XS) custam 49€.

Publicidade

Daniela.

É Daniela ponto final. Daniela Duarte começou por querer fazer coisas diferentes para se vestir mas uma partilha no Facebook gerou elogios e encomendas – daí até à marca foi um pequeno grande passo. Tudo começa com retalhos de tecidos antigos com vários padrões misturados e acaba em camisas e lenços para homens e mulheres. As peças são todas produzidas no seu atelier e vendidas online. Também é presença assídua no Wonder Room da ModaLisboa.

AsPortuguesas

São chinelos mas com uma sola em cortiça portuguesa “orgânica e confortável” e, por isso, “sem sentimentos de culpa para o consumidor”, explicam. O projecto é da Amorim Cork Ventures, uma start-up da Corticeira Amorim e tem 11 modelos de chinelos com diferentes padrões coloridos, para homem e para mulher. Podem ser compradas online.

Publicidade
alameda, marcas sustentáveis

Alameda Turquesa

Carolina Santos e a mãe criaram a marca de sapatos e acessórios em 2015 e a imagem de marca são os pompons coloridos. Tanto sabrinas e sandálias como pulseiras e colares são produzidas em Portugal, com produtos portugueses. Estão disponíveis online e até na loja de e-commerce da blogger italiana Chiara Ferragni (a Alameda Turquesa foi a única marca portuguesa a ser escolhida por Ferragni).

Green Boots

As botas ficaram verdes em 2012: são feitas pelo processo tradicional numa fábrica de 1955. O trabalho é completamente manual e demora cerca de 4 horas a fazer. Têm forros em algodão e solas feitas a partir de pneu reciclado.

Publicidade
Le Petit Chiffon

Le Petit Chiffon

A Le Petit Chiffon é uma marca para miúdos dos 0 aos 6 anos feita com algodão 100% biológico, e com peças que podem rechear o armário dos seus filhos desde a roupa interior à exterior, passando pela roupa de praia, acessórios ou roupa de cama.

Compras

Näz

icon-location-pin Chiado

Cristiana Costa costura a Näz com linhas 100% portuguesas. As peças são inspiradas por estéticas minimalistas, como a japonesa e a belga, e as preços variam entre os 36€ e os 94€. A marca está à venda nas Galerias de São Bento, na Fair Bazaar (Embaixada), na Sapato Verde e na Organii (Lx Factory). Sendo que pode sempre comprar online.  

 

Publicidade
organii concept store lx factory
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras

Organii

icon-location-pin Princípe Real

Cátia e Rita Curica puseram mãos à obra e abriram a primeira empresa de cosmética biológica do país em 2009. Oito anos depois têm já cinco lojas em Lisboa (a da Embaixada e a da LXFactory estão bem apetrechadas) e uma selecção alargada de marcas bio e tratamentos.

E se não sabe exactamente o que é cosmética biológica, a Organii explica: "são produtos feitos com base em ingredientes biológicos, cultivados sem pesticidas e herbicidas, dos quais se consegue retirar extratos mais puros e activos".

Hempact Organic Clothes

É uma marca de moda masculina e moda feminina criada por três portugueses e tem “uma ligação íntima à natureza”. Todas as peças são feitas com materiais 100% ecológicos como o cânhamo, o algodão orgânico ou um tecido feito a partir da reciclagem de garrafas de plástico.

Publicidade
Compras, Decoração

Ideal&Co

icon-location-pin Intendente

A Ideal&Co é, além de amiga do ambiente, utilitária: ele é acessórios para tablet, para bicicletas, mochilas, malas, carteiras... tudo feito em pele de curtimenta 100% vegetal, tratada pelos artesãos do Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros.

Compras em Lisboa

The feeting room
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras

As melhores concept stores em Lisboa

Não se assuste com o estrangeirismo. As concept stores são lojas com universos próprios, com espaço para moda, decoração, livros e até comida. E ninguém se chateia, nem as marcas, nem os designers, nem os artistas. Juntos, fazem destas 21 magníficas a elite do roteiro de compras de Lisboa. Fique a conhecer as melhores concept stores em Lisboa.

Publicidade
Maria do Mar Shop
Fotografia: Arlindo Camacho
Miúdos

As melhores lojas para crianças em Lisboa

Não se faça de difícil: visitar lojas de crianças não é um pesadelo assim tão horrível – a maioria dos pais até gosta. Afinal, qual é o coração empedernido que resiste a um vestido cheio de laços e folhos, ao triciclo de madeira ou àquele papel de parede com estrelinhas a fazer pendant com as cortinas? A Time Out foi à procura das melhores lojas para crianças em Lisboa. Chegou a casa com a conta depenada e o coração cheio.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com