A Time Out na sua caixa de entrada

casa amalia rodrigues
©Fundação Amália Rodrigues

Amália Rodrigues vai inspirar as Marchas Populares de 2020

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Depois de Oceano Atlântico (2017), Vasco Santana (2018) e Santo António de Lisboa e do Mundo (2019), Amália Rodrigues será o tema das Marchas Populares em 2020.

Foi há precisamente 20 anos que morreu Amália Rodrigues, um dos maiores ícones culturais portugueses. Mas em 2020 celebram-se os 100 anos do seu nascimento e as Marchas Populares juntam-se aos festejos.

A EGEAC anunciou que Amália Rodrigues é o tema das próximas Marchas Populares e aos organizadores e participantes é lançado um desafio especial: a utilização de materiais ambientalmente sustentáveis, num ano em que Lisboa será a Capital Verde da Europa. 

A escolha do tema significa que a Grande Marcha de Lisboa — um concurso que será lançado a compositores e letristas — versará sobre a fadista, bem como trajes, figurinos e todas as canções de cada marcha popular que participa nos desfiles oficiais do Altice Arena e Avenida da Liberdade.

Recordamos que a carreira de Amália também está ligada às Marchas Populares de Lisboa, uma relação que começou em 1935 quando foi escolhida para cantar “Fado Alcântara”, que acompanhou a marcha do seu bairro. Entre 1963 e 1969, gravou em estúdio algumas marchas, onde canta temas bem conhecidos como “Lá Vai Lisboa” (interpretada em 1935 por Beatriz Costa). Em 2005, a EMI reuniu em CD todas as marchas gravadas por Amália, numa compilação chamada Amália Rodrigues - Marchas Populares.

+ Alice Vieira vai ao Colombo: dez dias para celebrar 40 anos de livros

+ 12 anos depois, Sam The Kid tem um holofote só dele

Últimas notícias

    Publicidade