A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
A tarte
DR

A primeira loja de bairro d’A Tarte é um laboratório de sabores

Em 2012, a amêndoa fez-se tarte. Depois, andou de boca em boca. Agora, ficou mais perto com a nova loja em Campo de Ourique.

Escrito por
Teresa David
Publicidade

A montra da nova loja de rua d’A Tarte, em Campo de Ourique, é imprópria para gulosos. Há fatias de tarte de amêndoa por toda a parte, acompanhadas de uma selecção de cookies artesanais e ainda por uma cuba cheia de gelado. A tentação de esquecer o bom senso e de fazer subir os níveis de açúcar no sangue para valores estratosféricos é muita, mas lá nos controlamos e pedimos só uma fatia, para acompanhar o café. 

Estamos na primeira loja de rua da marca portuguesa, que está prestes a completar uma década de existência. Depois das plataformas de entregas e de um ponto de venda fixo no El Corte Inglés, A Tarte tem agora uma porta aberta para a rua.

Tudo começou com o sonho de Vasco Valença de Sousa, engenheiro alimentar de formação. “Foi um acidente de percurso. Tenho uma especialização na área dos gelados, mas meti na cabeça que tinha de fazer uma tarte de amêndoa que fosse a melhor de todas”, conta. Com a amiga e sócia, Catarina Noronha, nasceu um negócio e a receita deu-se a conhecer ao mundo.   

A Tarte
DR

Neste momento, a marca já conta com várias tartes diferentes, entre as quais a tarte de amêndoa original (1,95€ à fatia; 10,95€ em tamanho pequeno; 18,80€ tamanho familiar); a versão sem glúten e sem lactose com 30% menos de açúcar (2,35€, 12,95€ e 22,90€); a tarte de amêndoa e figo biológico (2,35€ à fatia; 22,90€ tamanho familiar); a tarte de caramelo salgado e flor de sal (2,35€; 12,95€; 22,90€); e a tarte de noz pecan (2,35€ à fatia; 22,90€ tamanho familiar).

A isto junta-se uma edição limitada, lançada para o Natal, feita com amêndoa do Douro, mais crocante e com um sabor mais intenso (21,85€), segundo os responsáveis. “Só está à venda aqui [na loja de Campo de Ourique], nas plataformas, e fizemos uma parceria com a Gleba, onde também estamos a vender esta edição”, refere Catarina. 

Mas como nem só de tartes vive este negócio, na nova loja também se encontram os produtos das outras duas marcas criadas por Vasco e catarina: O Gelado e Cookie Do. Os gelados, que já contam com cerca de treze sabores, incluindo versões vegan, estão à disponíveis para take-away em embalagens de 460 ou 750 ml, e para devorar em cone ou copo na loja (2,50€-3,40€, consoante o número de bolas). As cookies são já oito — cinco com base de manteiga e três com base de chocolate (1,85€ a unidade). E também há opções vegan. Em loja, há ainda chá orgânico da Kusmi Tea e café biológico da Delta para acompanhar as doçarias. 

A Tarte
ZP

Além da tarte com amêndoa do Douro, há outras novidades natalícias. Um gelado de tiramisu (7,80€), já à venda em Campo de Ourique e também noutros locais, e um gelado-rainha, mais uma ideia de Vasco, de edição limitada e um exclusivo da loja de bairro.

A inauguração surge da vontade de Vasco e Catarina de ter um espaço mais próximo dos clientes e que fosse, simultaneamente, um laboratório de novos sabores e receitas. “Sempre foi nosso desejo ter um espaço onde pudéssemos fazer o que queremos”, revela Catarina. “Quase que podemos chamar-lhe uma tarte-lab, é muito experimental”, acrescenta Vasco.

Quanto ao novo ano, a dupla revela detalhes sobre algumas das novidades por vir. “2022 vai ser muito intenso, essencialmente na área dos gelados”, garante Catarina. “Vamos apostar numa gama de menos calorias e sem açúcares adicionados”, desvenda Vasco.

Rua Coelho da Rocha 31 B. Ter-Dom 11.00-21.00. 

+ Do Brasil para Portugal, da fazenda para a chávena, num café em Lisboa

+ Kitchenette abre segundo espaço e lança marca de comida com Joana Barrios

Últimas notícias

    Publicidade