A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Cine-teatro Turim
Mariana Valle LimaCine-teatro Turim

Cine-teatro Turim reabre em Benfica. Dois dias já, definitivamente em 2023

O antigo cinema de bairro na Estrada de Benfica foi arrendado pela junta de freguesia por dez anos. Abre esta sexta-feira e este sábado, depois fecha para obras e reabre em Maio.

Escrito por
Joana Moreira
Publicidade

Há um poster de Scarface (1983) na parede, uma das primeiras consolas da Nintendo à disposição e, este sábado, até uma réplica do famoso DeLorean de Regresso ao Futuro estará estacionada à porta do Cine-teatro Turim, em Benfica. Hoje e amanhã (sexta-feira e sábado) são dias de festa no espaço cultural, fechado há quase uma década, em jeito de antecipação da reabertura oficial que deverá acontecer em Maio de 2023.

Esta reactivação do Turim, que abriu pela primeira vez em 1984, acontece pela mão da junta de freguesia de Benfica, que arrendou o espaço por dez anos – um contrato renovável que, pelo valor de cinco mil euros mensais, inclui a exploração não só da sala de espectáculos como da antiga estrutura do centro comercial. Dança, teatro, cinema, retrogaming e música deverão constar na programação do sítio cujo proprietário é Afonso Moreira, empresário e pai das actrizes Anabela e Margarida Moreira.

"Queremos devolver esta sala em toda a sua plenitude à cidade", explica à Time Out Ricardo Marques, presidente da junta de freguesia de Benfica. "Queremos que seja um espaço muito vivo e muito versátil, muito ligado às escolas superiores de artes e a outras", adianta. O programa da sala de espectáculos, gerido pela junta em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, será “especialmente vocacionado para cinema”, prestando também atenção a “artistas emergentes, novos grupos de dança, teatro, música”. 

Cine-teatro Turim
Mariana Valle Lima

Antes da reabertura, há "um pequeno preview para aqueles mais saudosistas". Entre sexta e sábado há espectáculos infantis, actuações musicais e até um DJ set até às duas da manhã. "É um cheirinho a passado, mas já a perspectivar o futuro a partir de Maio".

As obras de reaqualificação arrancam em breve – um custo que ronda os 300, 400 mil euros, adianta Ricardo Marques à Time Out –, a começar pela revisão da estrutura eléctrica e canalização. "As obras mais pesadas estão previstas para o início de Janeiro", indica, notando que será necessário levantar toda a calçada em frente ao teatro (uma vez que a sala de espectáculos está debaixo desse átrio).

"Esperamos criar aqui um pólo de atractibilidade na zona norte", diz o presidente da junta, que atenta para a continuação de um pólo cultural na zona envolvente, que já inclui o Palácio Baldaya, o auditório Carlos Paredes e a futura Biblioteca António Lobo Antunes

Cine-teatro Turim
Mariana Valle LimaCine-teatro Turim

O Cine-teatro Turim abriu portas em 1984 e durante anos foi um ponto incontornável de fruição de cultura no bairro, em Benfica, mostrando filmes apenas semanas depois de estes se estrearem nas grande salas de cinema. Depois de vários anos fechado, o Turim reabriu em 2010, pelas mãos da actriz Anabela Moreira e do realizador João Canijo, que criaram a associação cultural AM’ART para gerir aquele que pretendia ser um novo "pólo cultural". O espaço acabaria por encerrar definitivamente em 2015.

+ Ainda faltam dois anos para a Biblioteca Lobo Antunes abrir portas

+ Exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses

Últimas notícias

    Publicidade