A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
A História do Soldado
DRA História do Soldado

‘A História do Soldado’ de Stravinsky volta a ser contada na Gulbenkian

O concerto teatral do compositor russo vai ser interpretado por músicos da Orquestra Gulbenkian, dirigidos pelo maestro Lorenzo Viotti.

Escrito por
Luís Filipe Rodrigues
Publicidade

Um soldado vende o seu violino (metaforicamente, a sua alma) ao diabo, em troca de um livro que lhe permite conhecer o futuro e amealhar uma grande fortuna. Mas não é apenas o violino que perde, nesta ópera de câmara ou concerto teatral de Igor Stravinsky, que volta a ser interpretado no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian entre 16 e 17 de Dezembro.

Com música de Stravinsky e libreto do suíço C. F. Ramuz, que adaptou um conto tradicional russo, previamente recolhido pelo etnógrafo Alexander Afanasyev, A História do Soldado (L'Histoire du soldat, na versão original) foi estreada em Lausanne, na Suíça, em Setembro de 1918. E afasta-se radicalmente da sonoridade e orquestração dos primeiros bailados do compositor russo.

Desta feita, A História do Soldado será interpretada por músicos da Orquestra Gulbenkian, sob a batuta do maestro Lorenzo Viotti, que vai ainda assumir os papéis de narrador e percussionista. A encenação da peça é de Jean Paul Bucchieri, que dirige os actores Miguel Borges (Soldado), João Lagarto (Diabo) e Ana Jezabel (Figura Feminina).

Os concertos estão marcados para as 20.00 de quarta-feira, 16 de Dezembro, e quinta-feira, 17, e têm a duração aproximada de uma hora e meia. Os bilhetes custam entre 18€ e 30€ e encontram-se à venda no site e nas bilheteiras da Gulbenkian. Caso não queira ou não possa sair de casa, a actuação de dia 17 será transmitida em directo no site e nas redes sociais da Fundação.

+ Dez facetas do génio de Stravinsky

+ As peças de teatro para ver esta semana

Últimas notícias

    Publicidade