A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Ainda não foram aprovados os contentores para o Martim Moniz

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Manuel Salgado diz que a câmara de Lisboa ainda não aprovou o projecto. A empreitada que está em marcha é para melhorar as infra-estruturas.

O Martim Moniz entrou em obras, mas não para avançar com o polémico projecto que deve encher esta praça do centro da cidade com contentores. A proposta da empresa à qual foi concessionada a exploração comercial do espaço, a Moonbrigade, ainda "não foi visto por ninguém" na câmara.

Quem o diz é o próprio Manuel Salgado, em declarações ao Público, a escassos dias da manifestação que está marcada para exigir uma outra solução para o local – um cordão humano, no sábado. O vereador do Urbanismo revelou que o projecto para os contentores só entrou na câmara na segunda-feira, 28 de Janeiro. A autarquia apenas aprovou “a parte das infra-estruturas”. O alvará foi emitido a 14 de Janeiro.

As obras que agora decorrem na grande praça da Mouraria estão relacionadas com uma obra requalificação do espaço público, um projecto que resultou num concurso lançado pelo município em Dezembro de 2017 e do qual saiu vencedor o atelier José Adrião Arquitectos. "O projecto tem como objectivo requalificar o espaço público ao nível dos pavimentos, plantações arbóreas e arbustivas, sistema viário e transportes públicos, iluminação pública, drenagens, etc., bem como permitir o uso dos cidadãos da totalidade placa central da praça com programas efémeros", esclarece o arquitecto numa resposta por escrito à Time Out.

"O projecto do Mercado Martim Moniz, de ocupação da placa central da praça com edificação para actividades comerciais exploradas por um concessionário, é totalmente autónomo em relação ao procedimento em desenvolvimento pela José Adrião Arquitectos. Não somos nós os autores desse projecto", sublinha José Adrião, arquitecto que tem obra feita e premiada não muito longe dali: a Casa da Severa que, além de uma Menção Honrosa no Prémio Valmor, venceu o Prémio Nacional de Reabilitação, os Prémios Construir e os Prémios FAD. Com Hugo Torres

+ Projecto vencedor para a Praça de Espanha recupera riacho perdido

Últimas notícias

    Publicidade