Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right A Festa da Arqueologia promete animar o Largo do Carmo durante 3 dias
Notícias / Vida urbana

A Festa da Arqueologia promete animar o Largo do Carmo durante 3 dias

Museu Arqueológico do Carmo

O Museu Arqueológico do Carmo já preparou a festa. Durante três dias, vai haver muito para fazer, desde actividades interactivas, visitas a sítios e monumentos, exposições, conferências, ateliês e até recriações históricas.

A Festa da Arqueologia, um evento trienal de divulgação da actividade arqueológica nacional, está de volta e este ano coincide com as comemorações dos 45 anos da Revolução dos Cravos, que serviram de mote para escolha do tema central: “Revoluções & Resistências – das Origens à Revolução Industrial”. O programa, ainda em actualização, é de entrada livre, de 25 a 27 de Abril, das 10.00 às 18.00.

“A História é feita de revoluções – na alimentação, no modo de entender o mundo, na organização social, nas técnicas e no saber. Mas também é feita de movimentos de resistência: tentamos manter antigas práticas e religiões e recuperamos o passado para que seja transmitido. Todos estes processos, avanços e recuos, recorrentes desde a Pré-História até à Época Contemporânea, ficam de certa forma marcados no registo arqueológico”, pode ler-se em comunicado. “Na Festa da Arqueologia queremos trazer este mundo de descoberta e conhecimento à sociedade.”

Com mais de uma dúzia de tendas, o Largo do Carmo vai receber uma pequena feira com duas mãos cheias de experiências arqueológicas, desde uma oficina de cartazes e outra de técnicas de arqueologia experimental a ateliers interactivos, de cerâmica à tecelagem e moagem de cereais. Entre as instituições promotoras, encontram-se – para além do Museu Arqueológico do Carmo (onde a festa terá lugar) – o Museu Nacional de Arqueologia, a Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial, a ARQA – Associação de Arqueologia e Protecção de Património da Amadora e a UNIARQ – Unidade de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Além das actividades práticas, estão ainda planeadas conferências sobre revoluções e movimentos de resistência, duas exposições, exibição de filmes e documentários e recriações históricas. Já fora de portas, o Centro de Arqueologia de Lisboa programou duas sessões de percurso pedonal pelo Parque Florestal de Monsanto, no dia 27 de Abril, às 10.00 e às 14.00, que carecem de inscrição prévia. No mesmo dia, às 15.00, irá ainda decorrer uma visita grátis às ruínas de Tróia.

Para mais informações, basta consultar o site da Festa da Arqueologia.

+ Vai nascer um museu nas Galerias Romanas da Rua da Prata

+ Os 15 grandes achados arqueológicos da última década em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments