A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
postos de carregamento de carros eléctricos
©EMEL

A mobilidade eléctrica em Lisboa agora é LEVE, a nova marca da EMEL

A nova marca da EMEL quer promover uma mobilidade eléctrica mais rápida e sustentável, numa campanha que vem acompanhada pela inauguração de (muitos) mais postos de carregamento de carros eléctricos em 2021.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

São mais sustentáveis, têm incentivos à compra por parte do Governo, mas há quem não arrisque comprar um carro eléctrico por receio de ficar a meio caminho entre postos de carregamento. Para promover a mobilidade eléctrica, a EMEL criou uma nova marca chamada LEVE, dois anos após a empresa municipal se ter constituído como Operadora de Pontos de Carregamento de Veículos Elétricos (OPC).

Actualmente, a EMEL tem 26 Postos de Carregamento de Veículos Eléctricos, que correspondem a 52 tomadas, distribuídos por cinco dos seus parques de estacionamento (Campo das Cebolas, Ameixoeira, Graça, Manuel Gouveia e Lumiar), sem contar com dois postos na via pública, localizados em Entrecampos, junto ao Edifício Central da Câmara Municipal de Lisboa.

Mas a rede vai aumentar. Para este ano está prevista a inauguração de três ilhas de carregamento rápido em Entrecampos, Parque das Nações e Restelo, cada uma com seis postos e 12 tomadas. Também em 2021, a EMEL conta instalar mais postos de carregamento nos seguintes parques de estacionamento: Cosme Damião, Calçada do Combro, Chão do Loureiro, Campo de Ourique, Areeiro, Avenida Lusíada, Belém, Campo Grande, Estrada da Luz, Combatentes e Universidade. Para a via pública vão chegar mais 30 postos e será garantido pelo menos um por freguesia.

“Vivemos num momento de mudança, de pensamento e de comportamentos, mudança na forma como olhamos e sentimos a cidade. Queremos sentir-nos bem e seguros, queremos saber que o ar que respiramos é puro, e para que tal seja possível, temos que aceitar o desafio de melhorar a nossa maneira de estar em Lisboa. Nesse sentido, a mobilidade eléctrica veio para ficar, e a mobilidade eléctrica da EMEL é, a partir de hoje, LEVE, mas também mais robusta nesta nossa senda de contribuir para uma cidade amiga do ambiente, amiga das pessoas. Só com o esforço comum conseguiremos uma redução dos Gases com Efeito Estufa, e atingir a neutralidade carbónica em 2050, como assumido por Portugal no Acordo de Paris, em 2015”, defende Luís Natal Marques, presidente do Conselho de Administração da EMEL.

+ Hora do Planeta celebra-se online a 27 de Março

+ Mega projecto vai fazer nascer uma cidade inovadora em Almada

Últimas notícias

    Publicidade